Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 12 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Seccional alerta para falsos boatos na internet


Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

20/11/2016 | 07:00


O delegado seccional de Santo André (também responsável por Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra) Hélio Bressan, reafirmou, ontem, que não há mais casos registrados de tentativa de sequestro de bebês na região além do observado em Santo André e que resultou na prisão de homem de 24 anos na sexta-feira. Ele também chamou a atenção para que a população não confie em boatos que estão sendo divulgados na internet.

A princípio, ao contrário de informações divulgadas em redes sociais, não há indícios de que o crime seja relacionado a esquema de tráfico de órgãos, conforme Bressan. “Isso é só boato. Não tem fundamento, mas é o suficiente para que as pessoas comecem a ficar preocupadas”, admitiu.

A recomendação do delegado seccional é para que a população verifique a veracidade das informações antes de compartilhá-las. “Caso algo parecido com o crime aconteça ou, se existir qualquer tipo de desconfiança em relação ao assunto, a polícia deve ser procurada”, completou Bressan.

O acusado de tentar raptar o bebê na Estrada do Pedroso, Kaique Batista dos Santos, 24 anos, teve prisão temporária decretada pela Justiça e está no CDP (Centro de Detenção Provisória) de São Bernardo. Ele foi reconhecido pela mãe da criança, Driele Pereira Baciga, 25.

A tentativa de sequestro aconteceu na tarde de quinta-feira. A mãe contou à polícia que passeava com o filho quando um HB20 branco parou ao seu lado e o motorista do veículo exigiu que ela entregasse a criança, sob ameaça de arma de fogo. A mulher gritou por socorro e o criminoso fugiu.

“A história precisa ser melhor investigada. Temos a identificação, agora vamos atrás de outras provas. A mãe teve convicção em apontar o responsável, mas ele ainda será interrogado”, afirmou o delegado. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Seccional alerta para falsos boatos na internet

Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

20/11/2016 | 07:00


O delegado seccional de Santo André (também responsável por Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra) Hélio Bressan, reafirmou, ontem, que não há mais casos registrados de tentativa de sequestro de bebês na região além do observado em Santo André e que resultou na prisão de homem de 24 anos na sexta-feira. Ele também chamou a atenção para que a população não confie em boatos que estão sendo divulgados na internet.

A princípio, ao contrário de informações divulgadas em redes sociais, não há indícios de que o crime seja relacionado a esquema de tráfico de órgãos, conforme Bressan. “Isso é só boato. Não tem fundamento, mas é o suficiente para que as pessoas comecem a ficar preocupadas”, admitiu.

A recomendação do delegado seccional é para que a população verifique a veracidade das informações antes de compartilhá-las. “Caso algo parecido com o crime aconteça ou, se existir qualquer tipo de desconfiança em relação ao assunto, a polícia deve ser procurada”, completou Bressan.

O acusado de tentar raptar o bebê na Estrada do Pedroso, Kaique Batista dos Santos, 24 anos, teve prisão temporária decretada pela Justiça e está no CDP (Centro de Detenção Provisória) de São Bernardo. Ele foi reconhecido pela mãe da criança, Driele Pereira Baciga, 25.

A tentativa de sequestro aconteceu na tarde de quinta-feira. A mãe contou à polícia que passeava com o filho quando um HB20 branco parou ao seu lado e o motorista do veículo exigiu que ela entregasse a criança, sob ameaça de arma de fogo. A mulher gritou por socorro e o criminoso fugiu.

“A história precisa ser melhor investigada. Temos a identificação, agora vamos atrás de outras provas. A mãe teve convicção em apontar o responsável, mas ele ainda será interrogado”, afirmou o delegado. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;