Fechar
Publicidade

Sábado, 28 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Festa verde no parque do Itatiaia


Adriana Ferraz
Enviada a Itatiaia

14/06/2007 | 07:01


A natureza faz contato em Itatiaia. Fauna e flora estão ao alcance dos olhos de quem visita o primeiro parque nacional do Brasil, que nesta quinta-feira completa 70 anos. Endereço certo para quem busca tranqüilidade em meio à floresta, ao som dos pássaros e de cachoeiras cristalinas que refletem o verde das matas e o colorido do céu. Cenário abençoado e fonte de espécies valiosas encravadas na Serra da Mantiqueira, no triângulo formado por São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, perto de outras localidades muito procuradas por turistas, como Visconde de Mauá e Penedo.

No parque, a mistura de sotaques não gera conflito. Pelo contrário: é sinônimo de universalidade, que logo se apresenta. Na estrada de terra batida que leva turistas e aventureiros aos hotéis que servem ao parque, a recepção é feita por simpáticos e gulosos macacos, do tipo prego. Sem cerimônia, os animais cruzam o caminho dos carros e dão espetáculo em busca de mimos. Na luta por bananas e maçãs, todos saem ganhando. A prova fica registrada nas máquinas fotográficas.

Para quem tem o costume de olhar para cima, a recompensa é ainda maior e faz valer a viagem que, de São Paulo, dura em média três horas. No topo das árvores, a diversidade de aves alegra a paisagem. A lista é longa: inclui colibri, beija-flor, tucano (de bico verde), saíra e guacho. Um presente a ser degustado de olhos e ouvidos bem abertos.

O conjunto fica ainda mais irresistível quando, no meio do caminho, entre um passo e outro, surge uma orquídea, solitária e bela. Privilégio de quem encarna o espírito de aventura e segue por trilhas que levam às cachoeiras Véu da Noiva, Poranga e Itaporani. Percursos fáceis que não exigem preparo de atleta nem presença constante de guias especializados. A dica é simples: obedecer ao trajeto (guiado por placas e até corrimãos) sem ter pressa de chegar. Em Itatiaia, aliás, o tempo demora a passar. As horas são percebidas por outra marcação, que leva em conta a posição do sol e o vento que mexe as folhas. Nessa época do ano, a baixa temperatura e o forte nevoeiro também servem de relógio. Ao cair da tarde, o frio leva os turistas para dentro dos hotéis em busca de conforto e o merecido descanso.

As atrações turísticas devem ser planejadas e iniciadas ao amanhecer do dia. Uma visita à parte mais alta do parque, por exemplo, requer caminhada de até seis horas. Exercício árduo que garante uma vista incrível dos Três Picos, formação de morros vizinhos com cerca de 1,8 mil metros de altitude. Os mais corajosos e preparados fisicamente podem enfrentar a maratona que leva ao Pico das Agulhas, a 2.787 metros do nível do mar e ponto culminante do Rio de Janeiro. Mas se o programa exige práticas leves, a dica é investir em um cartão-postal mais acessível: o mirante do Último Adeus. O acesso, pela estrada, não cansa e garante ótimas imagens de parte dos 30 mil hectares do parque. Difícil achar o melhor ângulo. (A jornalista viajou a convite da Associação de Hotéis do Parque Nacional do Itatiaia)

Atrações

PETRÓPOLIS
18ª Bauernfest (Festa do Colono Alemão) – De 29/6 a 8/7, no Palácio de Cristal. Burgo alemão, bailes, apresentações de dança folclórica, comidas típicas, artesanato e suvenires temáticos no Palácio de Cristal, desfiles no Centro Histórico aos domingos, III Mostra do Cinema Alemão, seminário do Pensamento da Filosofia Alemã e exposição A Colonização Alemã em Petrópolis.

Festival de Inverno – De 1º a 29/7, com concertos, shows e workshops na Prefeitura de Petrópolis, no Espaço Dell'Arte e no Sesc-Rio.

XIII Congresso Nacional de Meninos Cantores do Brasil – De 17 a 22/7, com concertos e seminários.

Festival Itaipava de Cinema – De 1º a 5/8, no Parque Municipal de Petrópolis e Shopping Estação.

