Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 31 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Arte e fé

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Por Juliana Ravelli
Do Diário do Grande ABC

27/02/2011 | 07:01


Impossível não se encantar com as 307 peças apresentadas na exposição gratuita Islã: Arte e Civilização, que fica até 27 de março no Centro Cultural Banco do Brasil (Rua Álvares Penteado, 112, tel.: 3113-3651), em São Paulo. As obras vêm de museus da Síria, Irã, Líbano, países da África e Brasil, e datam do século 8 a 21.

O bacana de ver objetos tão antigos é imaginar o percurso que fizeram no decorrer de tantos anos. Quem os usou? Por quais pessoas também foram observados num país distante? A riqueza de detalhes de peças com centenas de anos impressiona. É o caso do astrolábio plano (instrumento náutico antigo) de bronze de 1.714 e do escudo de ferro dos séculos 13 e 14, completamente adornado com gravuras. Algumas são tão delicadas que podem passar desapercebidas pelos mais distraídos. Aqueles que os fizeram certamente tiveram muito trabalho.

A área dedicada à caligrafia mostra como essa expressão artística é apreciada pelos povos islâmicos. Os vários estilos estão presentes na maior parte das peças: desde fragmentos de construções até tapetes e utensílios domésticos. Uma desgastada pedra de bassalto do século 8 com inscrições em árabe revela um dos mais antigos registros da língua.

Há ainda joias, instrumentos musicais, moedas, peças de vestuário, móveis e muitos objetos feitos de vidro e cerâmica. Em meio a tudo, há um pedaço de vidro transparente trabalhado; ao ler a descrição, descobre-se que era parte do piso de palácio com quase 1.000 anos. Deveria ser uma beleza!

Para os muçulmanos a arte é o modo precioso de se aproximar de Deus. E existe algo mais belo do que ela e a fé? Assalámu alêykum! ou Que a paz esteja convosco!



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Arte e fé

Por Juliana Ravelli
Do Diário do Grande ABC

27/02/2011 | 07:01


Impossível não se encantar com as 307 peças apresentadas na exposição gratuita Islã: Arte e Civilização, que fica até 27 de março no Centro Cultural Banco do Brasil (Rua Álvares Penteado, 112, tel.: 3113-3651), em São Paulo. As obras vêm de museus da Síria, Irã, Líbano, países da África e Brasil, e datam do século 8 a 21.

O bacana de ver objetos tão antigos é imaginar o percurso que fizeram no decorrer de tantos anos. Quem os usou? Por quais pessoas também foram observados num país distante? A riqueza de detalhes de peças com centenas de anos impressiona. É o caso do astrolábio plano (instrumento náutico antigo) de bronze de 1.714 e do escudo de ferro dos séculos 13 e 14, completamente adornado com gravuras. Algumas são tão delicadas que podem passar desapercebidas pelos mais distraídos. Aqueles que os fizeram certamente tiveram muito trabalho.

A área dedicada à caligrafia mostra como essa expressão artística é apreciada pelos povos islâmicos. Os vários estilos estão presentes na maior parte das peças: desde fragmentos de construções até tapetes e utensílios domésticos. Uma desgastada pedra de bassalto do século 8 com inscrições em árabe revela um dos mais antigos registros da língua.

Há ainda joias, instrumentos musicais, moedas, peças de vestuário, móveis e muitos objetos feitos de vidro e cerâmica. Em meio a tudo, há um pedaço de vidro transparente trabalhado; ao ler a descrição, descobre-se que era parte do piso de palácio com quase 1.000 anos. Deveria ser uma beleza!

Para os muçulmanos a arte é o modo precioso de se aproximar de Deus. E existe algo mais belo do que ela e a fé? Assalámu alêykum! ou Que a paz esteja convosco!

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;