Fechar
Publicidade

Sábado, 22 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

PM que matou adolescente de 14 anos em Santo André é preso

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Luan Gabriel foi atingido por um disparo na nuca quando ia comprar bolacha e o tiroteio começou


Do Diário OnLine
Com Daniel Macário

20/08/2018 | 16:37


O policial militar Alecio José de Souza teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e tornou-se réu pelo crime de homicídio do jovem Luan Gabriel Nogueira Souza, de 14 anos, ocorrido no dia 5 de outubro de 2017, no Parque João Ramalho, em Santo André. O cabo já cumpre pena no presídio da PM Romão Gomes, na Zona Norte de São Paulo.

A juíza Milena Dias afirma no despacho que a determinação foi para evitar coação de testemunhas e deve-se também aos indícios de que tenha havido alteração na cena do crime. “Há nos autos indícios de alteração do cenário do crime, diante dos depoimentos de que o cadáver da vítima foi manipulado antes da chegada da equipe de perícia, bem como, conforme ressaltou a ilustre Promotora de Justiça, pela incompatibilidade entre o local em que foi desferido o tiro pelo acusado e a posição em que foi encontrado o corpo.”

No boletim de ocorrência, Souza e um outro policial que participou do caso afirmaram que os disparos teriam sido efetuados após um rapaz, de aparentemente 20 anos, atirar contra os militares durante perseguição a indivíduos responsáveis por furto de duas motocicletas. Durante o tiroteio, Luan, que naquele momento passava no local a caminho da mercearia para comprar bolachas, foi atingido por um tiro na região da nuca. Essa versão, no entanto, foi desmentida por seis testemunhas, que disseram que os policiais já chegaram atirando. O exame balístico confirmou que o projétil saiu da arma de Souza.

“Ao desembarcar da viatura policial e adentrar a viela, Alecio, assumindo o risco de produzir o resultado morte, desferiu disparo de arma de fogo na direção do grupo que ali estava, atingindo o adolescente Luan Gabriel Nogueira de Souza pelas costas, na região da nuca. Note-se que os fatos ocorreram à luz do dia, em local de frequência pública”, diz o documento.

"A decisão proferida trata-se de um passo importante dado pela Justiça. Foi um crime gravíssimo, onde o PM já chegou atirando e acertou o Luan na nuca", avalia Ariel de Castro Alves, coordenador da Comissão da Infância e Juventude do Condepe (Conselho Estadual de Direitos Humanos).

A Polícia Civil de Santo André encerrou o inquérito em maio. O caso segue sendo investigado pela Corregedoria da Polícia Militar.

O réu ficará detido até seu eventual julgamento. A defesa afirmou que irá recorrer.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;