Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Água: gestão pública e corresponsabilidade

A sociedade não pode mais tratar a questão da água sem pensar nas gerações futuras, conforme preconizado no conceito de sustentabilidade (Estocolmo, 1972)


Do Diário do Grande ABC

24/03/2014 | 08:10


Artigo

A sociedade não pode mais tratar a questão da água sem pensar nas gerações futuras, conforme preconizado no conceito de sustentabilidade (Estocolmo, 1972). Enfrentamos crise hídrica no Estado de São Paulo – consequência da falta de planejamento e de gestão dos administradores públicos.Há alguns anos que avaliações técnicas mostram que o sistema de abastecimento de água da região metropolitana de São Paulo entraria em colapso. No início dos anos 2000, o Comitê de Bacia dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), por exemplo, alertava o governo do Estado sobre a necessidade de revisão do uso da água do Sistema Cantareira para o abastecimento da Grande São Paulo.

O fato é que a oferta de água para a população aqui residente é menor do que a demanda, e o Estado terá de, cada vez mais, contar com a ajuda de bacias hidrográficas mais distantes. Apesar do anúncio de obras pelo governo do Estado para captação de água em novos sistemas produtores, a melhoria do abastecimento passa também pelos gestores locais, que devem estimular o uso inteligente da água em seu território. Em Santo André, um dos trabalhos do Semasa neste sentido tem sido o combate às perdas. Em 2013, o Comitê de Combate às Perdas foi reformulado e hoje a nossa meta é reduzir as perdas da cidade dos atuais 22% para 19% até 2016. A média nacional de perdas é de 37,5% (Instituto Trata Brasil, 2010).

Outro trabalho é o Programa Reágua, parceria com a Secretaria Estadual de Saneamento e Recursos Hídricos. São 68 escolas municipais que terão troca de equipamentos hidráulicos, além de atividades de educação ambiental. Diagnóstico do Semasa mostrou que o consumo de água/aluno/dia, em alguns casos, chega a ser 3,5 vezes maior que o aceitável. Outra ação é a melhoria da rede de distribuição de Santo André. Só neste ano, 22,5 quilômetros de redes de ferro fundido serão trocados por canos de PVC, que resistem mais a vazamentos. O governo municipal assinou com a Fundação Nacional da Saúde o repasse de R$ 2 milhões para o projeto. O Semasa se antecipou ao período de maior consumo de água e lançou em novembro ampla campanha para estimular o uso racional da água. Para estimular a população a economizar, também adotou o desconto de 30% na conta para imóveis que conseguirem economizar 20% em seu consumo.

Por último, o Semasa dará mais um salto para melhorar a produção de água com a construção de outra estação de tratamento de água na cidade, contribuindo para futuro mais confortável para a população de Santo André no que se refere ao abastecimento de água.

Sebastião Ney Vaz Júnior é superintendente do Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André.

Palavra do leitor

Trânsito em Mauá
Não sou técnico de trânsito, mas percebo o perigo que é o cruzamento das ruas dos Bandeirantes com Álvarez Machado, ao lado do Colégio Leonardo da Vinci, na Vila Bocaina, em Mauá. Ali já aconteceram inúmeros acidentes, e o que mais me preocupa é que diariamente centenas de crianças atravessam o local, que é muito perigoso, pois o trânsito é bastante pesado, sendo que alguns veículos passam pelo cruzamento em alta velocidade. Sugiro a instalação de farol no cruzamento dessas duas vias. Duzentos metros à frente, na mesma Rua dos Bandeirantes, existe farol e por ali não atravessa nenhum pedestre, então, por questão de lógica, acredito que a instalação de semáforo no local seja muito mais necessária. Pelo menos nos horários de saída dos alunos, dois agentes de trânsito poderiam fazer a experiência de controlar o fluxo para segurança de todos.
João Aletto Filho
Mauá

