Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Atacantes do Santos levam bronca de Emerson Leão



07/05/2008 | 07:06


O atacante Kleber Pereira revelou terça-feira que, após o treino coletivo de segunda-feira, ele e o centroavante Lima foram até xingados pelo técnico Emerson Leão. A bronca do comandante santista, segundo o jogador, é com a falta de marcação ao time adversário.

"Ele ficou bravo e disse que nós dois temos de pegar os volantes adversários. Mas não é marcar. É para gente cercar e atrapalhar a saída deles", explicou Kléber Pereira, ao falar sobre a bronca de Leão.

Reforços - Leão disse terça-feira que nas conversas com o presidente do Santos, Marcelo Teixeira, não sente a menor possibilidade de o clube se reforçar para o restante da Libertadores e para o Campeonato Brasileiro. "As dificuldades vão continuar no Nacional", avisou o treinador.

Molina - Depois de perder o meia Wesley (suspenso), o Santos pode ficar sem seu outro articulador das jogadas de meio-de-campo, o colombiano Molina, para o jogo de volta das oitavas-de-final da Libertadores, quinta-feira, contra o Cúcuta, na Colômbia. O jogador, que por pouco não desfalcou o time santista na partida da semana passada por causa de um estiramento muscular na coxa direita, agora sente dores na perna esquerda.

Molina participou apenas dos primeiros minutos do treino coletivo de segunda-feira à tarde, não foi para o campo na manhã de terça-feira e só foi incluído na delegação do Santos que viajou para Colômbia, depois ter tido uma conversa com Leão, quando demonstrou vontade de jogar na quinta-feira.

Se ele for vetado, Rodrigo Tabata será o seu substituto. "O time é o do coletivo de segunda-feira. A única ressalva é Molina, que sente um desconforto muscular na outra perna (esquerda)", explicou Leão, sem fazer mistérios, em entrevista dada terça-feira, após o treino no Centro de Treinamento Rei Pelé. Assim, ele confirmou Betão na lateral-direita e a dupla de zaga formada por Fabão e Marcelo, além da entrada de Adriano na vaga de Wesley.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Atacantes do Santos levam bronca de Emerson Leão


07/05/2008 | 07:06


O atacante Kleber Pereira revelou terça-feira que, após o treino coletivo de segunda-feira, ele e o centroavante Lima foram até xingados pelo técnico Emerson Leão. A bronca do comandante santista, segundo o jogador, é com a falta de marcação ao time adversário.

"Ele ficou bravo e disse que nós dois temos de pegar os volantes adversários. Mas não é marcar. É para gente cercar e atrapalhar a saída deles", explicou Kléber Pereira, ao falar sobre a bronca de Leão.

Reforços - Leão disse terça-feira que nas conversas com o presidente do Santos, Marcelo Teixeira, não sente a menor possibilidade de o clube se reforçar para o restante da Libertadores e para o Campeonato Brasileiro. "As dificuldades vão continuar no Nacional", avisou o treinador.

Molina - Depois de perder o meia Wesley (suspenso), o Santos pode ficar sem seu outro articulador das jogadas de meio-de-campo, o colombiano Molina, para o jogo de volta das oitavas-de-final da Libertadores, quinta-feira, contra o Cúcuta, na Colômbia. O jogador, que por pouco não desfalcou o time santista na partida da semana passada por causa de um estiramento muscular na coxa direita, agora sente dores na perna esquerda.

Molina participou apenas dos primeiros minutos do treino coletivo de segunda-feira à tarde, não foi para o campo na manhã de terça-feira e só foi incluído na delegação do Santos que viajou para Colômbia, depois ter tido uma conversa com Leão, quando demonstrou vontade de jogar na quinta-feira.

Se ele for vetado, Rodrigo Tabata será o seu substituto. "O time é o do coletivo de segunda-feira. A única ressalva é Molina, que sente um desconforto muscular na outra perna (esquerda)", explicou Leão, sem fazer mistérios, em entrevista dada terça-feira, após o treino no Centro de Treinamento Rei Pelé. Assim, ele confirmou Betão na lateral-direita e a dupla de zaga formada por Fabão e Marcelo, além da entrada de Adriano na vaga de Wesley.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;