Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

A campanha vitoriosa de 1975

Naquele ano o EC Santo André chegou ao título. Entre os titulares, craques do porte de Flavio, Celso Mota, Vicente, Fernandinho e Tulica, orientados pelo técnico Aurélio Bastos


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

04/02/2020 | 00:01


“Excelente matéria sobre nosso imortal Tulica. Somente uma dúvida: a data não estaria equivocada (7 de setembro de 1985)? Nesse período o Ramalhão disputava a Primeira Divisão do Campeonato Paulista. E o Vasco da Gama de Americana já não existia, sendo substituído pelo Rio Branco. Inclusive em 1985 o EC Santo André jogou boa parte da temporada no recém-inaugurado Estádio Municipal de Mauá Pedro Benedetti.”

Daniel Alcarria, o representante do Memofut em Mauá.

“Belíssima homenagem ao saudoso Tulica na Memória! O único detalhe é que no jornal saiu que a goleada contra o Vasco de Americana foi em 85 e, na realidade, foi em 75, na campanha que fomos campeões, mas não obtivemos o acesso. 

Alexandre Bachega, da torcida ramalhinha

Nota – Corretos os nossos dois colaboradores, Alexandre e Daniel. Memória cochilou e trocou o ano 1975 por 1985. Errado. Fica a correção.

De fato, o Santo André foi campeão em 1975, com o Tulica brilhando. Mas não foi promovido – o regulamento não permitia acesso, o que frustrou toda a cidade.

O Diário preserva em seu Banco de Dados todos os negativos, em preto e branco, devidamente datados, das campanhas de 1975, anteriores e seguintes, dos clubes locais e dos demais jogos cobertos, inclusive os dos grandes clubes de São Paulo e da Seleção Brasileira. A reportagem (rádio e jornal) acompanhava os clubes locais, no Estado de São Paulo e pelo Brasil afora. 

------

Prosseguiu sábado, no campo do Nacional, em Cidade dos Meninos, a IV Taça Tulica de Futebol. Apenas dois jogos foram disputados.

Prestigiem o torneio, que reúne times só com jogadores veteranos. Justa homenagem a eles próprios e ao eterno Tulica.

Quarta Rodada

(Sábado, 1º de fevereiro de 2020 – divulgação: Mauricio Silva)

São Jorge 6, Unidos do Poliesportivo 1

Melhor Idade 3, Asa de Águia 2

A região sem bombeiros em 1960 

Estava completamente desaparecido o destacamento de bombeiros de Santo André, criado em setembro de 1957. Os dois únicos veículos que ali prestavam serviços, quebrados, permaneciam parados.

O destacamento ficava na Rua Justino Paixão, em precárias dependências de propriedade da Prefeitura.

O município não cumpria com a sua parte, descumprindo o convênio que firmara com o governo do Estado. Um exemplo: Santo André deveria ter construído ou adaptado em um ano um quartel para o destacamento. Não o fez.

O tenente Hernani Tolosa, comandante do destacamento, informava que nada foi realizado por falta de meios.

Os sinistros na região eram atendidos por bombeiros de São Paulo. A região, com 1.200 indústrias, sofria com esta dependência, mesmo que as maiores empresas contassem com turmas internas de combate a incêndio. Algumas chegavam a ter rede de água especialmente construída.

Nota – Apenas anos depois a atual corporação de bombeiros da cidade e região seria criada com efetividade. 

(*) Dados extraídos de uma notícia enviada ao Estadão pelo jornalista Hermano Pini Filho, que depois viria a trabalhar no Diário.

Diário há 30 anos

Domingo, 4 de fevereiro de 1990 – Ano 32, edição 7294 

Manchete – Prefeitura de Santo André anunciava que adotaria, em maio, o sistema de gerenciamento por quilômetro rodado nos transportes públicos</CF>. Empresas de ônibus não concordavam.

Grande ABC – Região teve 9.512 carros furtados e roubados em 1989. Reportagem: Dinilson Vieira.

Seu Orçamento – Mercado não arrisca traçar perfil do próximo governo (Fernando Collor).

Em 4 de fevereiro de...

1920 – A greve dos gráficos no Estadão. Informa o jornal, em editorial: o serviço nas nossas oficinas ainda não está inteiramente regularizado, forçados que fomos a substituir em algumas horas todos os tipógrafos e linotipistas em parede. Não houve acordo

Missa de sétimo dia de Ermelino Matarazzo lota igreja da Imaculada Conceição, na Avenida Brigadeiro Luiz Antonio.

Carnaval. Bazar Santa Ephigenia. Especialidade em artigos para o Carnaval. Fantasias para crianças. Chapéus para palhaços e pierrôs.

1960 – O vereador Antonio Cordeiro entra em contato com a Secretaria de Saúde do Estado propondo a criação da Santa Casa de Misericórdia de São Caetano.

No Rio de Janeiro, era realizada uma série de despedidas: a Capital Federal aos poucos deixava a cidade para instalar-se em Brasília, o que ocorreria oficialmente em 21 de abril daquele ano. Era a Marcha da Despedida.

Santos do dia

- João de Brito

- Andre Corsini

- Joana de Valois

- Gilberto

Municípios brasileiros

Celebram aniversários em 4 de fevereiro:

- Em São Paulo, Dois Córregos. Criado em 1874, quando se separa de Brotas.

- Em Pernambuco, Garanhuns, Itambé e Paudalho.

- Em Alagoas, Jacuípe.

- No Amapá, a Capital Macapá.

- Em Santa Catarina, Presidente Castello Branco.

