Fechar
Publicidade

Sábado, 8 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

STJD derruba liminar e garante que só Fluminense transmita final da Taça Rio



08/07/2020 | 21:03


O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) derrubou a liminar do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio (TJD-RJ), que no fim da tarde desta quarta-feira havia estabelecido mando de campo compartilhado na decisão da Taça Rio, marcada para 21h30, no Maracanã, entre Fluminense e Flamengo. Com a decisão do STJD, o time tricolor passa a ser o único mandante do jogo e, com isso, a deter os direitos de transmissão da partida.

A decisão foi do presidente da corte, Paulo César Salomão Filho, que acatou pedido do Fluminense "suspendendo os efeitos da decisão proferida pelo TJD-RJ, mantido, pois, o mando de campo, exclusivamente, em favor do Fluminense, conforme estabelecido no regulamento da competição".

O imbróglio envolvendo a transmissão da final da Taça Rio foi longo. O Flamengo chegou a obter o direito de exibir o jogo com a decisão do TJD-RJ. Minutos antes, tinha se declarado "preocupado" e colocado à disposição para transmitir o duelo contra o Fluminense em seu canal no YouTube.

Mais cedo, o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, comparou a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) a empresas que furtam sinais de TV, usou o termo "GatoFerj" e ameaçou ir à Justiça. O clube tricolor era o detentor do direito de transmissão da final após conseguir o aval da TV Globo porque foi sorteado como mandante da partida e informou que passará a partida em seu canal no YouTube de forma gratuita.

O Flamengo, por sua vez, reforçou que apoia a Medida Provisória 984/2020, que dá direito de transmissão ao mandante. No entanto, com a liberação do TJD-RJ, o clube rubro-negro também poderia transmitir o duelo decisivo. Agora, porém, está impedido pelo STJD.

Essa postura levou o Fluminense a atacar o rival. Em tom irônico, lembrou que já tinha acordo com a Rede Globo para transmitir o jogo e também se baseia na medida provisória que dá ao time mandante os direitos de exibição das partidas, que havia anunciado na terça-feira que exerceria.

O Fluminense citou a CPI da Fake News, que ocorre na Câmara dos Deputados, para debochar do Flamengo, afirmando que o clube rival mente e também questionou a legalidade da decisão do TJD-RJ. E terá mesmo a exclusividade para transmitir o jogo.

A final da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, será realizada nesta quarta-feira, às 21h30, no Maracanã. Se o Flamengo for campeão, vai faturar o título estadual sem precisar de uma decisão.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

STJD derruba liminar e garante que só Fluminense transmita final da Taça Rio


08/07/2020 | 21:03


O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) derrubou a liminar do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio (TJD-RJ), que no fim da tarde desta quarta-feira havia estabelecido mando de campo compartilhado na decisão da Taça Rio, marcada para 21h30, no Maracanã, entre Fluminense e Flamengo. Com a decisão do STJD, o time tricolor passa a ser o único mandante do jogo e, com isso, a deter os direitos de transmissão da partida.

A decisão foi do presidente da corte, Paulo César Salomão Filho, que acatou pedido do Fluminense "suspendendo os efeitos da decisão proferida pelo TJD-RJ, mantido, pois, o mando de campo, exclusivamente, em favor do Fluminense, conforme estabelecido no regulamento da competição".

O imbróglio envolvendo a transmissão da final da Taça Rio foi longo. O Flamengo chegou a obter o direito de exibir o jogo com a decisão do TJD-RJ. Minutos antes, tinha se declarado "preocupado" e colocado à disposição para transmitir o duelo contra o Fluminense em seu canal no YouTube.

Mais cedo, o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, comparou a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) a empresas que furtam sinais de TV, usou o termo "GatoFerj" e ameaçou ir à Justiça. O clube tricolor era o detentor do direito de transmissão da final após conseguir o aval da TV Globo porque foi sorteado como mandante da partida e informou que passará a partida em seu canal no YouTube de forma gratuita.

O Flamengo, por sua vez, reforçou que apoia a Medida Provisória 984/2020, que dá direito de transmissão ao mandante. No entanto, com a liberação do TJD-RJ, o clube rubro-negro também poderia transmitir o duelo decisivo. Agora, porém, está impedido pelo STJD.

Essa postura levou o Fluminense a atacar o rival. Em tom irônico, lembrou que já tinha acordo com a Rede Globo para transmitir o jogo e também se baseia na medida provisória que dá ao time mandante os direitos de exibição das partidas, que havia anunciado na terça-feira que exerceria.

O Fluminense citou a CPI da Fake News, que ocorre na Câmara dos Deputados, para debochar do Flamengo, afirmando que o clube rival mente e também questionou a legalidade da decisão do TJD-RJ. E terá mesmo a exclusividade para transmitir o jogo.

A final da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, será realizada nesta quarta-feira, às 21h30, no Maracanã. Se o Flamengo for campeão, vai faturar o título estadual sem precisar de uma decisão.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;