Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 26 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Doria prorroga a quarentena até dia 31

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Decisão se deu em razão do número crescente de mortes; se cumprido, isolamento poupará 51 vidas por dia


Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

08/05/2020 | 12:25


O governador de São Paulo João Doria (PSDB) acaba de prorrogar a quarentena até dia 31. "Queria dar uma notícia diferente, mas o cenário é desolador", justificou. A estimativa poupar 51 vidas por dia. Segundo ele, vivemos o pior período da pandemia.

"Quem se proteger e ajudar a proteger outras pessoas está amando a vida. Infelizmente, nas últimas semanas, a população não seguiu corretamente o isolamento. Só na região metropolitana de São Paulo (que compreende o Grande ABC) houve um aumento de 770% dos casos de coronavírus, no estado inteiro 3.300%", ressaltou. 

Dimas Covas, que assumiu o Centro de Contingência ao combate ao coronavírus, no lugar de David Uip, que pediu licença médica, disse que a decisão foi tomada no último dia 5, após reunião de todos os médicos participantes. "Não existe nenhuma dúvida de que essas medidas têm de ser tomadas em virtude da gravidade do momento." Usou números para justificar. "Poderíamos chegar a 700 mil casos positivos se nada fosse feito". A partir do dia 13 de março foram tomadas as primeiras medidas de isolamento, o que diminuiu para 40 mil casos até hoje. "E nós poupamos 40 mil vidas com as medidas e isso que é importante".

A progressão dos casos está quatro vezes maior do que era no início. Na Grande São Paulo a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) é 90% e no Estado é 70%. "Daí a importância de não perdemos o controle da pandemia, senão esses números serão muito maiores", ressalta Covas. Hoje são 41.830 casos no Estado. "A curva projeta, até dia 31, entre 90 e 100 mil casos. Considerando 55% de afastamento social, poderemos chegar a 11 mil mortes." Portanto, é imprescindível chegar a 70% de isolamento para controlar a crescimento da pandemia. 

O secretário de Saúde José Henrique Germann disse que no início da quarentena, no dia 24 de março, foram registrados no País 22.000 casos de coronavírus e 46 mortes. Um mês depois, esse número subiu para 45.757 casos e 2.906 mortes. Nos últimos quinze dias foram registrados 135.106 casos e 9.146 mortos. "O que mostra um crescimento com agravamento a partir dos últimos quinze dias, em que coincidentemente caiu a taxa de isolamento para faixa de 50% e causou essas condições que estamos vendo. Fiquem em casa, salvem-se em casa e usem máscaras. São as armas que a gente pode fazer com que esses números possam gradativamente diminuir", alertou Germann.

Os especialistas do Centro de Contingência do estado explicaram ainda que para diminuir o ângulo ascendente da curva de crescimento de contágio do novo coronavírus, é necessária adesão mínima as medidas de isolamento de 55% da população. “Essa é a variável que interfere na taxa de contágio”, explicou Dimas. E acrescentou: “Olhamos os dados dia após dia e é com base nestes dados que fazemos a tomada de decisões”.

Doria ressaltou também que o governo estadual não descarta nenhuma outra medida mais restritiva. Segundo ele, não está sendo adotada neste momento, mas também não está descartado. “Esperamos que o lockdown não precise ser praticado, mas para isso dependemos que a população siga o isolamento e se precisarem sair, usem máscara”, ressaltou.

A Prefeitura de São Paulo também prorroga a quarentena até dia 31. "Situações extremas, decisões extremas", disse o prefeito, Bruno Covas (PSDB). Segundo ele, se o índice de isolamento aumentar, pode voltar atrás na decisão divulgada ontem, sobre o rodízio de carros. 

Só a partir do dia 31 algumas atividades econômicas receberão a flexibilização de reabertura. Os informais devem voltar prioritariamente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Doria prorroga a quarentena até dia 31

Decisão se deu em razão do número crescente de mortes; se cumprido, isolamento poupará 51 vidas por dia

Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

08/05/2020 | 12:25


O governador de São Paulo João Doria (PSDB) acaba de prorrogar a quarentena até dia 31. "Queria dar uma notícia diferente, mas o cenário é desolador", justificou. A estimativa poupar 51 vidas por dia. Segundo ele, vivemos o pior período da pandemia.

"Quem se proteger e ajudar a proteger outras pessoas está amando a vida. Infelizmente, nas últimas semanas, a população não seguiu corretamente o isolamento. Só na região metropolitana de São Paulo (que compreende o Grande ABC) houve um aumento de 770% dos casos de coronavírus, no estado inteiro 3.300%", ressaltou. 

Dimas Covas, que assumiu o Centro de Contingência ao combate ao coronavírus, no lugar de David Uip, que pediu licença médica, disse que a decisão foi tomada no último dia 5, após reunião de todos os médicos participantes. "Não existe nenhuma dúvida de que essas medidas têm de ser tomadas em virtude da gravidade do momento." Usou números para justificar. "Poderíamos chegar a 700 mil casos positivos se nada fosse feito". A partir do dia 13 de março foram tomadas as primeiras medidas de isolamento, o que diminuiu para 40 mil casos até hoje. "E nós poupamos 40 mil vidas com as medidas e isso que é importante".

A progressão dos casos está quatro vezes maior do que era no início. Na Grande São Paulo a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) é 90% e no Estado é 70%. "Daí a importância de não perdemos o controle da pandemia, senão esses números serão muito maiores", ressalta Covas. Hoje são 41.830 casos no Estado. "A curva projeta, até dia 31, entre 90 e 100 mil casos. Considerando 55% de afastamento social, poderemos chegar a 11 mil mortes." Portanto, é imprescindível chegar a 70% de isolamento para controlar a crescimento da pandemia. 

O secretário de Saúde José Henrique Germann disse que no início da quarentena, no dia 24 de março, foram registrados no País 22.000 casos de coronavírus e 46 mortes. Um mês depois, esse número subiu para 45.757 casos e 2.906 mortes. Nos últimos quinze dias foram registrados 135.106 casos e 9.146 mortos. "O que mostra um crescimento com agravamento a partir dos últimos quinze dias, em que coincidentemente caiu a taxa de isolamento para faixa de 50% e causou essas condições que estamos vendo. Fiquem em casa, salvem-se em casa e usem máscaras. São as armas que a gente pode fazer com que esses números possam gradativamente diminuir", alertou Germann.

Os especialistas do Centro de Contingência do estado explicaram ainda que para diminuir o ângulo ascendente da curva de crescimento de contágio do novo coronavírus, é necessária adesão mínima as medidas de isolamento de 55% da população. “Essa é a variável que interfere na taxa de contágio”, explicou Dimas. E acrescentou: “Olhamos os dados dia após dia e é com base nestes dados que fazemos a tomada de decisões”.

Doria ressaltou também que o governo estadual não descarta nenhuma outra medida mais restritiva. Segundo ele, não está sendo adotada neste momento, mas também não está descartado. “Esperamos que o lockdown não precise ser praticado, mas para isso dependemos que a população siga o isolamento e se precisarem sair, usem máscara”, ressaltou.

A Prefeitura de São Paulo também prorroga a quarentena até dia 31. "Situações extremas, decisões extremas", disse o prefeito, Bruno Covas (PSDB). Segundo ele, se o índice de isolamento aumentar, pode voltar atrás na decisão divulgada ontem, sobre o rodízio de carros. 

Só a partir do dia 31 algumas atividades econômicas receberão a flexibilização de reabertura. Os informais devem voltar prioritariamente.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;