Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Tiroteio no Rio provoca pânico e deixa 2 mortos


Da AE

08/05/2006 | 07:46


Um tiroteio no bairro Bonsucesso, localizado na zona norte do Rio de Janeiro, deixou dois mortos, feriu três pessoas e levou pânico aos motoristas que trafegavam pela Avenida dos Democráticos, a principal via do bairro fluminense. Há suspeita de que tenha ocorrido uma tentativa de arrastão no trânsito na região. Três automóveis foram alvejados. Um Palio recebeu 11 disparos. Anna Maria de Oliveira, de 60 anos, que viajava neste carro, no banco do carona, foi baleada no pescoço. Ela chegou a ser levada ao hospital Quinta D'or, mas não resistiu aos ferimentos. O comerciante Zacarias Pinheiro de Moura, de 64 anos, que estava parado num ponto de ônibus, também morreu, atingido por um tiro na cabeça. Foi socorrido por populares, mas faleceu no local.

Além da tentativa de arrastão, realizada na noite do último sábado, estão sendo investigadas as possibilidades de confronto entre traficantes. Segundo o registro de ocorrência da 21ª Delegacia de Polícia, os disparos foram efetuados por ''vários homens'' por volta das 20h30 de sábado, na esquina da Avenida dos Democráticos com a Avenida Dom Helder Câmara. Eles seriam ''oriundos da favela de Manguinhos, com destino à favela do Jacarezinho, ou vice-e-versa'', duas localidades vizinhas de Bonsucesso.

Anna Maria estava acompanhada do filho Ricardo Magalhães de Oliveira, de 26 anos, que conduzia o Palio. Ele foi atingido de raspão na cabeça e está internado no hospital Quinta D'or, mas passa bem. Segundo seu primo, André Luis de Magalhães, de 26 anos, Ricardo teria sido atingido por fragmentos da mesma bala que matou sua mãe. Os disparos teriam sido feitos por um homem que estava na garupa de uma motocicleta. A arma seria um fuzil.

''Era aniversário do meu primo. Eles foram comemorar e estavam voltando para ca-sa, no bairro de Higienópolis'', contou André Luis, que na tarde de domingo aguardava a liberação do corpo de sua tia no Instituto Médico Legal (IML), no centro do Rio de Janeiro. O enterro de Anna Maria foi realizado na tarde deste domingo, no cemitério São João Batista, em Botafogo, zona sul do Rio.

Segundo André Luis, a namorada de seu primo estava no carro logo atrás e acompanhou todo o confronto. É a segunda tragédia na família de Anna Maria. Há três anos, seu marido foi assassinado em frente de casa. André Luis contou que seu tio era policial e o identificou apenas como Ubiratan. O crime chegou a ser noticiado na época, lembrou André Luis.
O enterro da segunda vítima, Zacarias Pinheiro de Moura, também foi realizado neste domingo à tarde, no cemitério de Inhaúma, zona norte do Rio. Sua família aguardava a liberação do corpo no IML na manhã de domingo. A filha de Zacarias, Vilma Moura, disse que seu pai trabalhava em Bonsucesso e, no momento em que foi baleado, esperava um ônibus para voltar para casa, em Caxambi, zona norte do Rio.

O motorista de táxi Anatalicio Machado de Andrade, que dirigia um carro Siena, foi baleado no ombro e mão direitos durante o tiroteio. Claudio de Oliveira, que dirigia um um automóvel Corsa, foi atingido no ombro direito e sofreu ferimentos causados por estilhaços. Fabiane Malta de Araújo e seu pai, Vicente Pereira de Araújo, que estavam no veículo de Claudio, nada sofreram.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tiroteio no Rio provoca pânico e deixa 2 mortos

Da AE

08/05/2006 | 07:46


Um tiroteio no bairro Bonsucesso, localizado na zona norte do Rio de Janeiro, deixou dois mortos, feriu três pessoas e levou pânico aos motoristas que trafegavam pela Avenida dos Democráticos, a principal via do bairro fluminense. Há suspeita de que tenha ocorrido uma tentativa de arrastão no trânsito na região. Três automóveis foram alvejados. Um Palio recebeu 11 disparos. Anna Maria de Oliveira, de 60 anos, que viajava neste carro, no banco do carona, foi baleada no pescoço. Ela chegou a ser levada ao hospital Quinta D'or, mas não resistiu aos ferimentos. O comerciante Zacarias Pinheiro de Moura, de 64 anos, que estava parado num ponto de ônibus, também morreu, atingido por um tiro na cabeça. Foi socorrido por populares, mas faleceu no local.

Além da tentativa de arrastão, realizada na noite do último sábado, estão sendo investigadas as possibilidades de confronto entre traficantes. Segundo o registro de ocorrência da 21ª Delegacia de Polícia, os disparos foram efetuados por ''vários homens'' por volta das 20h30 de sábado, na esquina da Avenida dos Democráticos com a Avenida Dom Helder Câmara. Eles seriam ''oriundos da favela de Manguinhos, com destino à favela do Jacarezinho, ou vice-e-versa'', duas localidades vizinhas de Bonsucesso.

Anna Maria estava acompanhada do filho Ricardo Magalhães de Oliveira, de 26 anos, que conduzia o Palio. Ele foi atingido de raspão na cabeça e está internado no hospital Quinta D'or, mas passa bem. Segundo seu primo, André Luis de Magalhães, de 26 anos, Ricardo teria sido atingido por fragmentos da mesma bala que matou sua mãe. Os disparos teriam sido feitos por um homem que estava na garupa de uma motocicleta. A arma seria um fuzil.

''Era aniversário do meu primo. Eles foram comemorar e estavam voltando para ca-sa, no bairro de Higienópolis'', contou André Luis, que na tarde de domingo aguardava a liberação do corpo de sua tia no Instituto Médico Legal (IML), no centro do Rio de Janeiro. O enterro de Anna Maria foi realizado na tarde deste domingo, no cemitério São João Batista, em Botafogo, zona sul do Rio.

Segundo André Luis, a namorada de seu primo estava no carro logo atrás e acompanhou todo o confronto. É a segunda tragédia na família de Anna Maria. Há três anos, seu marido foi assassinado em frente de casa. André Luis contou que seu tio era policial e o identificou apenas como Ubiratan. O crime chegou a ser noticiado na época, lembrou André Luis.
O enterro da segunda vítima, Zacarias Pinheiro de Moura, também foi realizado neste domingo à tarde, no cemitério de Inhaúma, zona norte do Rio. Sua família aguardava a liberação do corpo no IML na manhã de domingo. A filha de Zacarias, Vilma Moura, disse que seu pai trabalhava em Bonsucesso e, no momento em que foi baleado, esperava um ônibus para voltar para casa, em Caxambi, zona norte do Rio.

O motorista de táxi Anatalicio Machado de Andrade, que dirigia um carro Siena, foi baleado no ombro e mão direitos durante o tiroteio. Claudio de Oliveira, que dirigia um um automóvel Corsa, foi atingido no ombro direito e sofreu ferimentos causados por estilhaços. Fabiane Malta de Araújo e seu pai, Vicente Pereira de Araújo, que estavam no veículo de Claudio, nada sofreram.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;