Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Risco de não haver acordo no Brexit é "desconfortavelmente alto", diz BoE

Associated Press Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


03/08/2018 | 07:48


Presidente do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), Mark Carney afirmou nesta sexta-feira que é "desconfortavelmente alto" o risco de fracasso no diálogo entre o Reino Unido e a União Europeia para a saída do país do bloco, o chamado Brexit. A libra recuou após a declaração, chegando a atingir mínimas em 11 meses em relação ao dólar, influenciada também por um dado modesto do índice de gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços do país.

Em entrevista à rede BBC, Carney disse que a ausência de um acordo prejudicaria o comércio, desaceleraria a economia e puxaria para cima os preços. Segundo ele, isso seria "altamente indesejável". O dirigente defendeu que as partes façam todo o possível para evitar esse cenário. "Eu penso que a possibilidade de não haver acordo é desconfortavelmente alta neste momento", comentou. Ainda assim, Carney complementou dizendo considerar isso como improvável. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Risco de não haver acordo no Brexit é "desconfortavelmente alto", diz BoE


03/08/2018 | 07:48


Presidente do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), Mark Carney afirmou nesta sexta-feira que é "desconfortavelmente alto" o risco de fracasso no diálogo entre o Reino Unido e a União Europeia para a saída do país do bloco, o chamado Brexit. A libra recuou após a declaração, chegando a atingir mínimas em 11 meses em relação ao dólar, influenciada também por um dado modesto do índice de gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços do país.

Em entrevista à rede BBC, Carney disse que a ausência de um acordo prejudicaria o comércio, desaceleraria a economia e puxaria para cima os preços. Segundo ele, isso seria "altamente indesejável". O dirigente defendeu que as partes façam todo o possível para evitar esse cenário. "Eu penso que a possibilidade de não haver acordo é desconfortavelmente alta neste momento", comentou. Ainda assim, Carney complementou dizendo considerar isso como improvável. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;