Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Após título na Rússia, seleção da França é recebida com festa em Paris

Associated Press/Estadão Conteúdo Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


16/07/2018 | 16:08


Um dia depois de se sagrar campeã da Copa do Mundo pela segunda vez na história, a seleção da França desembarcou em Paris nesta segunda-feira com festa. Jogadores e comissão técnica foram festejados desde que o avião da delegação pousou na pista do aeroporto Charles de Gaulle, na capital francesa.

Sob a liderança do goleiro e capitão Hugo Lloris, o grupo desceu as escadas do avião e foi recebido num tapete vermelho, pela ministra do Esporte, Laura Flessel, que foi campeã olímpica e mundial na esgrima.

Do aeroporto, os campeões mundiais seguiram para o Palácio do Eliseu, residência oficial do presidente Emmanuel Macron. Lá, tiveram recepção calorosa de Macron e de sua esposa, Brigitte. O presidente compareceu ao Estádio Luzhniki, em Moscou, para ver a final contra a Croácia - os franceses venceram por 4 a 2.

Após a recepção na casa do presidente, o grupo seguiu para desfile em carro aberto pela famosa avenida Champs-Élysées, na área central de Paris. Segundo as agências internacionais, dezenas de milhares de franceses acompanham o desfile

Em cima do ônibus aberto, os jogadores faziam a festa com os torcedores, na companhia da cobiçada taça da Copa do Mundo. Alguns lançaram seus cachecóis aos fãs. Em alguns momentos, atletas e membros da comissão técnica ficavam obscurecidos pela névoa causada por rojões.

A celebração é uma sequência da grande festa feita pela torcida desde o apito final na decisão do Mundial. Centenas de milhares de franceses comemoraram o título pelas ruas francesas, concentrados principalmente em dois pontos: a avenida Champs-Elysées e a Torre Eiffel.

Nesta manhã, as autoridades divulgaram um balanço da festa que virou a madrugada. Não houve maiores incidentes, como temia a polícia, receosa de eventual atentado terrorista. Ainda assim, duas tragédias pessoais aconteceram em Saint-Félix, na região de Oise, onde um motorista que comemorava a vitória bateu contra uma árvore e morreu, e em Annecy, em Haute-Savoie, onde um aposentado mergulhou em um canal de baixa profundidade e não resistiu aos ferimentos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Após título na Rússia, seleção da França é recebida com festa em Paris


16/07/2018 | 16:08


Um dia depois de se sagrar campeã da Copa do Mundo pela segunda vez na história, a seleção da França desembarcou em Paris nesta segunda-feira com festa. Jogadores e comissão técnica foram festejados desde que o avião da delegação pousou na pista do aeroporto Charles de Gaulle, na capital francesa.

Sob a liderança do goleiro e capitão Hugo Lloris, o grupo desceu as escadas do avião e foi recebido num tapete vermelho, pela ministra do Esporte, Laura Flessel, que foi campeã olímpica e mundial na esgrima.

Do aeroporto, os campeões mundiais seguiram para o Palácio do Eliseu, residência oficial do presidente Emmanuel Macron. Lá, tiveram recepção calorosa de Macron e de sua esposa, Brigitte. O presidente compareceu ao Estádio Luzhniki, em Moscou, para ver a final contra a Croácia - os franceses venceram por 4 a 2.

Após a recepção na casa do presidente, o grupo seguiu para desfile em carro aberto pela famosa avenida Champs-Élysées, na área central de Paris. Segundo as agências internacionais, dezenas de milhares de franceses acompanham o desfile

Em cima do ônibus aberto, os jogadores faziam a festa com os torcedores, na companhia da cobiçada taça da Copa do Mundo. Alguns lançaram seus cachecóis aos fãs. Em alguns momentos, atletas e membros da comissão técnica ficavam obscurecidos pela névoa causada por rojões.

A celebração é uma sequência da grande festa feita pela torcida desde o apito final na decisão do Mundial. Centenas de milhares de franceses comemoraram o título pelas ruas francesas, concentrados principalmente em dois pontos: a avenida Champs-Elysées e a Torre Eiffel.

Nesta manhã, as autoridades divulgaram um balanço da festa que virou a madrugada. Não houve maiores incidentes, como temia a polícia, receosa de eventual atentado terrorista. Ainda assim, duas tragédias pessoais aconteceram em Saint-Félix, na região de Oise, onde um motorista que comemorava a vitória bateu contra uma árvore e morreu, e em Annecy, em Haute-Savoie, onde um aposentado mergulhou em um canal de baixa profundidade e não resistiu aos ferimentos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;