Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Caio França pede retribuição de Lauro a Marcos

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Deputado estadual lembra que vereador do PSB retirou candidatura a pedido do prefeito em 2018


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

28/06/2020 | 23:28


Integrante do diretório paulista do PSB, o deputado estadual Caio França defendeu que o governo do prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), reconsidere a escolha do nome que representará a administração na eleição municipal deste ano para “retribuir” recuo do vereador Marcos Michels (PSB) no passado a favor do Paço.

Caio se refere ao fato de Marcos ter aberto mão de candidatura a deputado estadual em 2018 para dar suporte ao projeto do então vice-prefeito Márcio da Farmácia (Podemos), plano A de Lauro para vaga na Assembleia. Márcio se elegeu e Marcos esperava que o prefeito, seu primo, o escolhesse como prefeiturável neste ano.
Entretanto, Lauro optou pelo presidente da Câmara, Pretinho do Água Santa (DEM), como candidato governista ao Paço. Sua vice será a ex-deputada estadual e ex-secretária de Habitação Regina Gonçalves (PV). Marcos sustenta sua pré-candidatura, mas como dissidência do bloco.

“O Marcos Michels é uma pessoa experiente, equilibrada e um cara de palavra. Vamos trabalhar para ter apoio de muitas lideranças da cidade, inclusive das pessoas do governo. O Marcos recuou em 2018 para ajudar uma construção coletiva e entendo que esse é o momento de retribuir. De qualquer forma, ele conseguiu montar uma excelente chapa de vereadores e também está conversando com diversas lideranças de partidos diversos. Tem todo apoio do diretório estadual até mesmo pelo que Diadema representa e pelo histórico do PSB na cidade”, citou Caio.

DEMAIS CIDADES

Caio assegurou que, além de Mauá, onde o prefeito Atila Jacomussi (PSB) buscará a reeleição, o partido apostará em nomes próprios em São Bernardo, com o médico Leandro Altrão, e em Rio Grande da Serra, com o vereador Akira Auriani.

“O doutor Leandro já filiou na condição de ter segurança para disputar a eleição para prefeito. E como o ex-governador Márcio Franca sempre diz: aqui tem palavra. Não existe nada desse acordo com PT ou qualquer outro partido da cidade”, afirmou. “O Akira despontou com a sua atuação combativa na Câmara Municipal. As pessoas não acreditavam que ele ia encarar uma candidatura à prefeito e agora estão vendo que está ganhando corpo e praticamente não tem rejeição.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Caio França pede retribuição de Lauro a Marcos

Deputado estadual lembra que vereador do PSB retirou candidatura a pedido do prefeito em 2018

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

28/06/2020 | 23:28


Integrante do diretório paulista do PSB, o deputado estadual Caio França defendeu que o governo do prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), reconsidere a escolha do nome que representará a administração na eleição municipal deste ano para “retribuir” recuo do vereador Marcos Michels (PSB) no passado a favor do Paço.

Caio se refere ao fato de Marcos ter aberto mão de candidatura a deputado estadual em 2018 para dar suporte ao projeto do então vice-prefeito Márcio da Farmácia (Podemos), plano A de Lauro para vaga na Assembleia. Márcio se elegeu e Marcos esperava que o prefeito, seu primo, o escolhesse como prefeiturável neste ano.
Entretanto, Lauro optou pelo presidente da Câmara, Pretinho do Água Santa (DEM), como candidato governista ao Paço. Sua vice será a ex-deputada estadual e ex-secretária de Habitação Regina Gonçalves (PV). Marcos sustenta sua pré-candidatura, mas como dissidência do bloco.

“O Marcos Michels é uma pessoa experiente, equilibrada e um cara de palavra. Vamos trabalhar para ter apoio de muitas lideranças da cidade, inclusive das pessoas do governo. O Marcos recuou em 2018 para ajudar uma construção coletiva e entendo que esse é o momento de retribuir. De qualquer forma, ele conseguiu montar uma excelente chapa de vereadores e também está conversando com diversas lideranças de partidos diversos. Tem todo apoio do diretório estadual até mesmo pelo que Diadema representa e pelo histórico do PSB na cidade”, citou Caio.

DEMAIS CIDADES

Caio assegurou que, além de Mauá, onde o prefeito Atila Jacomussi (PSB) buscará a reeleição, o partido apostará em nomes próprios em São Bernardo, com o médico Leandro Altrão, e em Rio Grande da Serra, com o vereador Akira Auriani.

“O doutor Leandro já filiou na condição de ter segurança para disputar a eleição para prefeito. E como o ex-governador Márcio Franca sempre diz: aqui tem palavra. Não existe nada desse acordo com PT ou qualquer outro partido da cidade”, afirmou. “O Akira despontou com a sua atuação combativa na Câmara Municipal. As pessoas não acreditavam que ele ia encarar uma candidatura à prefeito e agora estão vendo que está ganhando corpo e praticamente não tem rejeição.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;