Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Qual é a ave mais pesada que voa?

Reprodução Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Caroline Ropero
Do Diário do Grande ABC

27/02/2011 | 07:00


A abetarda é a ave mais pesada que consegue voar, mas seu voo é baixo e tímido. É assustada e habita áreas abertas, onde anda lentamente pelo solo. O tamanho varia de meio a 1 m de comprimento; o macho pode pesar até 16 kg. As fêmeas são bem menores, pesando entre 4 kg e 5 kg.

A plumagem é vistosa, principalmente a do macho. As cores variam de acordo com a espécie, entre marrom, preta, cinza e branca e suas combinações. A cauda é curta, as patas são longas, e as asas, compridas e largas. Alimenta-se de insetos, anfíbios e pequenos mamíferos. Costuma viver na Península Ibérica, na Europa.

O vice-campeão é o condor andino, que chega a 12 kg. É parente do urubu e tem cabeça avermelhada e sem penas. O corpo é coberto por plumas pretas e algumas brancas nas asas. No pescoço, a plumagem forma tipo de colar branco. Come pequenos animais e bichos mortos. É visto na Cordilheira dos Andes, numa região com montanhas que vai da Venezuela à Patagônia.

O albatroz gigante também é conhecido como uma das aves mais pesadas, chegando até 11 kg. Apesar de mais leve do que o condor, possui envergadura de até 3,5 metros. É ave marinha, pois vive maior parte do tempo nos mares e oceanos. Vai à praia somente para se reproduzir. Alimenta-se de lulas e crustáceos.

 

E qual é a mais leve?

O beija-flor-abelha é a menor e mais leve ave do planeta. Originário de Cuba, no Caribe, mede cerca de 6 cm da ponta da cauda ao bico e pesa até 2 gramas (é isso mesmo!). Os beija-flores fazem ninhos com galhos muito fininhos, raízes, teia de aranha e insetos. Usam a saliva para grudar tudo.

O beija-flor é um ótimo voador, sendo a única ave que consegue ficar parada no ar, voar de ré e fazer manobras inesperadas. É muito ágil e veloz por ter pequenas asas que batem até 90 vezes por segundo. Alimenta-se de insetos, pequenas aranhas e do néctar das flores. Possui bico e língua compridos para alcançar o néctar.

 

Algumas não voam

Apesar de todas as aves terem asas e penas nem todas voam, como o africano avestruz, considerado a maior viva. Chega a 100 kg e tem até 2,5 m de altura. No Brasil é possível encontrar seu parente, a ema, que é menor e pesa até 23 kg. O mesmo ocorre com os menorzinhos casuar e quiui. O pinguim é ave marinha e também não voa, mas usa as asas para nadar. Vive no Hemisfério Sul e a espécie mais famosa é o imperador, que fica na Antártica. E a galinha? Só consegue alçar voos baixinhos.

 

O que define uma ave?

Toda ave tem duas patas e o corpo coberto por penas leves, resistentes, flexíveis e impermeáveis para impedir a passagem de água. O bico funciona como pinça para capturar alimento e o formato depende do tipo de alimentação. Não tem dentes. Engole a comida sem mastigar, sendo triturada por um órgão chamado moela. As asas podem ser curtas ou longas e determinam o tipo de voo de cada espécie. O filhote nasce de ovos com casca dura. Já foram identificadas aproximadamente 9.100 espécies. No Brasil há cerca de 1.800.

 

Quem mais bota?

Apesar de ser característica comum a todas as aves, outros animais também botam ovos. A maioria dos répteis se reproduz dessa forma, como jacaré, lagarto e tartaruga. Algumas cobras também nascem assim; outras saem de dentro da barriga da mãe. A diferença maior é que eles não chocam os ovos, como as aves.

No caso dos jacarés, por exemplo, a fêmea coloca de seis a 60 ovinhos. Já as tartarugas-marinhas depositam cerca de 120 ovos num buraco que cavam na areia da praia.

Pode parecer estranho, mas há dois mamíferos que também são ovíparos (botam ovos): o ornitorrinco e a equidna. A fêmea do ornitorrinco põe de um a três ovos pequenos, mais arredondados do que os das aves. Os filhotes rompem a casca após 10 dias. Quando nascem, passam de três a quatro meses bebendo o leite da mãe.

A equidna parece o ouriço, tem o corpo coberto de espinhos e boca pequena sem dentes. A língua é comprida e pegajosa para se alimentar de formigas e cupins. A fêmea coloca apenas um ovo por vez. Os filhotes nascem após 10 dias e também alimentam-se de leite materno.

 

Ingrid Marques, 10 anos, de Santo André, já teve maritaca, que fugiu. "Foi melhor assim, porque ela gosta de voar e não ficar em casa",diz. Na sua opinião, a ave mais bonita é a arara porque é bem colorida.