Fonte:IBGE.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

A campanha vitoriosa de 1975

Naquele ano o EC Santo André chegou ao título. Entre os titulares, craques do porte de Flavio, Celso Mota, Vicente, Fernandinho e Tulica, orientados pelo técnico Aurélio Bastos

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

04/02/2020 | 00:01


“Excelente matéria sobre nosso imortal Tulica. Somente uma dúvida: a data não estaria equivocada (7 de setembro de 1985)? Nesse período o Ramalhão disputava a Primeira Divisão do Campeonato Paulista. E o Vasco da Gama de Americana já não existia, sendo substituído pelo Rio Branco. Inclusive em 1985 o EC Santo André jogou boa parte da temporada no recém-inaugurado Estádio Municipal de Mauá Pedro Benedetti.”

Daniel Alcarria, o representante do Memofut em Mauá.

“Belíssima homenagem ao saudoso Tulica na Memória! O único detalhe é que no jornal saiu que a goleada contra o Vasco de Americana foi em 85 e, na realidade, foi em 75, na campanha que fomos campeões, mas não obtivemos o acesso. 

Alexandre Bachega, da torcida ramalhinha

Nota – Corretos os nossos dois colaboradores, Alexandre e Daniel. Memória cochilou e trocou o ano 1975 por 1985. Errado. Fica a correção.

De fato, o Santo André foi campeão em 1975, com o Tulica brilhando. Mas não foi promovido – o regulamento não permitia acesso, o que frustrou toda a cidade.

O Diário preserva em seu Banco de Dados todos os negativos, em preto e branco, devidamente datados, das campanhas de 1975, anteriores e seguintes, dos clubes locais e dos demais jogos cobertos, inclusive os dos grandes clubes de São Paulo e da Seleção Brasileira. A reportagem (rádio e jornal) acompanhava os clubes locais, no Estado de São Paulo e pelo Brasil afora. 

------

Prosseguiu sábado, no campo do Nacional, em Cidade dos Meninos, a IV Taça Tulica de Futebol. Apenas dois jogos foram disputados.

Prestigiem o torneio, que reúne times só com jogadores veteranos. Justa homenagem a eles próprios e ao eterno Tulica.

Quarta Rodada

(Sábado, 1º de fevereiro de 2020 – divulgação: Mauricio Silva)

São Jorge 6, Unidos do Poliesportivo 1

Melhor Idade 3, Asa de Águia 2

A região sem bombeiros em 1960 

Estava completamente desaparecido o destacamento de bombeiros de Santo André, criado em setembro de 1957. Os dois únicos veículos que ali prestavam serviços, quebrados, permaneciam parados.

O destacamento ficava na Rua Justino Paixão, em precárias dependências de propriedade da Prefeitura.

O município não cumpria com a sua parte, descumprindo o convênio que firmara com o governo do Estado. Um exemplo: Santo André deveria ter construído ou adaptado em um ano um quartel para o destacamento. Não o fez.

O tenente Hernani Tolosa, comandante do destacamento, informava que nada foi realizado por falta de meios.

Os sinistros na região eram atendidos por bombeiros de São Paulo. A região, com 1.200 indústrias, sofria com esta dependência, mesmo que as maiores empresas contassem com turmas internas de combate a incêndio. Algumas chegavam a ter rede de água especialmente construída.

Nota – Apenas anos depois a atual corporação de bombeiros da cidade e região seria criada com efetividade. 

(*) Dados extraídos de uma notícia enviada ao Estadão pelo jornalista Hermano Pini Filho, que depois viria a trabalhar no Diário.

Diário há 30 anos

Domingo, 4 de fevereiro de 1990 – Ano 32, edição 7294 

Manchete – Prefeitura de Santo André anunciava que adotaria, em maio, o sistema de gerenciamento por quilômetro rodado nos transportes públicos</CF>. Empresas de ônibus não concordavam.

Grande ABC – Região teve 9.512 carros furtados e roubados em 1989. Reportagem: Dinilson Vieira.

Seu Orçamento – Mercado não arrisca traçar perfil do próximo governo (Fernando Collor).

Em 4 de fevereiro de...

1920 – A greve dos gráficos no Estadão. Informa o jornal, em editorial: o serviço nas nossas oficinas ainda não está inteiramente regularizado, forçados que fomos a substituir em algumas horas todos os tipógrafos e linotipistas em parede. Não houve acordo

Missa de sétimo dia de Ermelino Matarazzo lota igreja da Imaculada Conceição, na Avenida Brigadeiro Luiz Antonio.

Carnaval. Bazar Santa Ephigenia. Especialidade em artigos para o Carnaval. Fantasias para crianças. Chapéus para palhaços e pierrôs.

1960 – O vereador Antonio Cordeiro entra em contato com a Secretaria de Saúde do Estado propondo a criação da Santa Casa de Misericórdia de São Caetano.

No Rio de Janeiro, era realizada uma série de despedidas: a Capital Federal aos poucos deixava a cidade para instalar-se em Brasília, o que ocorreria oficialmente em 21 de abril daquele ano. Era a Marcha da Despedida.

Santos do dia

- João de Brito

- Andre Corsini

- Joana de Valois

- Gilberto

Municípios brasileiros

Celebram aniversários em 4 de fevereiro:

- Em São Paulo, Dois Córregos. Criado em 1874, quando se separa de Brotas.

- Em Pernambuco, Garanhuns, Itambé e Paudalho.

- Em Alagoas, Jacuípe.

- No Amapá, a Capital Macapá.

- Em Santa Catarina, Presidente Castello Branco.

Fonte:IBGE.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;