Presos ao sistema
No dia 17 de fevereiro, liguei para o 135 da Previdência Social para agendar perícia de prorrogação do meu auxílio-doença. O atendente marcou para o dia 27. Expliquei que minha cirurgia seria dia 25 e que provavelmente estaria ainda hospitalizada e não poderia comparecer. No dia 19 fui à agência da Previdência localizada à Rua Adolfo Bastos, Centro de Santo André. Cheguei às 11h e só fui atendida às 15h. Questionei por três vezes o porquê dessa demora por um serviço tão simples e ouvi as mais diversas respostas. Por fim fui atendida e em menos de dez minutos houve o reagendamento da minha perícia, para dia 27, ou seja, o mesmo dia. E ainda me passou carta que diz que a falta implicará na cessão do benefício, visto que já houve reagendamento. Ressaltei que não poderia comparecer. Ouvi que não poderia fazer nada porque o sistema só liberou essa data e que estava preso ao sistema. Realmente, estamos todos presos ao ‘sistema’, incoerente e caótico.
Luciana Rodrigues Rocha
Santo André

Falência
É muito duro ter que admitir a falência múltipla dos órgãos institucionais brasileiros! A insanidade provocada pela euforia do ‘tudo podemos’ está fora do controle. A irresponsabilidade transita livremente, eivando indelevelmente tudo o que possa restar de sóbrio, descente, pois só a prolação maledicente caminha. Instituições como a OAB e o Ministério Público assistem passivos, sem se antecipar em nome da retidão e proteção de uma sociedade ameaçada de colapso. O caso Petrobras, que estoura agora, sempre foi do conhecimento de todo o Congresso, e é tratado como isolado. O brasileiro não quer essa farra tão evidente de todos que aí estão! Cabe aos aparelhos, cujas prerrogativas são se antecipar, começar a agir em nome do cidadão, afinal, somos grande empresa chamada Brasil e não queremos gerentes duvidosos! Não somos feudos!
Paulo Rogério Bolas
Santo André

Imasf
Iniciada em São Bernardo a construção do Imasf na administração William Dib, creio que atualmente referido prédio está pronto. Por que não entra em operação, visto que o município continua carente, afeto aos funcionários públicos? Com certeza as autoridades da Saúde darão a resposta de que faltam equipamento e estrutura adequados – que levará tempo. Verba não falta, pois a construção do Museu do Trabalho e do Trabalhador está a todo vapor, sem esquecer demais obras em andamento, também indispensáveis ao progresso da cidade. Os funcionários públicos de São Bernardo e seus dependentes agradecem e merecem resposta das autoridades da Saúde. São mais de oito anos de espera.
Severino Martins de Araújo
São Bernardo

Pasadena
O partido no governo há 13 longos e tenebrosos anos é muito ignorante ou izpééértoo demais! Segundo as mais recentes notícias, aprovou refinaria no Japão ciente da cláusula fatídica. Então ignorante não é. Tendo em vista o currículo do vendedor da refinaria de Pasadena, dá para desconfiar que aí tem! Sugiro seguirem os caminhos do dinheiro!
Aparecida Dileide Gaziolla
São Caetano

Água
Falta água agora e acabou o verão, que tem chuva, imagina no inverno, que quase não chove! Interessante como a água aparece nos desertos dos países ditos árabes. Exemplo são os Emirados Árabes, que com facilidade brotam cidades enormes e modernas, com plantações. Ali não falta água o ano inteiro. Esses países têm calor de 50ºC e têm água. Nunca neste País faltou tanta água. E na Copa, teremos racionamento para os poucos turistas? São Paulo é tão rico e não tem água? Na Região Metropolitana e no Grande ABC, as duas mais ricas do País, falta água potável? O que é isso? Essas regiões não têm água, mas o Brasil é provavelmente o que tem mais água em nossa galáxia. Qual é realmente o problema? Por que temos que pedir autorização para outros Estados? E o Aquífero Guarani? E a transposição no Nordeste? Depois da Copa do Mundo de futebol será que o povo acorda?
Eduardo Zago
Mauá
 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;