Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

A falta de segurança na Câmara de São Bernardo


Raphael Rocha

05/03/2021 | 05:19


O fim do contrato com a NR Serviços e Vigilância voltou a ser assunto na Câmara de São Bernardo nesta semana. Isso porque não foram raras as vezes em que o abandono tomou conta do prédio do Legislativo. Os GCMs (Guardas-Civis Municipais) destacados pela Prefeitura para fazer a segurança da casa encerram seus expedientes às 18h. Depois disso, é cada um por si na segurança do Parlamento. Muitos vereadores ficam depois do expediente nos gabinetes, despachando com assessores e resolvendo demandas da população. Ao saírem, não há ninguém no controle de acesso – a cancela fica aberta a noite inteira. Já teve chave de gabinete que sumiu e foi preciso recorrer a chaveiro para trocar o miolo para evitar qualquer tipo de invasão. Na quarta-feira, os vereadores foram cobrar satisfações do presidente da casa, Estevão Camolesi (PSDB), que colocou fim ao contrato da Nobre (como a empresa é conhecida) sob alegação de corte de gastos e argumentando que não poderia renová-lo por impedimentos legais. 

Rir para não chorar 

 No grupo de vereadores no WhastApp, o assunto domina a pauta. Uns falando sério, outros tirando sarro da situação. Um dos parlamentares mais bem humorados da Câmara de São Bernardo, Gordo da Adega (Republicanos) não perdeu a oportunidade de brincar com o episódio. Postou foto como se ele fosse funcionário que fiscaliza a entrada e saída de carros do Legislativo. Também circularam fotos da recepção sem nenhum tipo de controle. O assunto já foi levado ao prefeito Orlando Morando (PSDB), quem bancou a indicação de Estevão Camolesi (PSDB) como presidente da casa.

Possibilidade 

 O presidente da Câmara de Mauá, Zé Carlos Nova Era (PL), estuda estabelecer sessões virtuais diante do aumento do número de casos de Covid-19 no Estado. Atualmente os trabalhos acontecem às terças-feiras à tarde, de forma presencial, sem participação do público e com acesso restrito de assessores. Cerca de 20 funcionários e parlamentares foram diagnosticados com o novo coronavírus em rodada de testagem determinada por Nova Era.

 Debate 

 A situação do secretário de Obras de Ribeirão Pires, Gabriel Maranhão (Cidadania), que foi baleado na tarde de quarta-feira perto de sua casa, deve pautar reunião entre ele e o prefeito Clóvis Volpi (PL) nos próximos dias. Há possibilidade de Maranhão pedir afastamento das funções para cuidar desse e de outros problemas de ordem pessoal pelos quais ele tem passado.

 Pleito 

 A bancada do PSDB em Mauá, formada por Eugênio Rufino e Leonardo Alves, foi nesta semana ao Palácio dos Bandeirantes em busca da agenda com o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi (PSDB), para pressionar o Estado a custear, nem que seja uma parte, do hospital de campanha na cidade. A reunião formal deve acontecer até o dia 15.

 Aplausos 

 O vereador Professor Jobert Minhoca (PSDB), líder do governo na Câmara de Santo André, protocolou pedido de aplausos para o preparador físico Danilo Augusto, campeão brasileiro com o Flamengo. Danilo é andreense e formado na Fefisa.

 Regras rígidas 

 A Câmara de Santo André baixou decreto endurecendo a movimentação de pessoal diante do enquadramento da cidade na fase vermelha do Plano São Paulo. Além da suspensão de sessões solenes e acesso ao público, os vereadores terão de cumprir distanciamento de dois metros. O descumprimento de série de regras determinadas pelo presidente da casa, Pedrinho Botaro (PSDB), pode gerar penalidade



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

A falta de segurança na Câmara de São Bernardo

Raphael Rocha

05/03/2021 | 05:19


O fim do contrato com a NR Serviços e Vigilância voltou a ser assunto na Câmara de São Bernardo nesta semana. Isso porque não foram raras as vezes em que o abandono tomou conta do prédio do Legislativo. Os GCMs (Guardas-Civis Municipais) destacados pela Prefeitura para fazer a segurança da casa encerram seus expedientes às 18h. Depois disso, é cada um por si na segurança do Parlamento. Muitos vereadores ficam depois do expediente nos gabinetes, despachando com assessores e resolvendo demandas da população. Ao saírem, não há ninguém no controle de acesso – a cancela fica aberta a noite inteira. Já teve chave de gabinete que sumiu e foi preciso recorrer a chaveiro para trocar o miolo para evitar qualquer tipo de invasão. Na quarta-feira, os vereadores foram cobrar satisfações do presidente da casa, Estevão Camolesi (PSDB), que colocou fim ao contrato da Nobre (como a empresa é conhecida) sob alegação de corte de gastos e argumentando que não poderia renová-lo por impedimentos legais. 

Rir para não chorar 

 No grupo de vereadores no WhastApp, o assunto domina a pauta. Uns falando sério, outros tirando sarro da situação. Um dos parlamentares mais bem humorados da Câmara de São Bernardo, Gordo da Adega (Republicanos) não perdeu a oportunidade de brincar com o episódio. Postou foto como se ele fosse funcionário que fiscaliza a entrada e saída de carros do Legislativo. Também circularam fotos da recepção sem nenhum tipo de controle. O assunto já foi levado ao prefeito Orlando Morando (PSDB), quem bancou a indicação de Estevão Camolesi (PSDB) como presidente da casa.

Possibilidade 

 O presidente da Câmara de Mauá, Zé Carlos Nova Era (PL), estuda estabelecer sessões virtuais diante do aumento do número de casos de Covid-19 no Estado. Atualmente os trabalhos acontecem às terças-feiras à tarde, de forma presencial, sem participação do público e com acesso restrito de assessores. Cerca de 20 funcionários e parlamentares foram diagnosticados com o novo coronavírus em rodada de testagem determinada por Nova Era.

 Debate 

 A situação do secretário de Obras de Ribeirão Pires, Gabriel Maranhão (Cidadania), que foi baleado na tarde de quarta-feira perto de sua casa, deve pautar reunião entre ele e o prefeito Clóvis Volpi (PL) nos próximos dias. Há possibilidade de Maranhão pedir afastamento das funções para cuidar desse e de outros problemas de ordem pessoal pelos quais ele tem passado.

 Pleito 

 A bancada do PSDB em Mauá, formada por Eugênio Rufino e Leonardo Alves, foi nesta semana ao Palácio dos Bandeirantes em busca da agenda com o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi (PSDB), para pressionar o Estado a custear, nem que seja uma parte, do hospital de campanha na cidade. A reunião formal deve acontecer até o dia 15.

 Aplausos 

 O vereador Professor Jobert Minhoca (PSDB), líder do governo na Câmara de Santo André, protocolou pedido de aplausos para o preparador físico Danilo Augusto, campeão brasileiro com o Flamengo. Danilo é andreense e formado na Fefisa.

 Regras rígidas 

 A Câmara de Santo André baixou decreto endurecendo a movimentação de pessoal diante do enquadramento da cidade na fase vermelha do Plano São Paulo. Além da suspensão de sessões solenes e acesso ao público, os vereadores terão de cumprir distanciamento de dois metros. O descumprimento de série de regras determinadas pelo presidente da casa, Pedrinho Botaro (PSDB), pode gerar penalidade

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;