Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Comissão vai convocar a presidente da FUABC para explicar caso Mário Covas

Denis Maciel/ DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Grupo formado na Câmara de Sto.André decide ouvir Adriana Berringer Stephan e médico indicado para o comando do hospital, Adilson Cavalcante


Júnior Carvalho
do Diário do Grande ABC

30/11/2021 | 00:01


Comissão na Câmara de Santo André que investiga possíveis ingerências da FUABC (Fundação do ABC) na indicação de médico para o comando do Hospital Mário Covas decidiu ontem convocar nos próximos dias a presidente da entidade, Adriana Berringer Stephan, para explicar o caso. O Diário revelou no início do mês manobra política na cúpula da instituição para viabilizar a indicação.

Dias depois da reportagem, o Legislativo andreense instituiu comissão interna para apurar os motivos pelos quais a FUABC modificou na surdina regimento interno da instituição que culminaram com a nomeação do médico Adilson Cavalcante para o comando do Mário Covas. A alteração interina concentrou nas mãos de Adriana os poderes de indicação dos diretores de unidades de saúde geridos pela FUABC, como o Mário Covas. Posteriormente, o nome de Adilson Cavalcante foi chancelado, em eleição protocolar, pelo conselho curador da FUABC. “Queremos entender as razões que levaram à alteração do regimento interno da Fundação do ABC, mudando as regras de indicação do superintendente do Hospital Mário Covas. Pela regra anterior, a indicação era prerrogativa do corpo técnico, hoje é exclusividade da presidência. Qual a justificativa para essa mudança mais centralizadora?”, questionou o vereador Eduardo Leite (PT), presidente da comissão interna na casa.

A convocação de Adriana vai ser estendida a Adilson Cavalcante. O grupo também pretende ouvir os integrantes do corpo diretivo do Mário Covas, que não foram consultados sobre a indicação e que pretendem, inclusive, levar o caso à Justiça. As convocações foram deliberadas na primeira reunião da comissão andreense, realizada ontem pela manhã. Na ocasião, o colegiado também definiu o cronograma das reuniões, que ocorrerão todas as segundas-feiras, às 10h. “Nós queremos ouvir a Fundação ABC e a direção do hospital para entender essas mudanças. Também vamos pedir as atas das reuniões e analisar a compatibilidade da pessoa indicada com as exigências previstas no estatuto da FUABC. O que não podemos é permitir qualquer influência política no Mário Covas prejudique a população de Santo André”, enfatizou Leite.

Outro ponto a ser apurado é possível conflito de interesses no cargo. O Diário também revelou que Adilson é dono de duas empresas na área médica, a despeito de o regimento interno da FUABC, do qual o médico é funcionário, proibir que seus colaboradores exerçam “quaisquer atividades que sejam incompatíveis ou conflitantes com o exercício do cargo ou função, bem como com o horário de trabalho para o qual fora contratado”.

OUTRO LADO
A FUABC nega ingerência política na indicação de Adilson Cavalcante. A entidade sustenta que a alteração do regimento interno da instituição não ocorreu na surdina e que passou, inclusive, pelo crivo do Ministério Público. “É completamente equivocada a afirmação de que a indicação de Adilson ocorreu de forma unilateral. Pelo contrário. Todas as instâncias representadas no conselho de curadores puderam analisar antecipadamente o currículo do médico e tiveram total liberdade para deliberar durante a reunião do dia 11. O resultado foi a aprovação maciça pelo conselho curador, com apoio expressivo de 18 votos a favor e somente um contrário, em reunião que contou, inclusive, com a participação dos membros do conselho de administração do Mário Covas”, disse a FUABC, por nota. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;