Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Lauro oferece reposição salarial de 6,87%

Prefeito de Diadema e Sindema chegam a acordo; reajuste vai impactar R$ 30 mi na folha


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

10/04/2013 | 06:47


 

O governo do prefeito Lauro Michels (PV) ofereceu reposição salarial de 6,87% aos funcionários públicos, durante reunião com o Sindema (Sindicato dos Servidores Públicos de Diadema) ontem à tarde. A proposta será votada hoje em assembleia da entidade.

O percentual corresponde ao ICV (Índice do Custo de Vida) do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio-Econômicos) e é dividido em duas partes: 5,45% aplicados retroativamente a março e o restante a partir de 1º de julho.

"Dentro da atual conjuntura econômica da Prefeitura foi uma proposta satisfatória", disse a presidente do Sindema, Jandyra Uehara Alves, que acompanhou a reunião ao lado do vice-presidente da entidade, José Aparecido da Silva, o Neno.

Pelo lado do governo negociaram o próprio prefeito e os secretários Adler Kiko Teixeira (PSDB, Gabinete), Fernando Moreira Machado (Assuntos Jurídicos), Gesiel Duarte (Gestão de Pessoas) e Francisco José Rocha (Finanças). Líder do governo na Câmara de Vereadores, José Dourado (PSDB) também acompanhou o processo.

Segundo cálculos da Prefeitura, o reajuste vai impactar em R$ 30 milhões a folha de pagamento anual da administração. O Paço destina, pelo último balanço financeiro, 51,08% da arrecadação com funcionalismo, beirando o limite estipulado pela LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) de 54% de gastos com servidores.

Em 2012, o governo do ex-prefeito Mário Reali (PT) arrecadou R$ 843,7 milhões líquidos e, desse valor, R$ 430,9 milhões foram destinados a pendências com os trabalhadores do Paço.

Além da reposição salarial, a gestão Lauro ofereceu reajuste no vale alimentação. O valor passaria de R$ 215 para R$ 230. A majoração também terá de passar pelo crivo da assembleia do Sindema.

Hoje está marcada nova reunião entre governo e Sindema para discutir aumento do piso salarial praticado pelo Executivo.

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;