II Mostra de Dança de Petrópolis – De 16 a 18/8, em diversos locais, com apresentações de grupos de dança de estilos variados, oficinas e palestras.

Salão de Artes de Petrópolis – De 17 a 26/8, em diversos locais.

II Mostra de Dança de Petrópolis – De 16 a 18/8, em diversos locais, com apresentações de grupos de dança de estilos variados, oficinas e palestras.

Festival de Literatura de Itaipava – De 22 a 26/8, no Parque Municipal de Petrópolis e no Shopping Estação.

NOVA FRIBURGO
Serra Verde Rodeio Show – De 9 a 12 de agosto, com shows de Titãs, Monobloco, Dudu Nobre e Marlon e Maicon, além de rodeio, parque de diversões e boate.

TERESÓPOLIS
Viver Quintana - 100 anos do poeta – Até 1º de julho, no Sesc Teresópolis, das 10h às 19h de terça a sexta e das 9h às 18h aos sábados e domingos.

Terê Pro Rock – Dia 23 de junho, às 23h, com shows de música na quadra do Sesc.

Exposição de Inverno do Orquidário Aranda – De 23 de junho a 29 de julho, das 9h às 16h.

COMO CHEGAR
Para chegar às regiões serranas do Rio de Janeiro, o melhor caminho é a via Dutra (BR-116). Placas na própria rodovia indicam as estradas de acesso para Visconde de Mauá (a 308 km de São Paulo) e Itatiaia (a 283 km, com acesso na altura do Km 350 da Nova Dutra, onde há saídas e placas indicativas). Outra opção é acessar a rodovia Ayrton Senna e, depois, a Carvalho Pinto até a Dutra, em Taubaté. Se preferir, entre na cidade pelo bairro de Penedo, no Km 311. De ônibus, a opção é sair do Terminal Rodoviário do Tietê, pela viação Resendense (6221-2955).

Quem se dirigir ao trio Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, por sua vez, deverá seguir direto até a Cidade Maravilhosa e, depois, subir 68 km serra acima pela BR-040 rumo a Petrópolis. Até Teresópolis, basta seguir pela BR-495. O trecho Terê-Fri, entre Teresópolis e Nova Friburgo, é feito pela RJ-130. A viação Salutaris (4004-1010), opera viagens para a Cidade Imperial saindo do Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo. As passagens custam R$ 59,10 até Petrópolis e R$ 62,73 para Teresópolis.

ONDE FICAR
Em Itatiaia
Hotel Cabanas – Cabanas com lareira em meio a floresta. Diárias a partir de R$ 200, com café-da-manhã, almoço e jantar. Tel.: (0xx24) 3352-1252. Site: www.hotelcabanasdeitatiaia.com.br

Hotel Donati – Chalés com hidromassagem. A diária mais simples, com pensão completa, sai por R$ 240 . Tel.: (0xx24) 3352-1110. Site: www.hoteldonati.com.br.

Hotel do Ypê – Cabanas, apartamentos ou suítes para até quatro pessoas a 1,2 mil metros de altitude. Diárias a partir de R$ 252, com todas as refeições incluídas. Tel.: (0xx24) 3352-1453. Site: www.hoteldoype.com.br

Chalés Terra Nova – Chalés para casal ou família a partir de R$ 150, a diária, com pensão completa. Único hotel da região que oferece tirolesa e arvorismo. A atividade custa R$ 35, por pessoa Tel: (0xx24) 3352-1458. Site: www.chalesterranova.com.br

Hotel Pousada Esmeralda – Chalés de luxo para casais em lua-de-mel. Preços a partir de R$ 238, com pensão completa. Tel.: (0xx24) 3352-1643 ou www.pousadaesmeralda.com.br

Em Visconde de Mauá
Pousada Terras Altas – (0xx24) 3387-2132.
Verde Que Te Quero Ver-te – (0xx24) 3387-1323.

Em Petrópolis
Pousada Tankamana – (0xx24) 2222-9181.
Pousada Monte Imperial – (0xx24) 2237-1664.

Em Teresópolis
San Moritz – (0xx21) 2641-0035.
Rosa dos Ventos – (0xx21) 2644-9900.

Em Nova Friburgo
Hotel Bucsky – (0xx22) 2522-5052.
Akaskay – (0xx22) 2542-1163.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;