Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 1 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Quatro cidades não atingem meta de vacinação


Ângela Corrêa
Do Diário do Grande ABC

14/06/2004 | 21:16


Mesmo com o prazo estendido até a última quarta-feira, dia 9, Santo André, São Bernardo, Mauá e Ribeirão Pires não conseguiram distribuir doses da vacina Sabin (contra a poliomielite) a 95% das crianças de até 5 anos, meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. Com isso, a campanha de vacinação nesses municípios foi prorrogada novamente, desta vez até a próxima sexta-feira. Diadema, que também não distribuiu todas as doses necessárias no dia 5, primeiro dia da campanha, conseguiu vacinar 96% de sua população infantil até o dia 9.

De acordo com o balanço feito pela DIR-2 (Direção Regional de Saúde), órgão da Secretaria Estadual de Saúde responsável pelo Grande ABC, até esta segunda a campanha na região atingiu 89,57% de sua população infantil. A estimativa é de que 198 mil crianças sejam imunizadas. São Caetano e Rio Grande da Serra cumpriram a meta ainda no primeiro dia de vacinação.

Segundo o último levantamento feito pelos próprios municípios, a situação mais crítica é encontrada em Ribeirão Pires e São Bernardo, que distribuíram, respectivamente, 82,26% e 83,5% das doses. Em Santo André, 87% das crianças receberam a gotinha contra a paralisia infantil. Por outro lado, para Mauá, a meta está próxima de ser cumprida, já que 93% das crianças desta faixa etária já foram imunizadas.

Limites– Nenhuma razão oficial para a ausência das crianças foi apresentada pela DIR-2. Para a Secretaria de Saúde de Ribeirão Pires, que se pronunciou por meio de sua assessoria de imprensa, o índice não foi atingido porque a tendência é que as mães que residem próximo a limites com outros municípios levem seus filhos a unidades de saúde em outras cidades. Os outros municípios não apresentaram razões para o não-cumprimento da meta.

O atendimento nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) até sexta-feira será das 8h às 17h. Depois desse prazo, serão vacinadas apenas crianças que estejam com a carteira de vacinação atrasada. As outras vacinas disponíveis são a tetravalente (difteria, tétano, coqueluche e haemophilus influenzae), tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) e hepatite B. A segunda fase da campanha acontece no dia 21 de agosto, com novas doses da Sabin e da tríplice viral.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Quatro cidades não atingem meta de vacinação

Ângela Corrêa
Do Diário do Grande ABC

14/06/2004 | 21:16


Mesmo com o prazo estendido até a última quarta-feira, dia 9, Santo André, São Bernardo, Mauá e Ribeirão Pires não conseguiram distribuir doses da vacina Sabin (contra a poliomielite) a 95% das crianças de até 5 anos, meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. Com isso, a campanha de vacinação nesses municípios foi prorrogada novamente, desta vez até a próxima sexta-feira. Diadema, que também não distribuiu todas as doses necessárias no dia 5, primeiro dia da campanha, conseguiu vacinar 96% de sua população infantil até o dia 9.

De acordo com o balanço feito pela DIR-2 (Direção Regional de Saúde), órgão da Secretaria Estadual de Saúde responsável pelo Grande ABC, até esta segunda a campanha na região atingiu 89,57% de sua população infantil. A estimativa é de que 198 mil crianças sejam imunizadas. São Caetano e Rio Grande da Serra cumpriram a meta ainda no primeiro dia de vacinação.

Segundo o último levantamento feito pelos próprios municípios, a situação mais crítica é encontrada em Ribeirão Pires e São Bernardo, que distribuíram, respectivamente, 82,26% e 83,5% das doses. Em Santo André, 87% das crianças receberam a gotinha contra a paralisia infantil. Por outro lado, para Mauá, a meta está próxima de ser cumprida, já que 93% das crianças desta faixa etária já foram imunizadas.

Limites– Nenhuma razão oficial para a ausência das crianças foi apresentada pela DIR-2. Para a Secretaria de Saúde de Ribeirão Pires, que se pronunciou por meio de sua assessoria de imprensa, o índice não foi atingido porque a tendência é que as mães que residem próximo a limites com outros municípios levem seus filhos a unidades de saúde em outras cidades. Os outros municípios não apresentaram razões para o não-cumprimento da meta.

O atendimento nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) até sexta-feira será das 8h às 17h. Depois desse prazo, serão vacinadas apenas crianças que estejam com a carteira de vacinação atrasada. As outras vacinas disponíveis são a tetravalente (difteria, tétano, coqueluche e haemophilus influenzae), tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) e hepatite B. A segunda fase da campanha acontece no dia 21 de agosto, com novas doses da Sabin e da tríplice viral.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;