 

Consultoria de Daniel Firme, do setor de ornitologia do Museu Nacional da UFRJ



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Qual é a ave mais pesada que voa?

Caroline Ropero
Do Diário do Grande ABC

27/02/2011 | 07:00


A abetarda é a ave mais pesada que consegue voar, mas seu voo é baixo e tímido. É assustada e habita áreas abertas, onde anda lentamente pelo solo. O tamanho varia de meio a 1 m de comprimento; o macho pode pesar até 16 kg. As fêmeas são bem menores, pesando entre 4 kg e 5 kg.

A plumagem é vistosa, principalmente a do macho. As cores variam de acordo com a espécie, entre marrom, preta, cinza e branca e suas combinações. A cauda é curta, as patas são longas, e as asas, compridas e largas. Alimenta-se de insetos, anfíbios e pequenos mamíferos. Costuma viver na Península Ibérica, na Europa.

O vice-campeão é o condor andino, que chega a 12 kg. É parente do urubu e tem cabeça avermelhada e sem penas. O corpo é coberto por plumas pretas e algumas brancas nas asas. No pescoço, a plumagem forma tipo de colar branco. Come pequenos animais e bichos mortos. É visto na Cordilheira dos Andes, numa região com montanhas que vai da Venezuela à Patagônia.

O albatroz gigante também é conhecido como uma das aves mais pesadas, chegando até 11 kg. Apesar de mais leve do que o condor, possui envergadura de até 3,5 metros. É ave marinha, pois vive maior parte do tempo nos mares e oceanos. Vai à praia somente para se reproduzir. Alimenta-se de lulas e crustáceos.

 

E qual é a mais leve?

O beija-flor-abelha é a menor e mais leve ave do planeta. Originário de Cuba, no Caribe, mede cerca de 6 cm da ponta da cauda ao bico e pesa até 2 gramas (é isso mesmo!). Os beija-flores fazem ninhos com galhos muito fininhos, raízes, teia de aranha e insetos. Usam a saliva para grudar tudo.

O beija-flor é um ótimo voador, sendo a única ave que consegue ficar parada no ar, voar de ré e fazer manobras inesperadas. É muito ágil e veloz por ter pequenas asas que batem até 90 vezes por segundo. Alimenta-se de insetos, pequenas aranhas e do néctar das flores. Possui bico e língua compridos para alcançar o néctar.

 

Algumas não voam

Apesar de todas as aves terem asas e penas nem todas voam, como o africano avestruz, considerado a maior viva. Chega a 100 kg e tem até 2,5 m de altura. No Brasil é possível encontrar seu parente, a ema, que é menor e pesa até 23 kg. O mesmo ocorre com os menorzinhos casuar e quiui. O pinguim é ave marinha e também não voa, mas usa as asas para nadar. Vive no Hemisfério Sul e a espécie mais famosa é o imperador, que fica na Antártica. E a galinha? Só consegue alçar voos baixinhos.

 

O que define uma ave?

Toda ave tem duas patas e o corpo coberto por penas leves, resistentes, flexíveis e impermeáveis para impedir a passagem de água. O bico funciona como pinça para capturar alimento e o formato depende do tipo de alimentação. Não tem dentes. Engole a comida sem mastigar, sendo triturada por um órgão chamado moela. As asas podem ser curtas ou longas e determinam o tipo de voo de cada espécie. O filhote nasce de ovos com casca dura. Já foram identificadas aproximadamente 9.100 espécies. No Brasil há cerca de 1.800.

 

Quem mais bota?

Apesar de ser característica comum a todas as aves, outros animais também botam ovos. A maioria dos répteis se reproduz dessa forma, como jacaré, lagarto e tartaruga. Algumas cobras também nascem assim; outras saem de dentro da barriga da mãe. A diferença maior é que eles não chocam os ovos, como as aves.

No caso dos jacarés, por exemplo, a fêmea coloca de seis a 60 ovinhos. Já as tartarugas-marinhas depositam cerca de 120 ovos num buraco que cavam na areia da praia.

Pode parecer estranho, mas há dois mamíferos que também são ovíparos (botam ovos): o ornitorrinco e a equidna. A fêmea do ornitorrinco põe de um a três ovos pequenos, mais arredondados do que os das aves. Os filhotes rompem a casca após 10 dias. Quando nascem, passam de três a quatro meses bebendo o leite da mãe.

A equidna parece o ouriço, tem o corpo coberto de espinhos e boca pequena sem dentes. A língua é comprida e pegajosa para se alimentar de formigas e cupins. A fêmea coloca apenas um ovo por vez. Os filhotes nascem após 10 dias e também alimentam-se de leite materno.

 

Ingrid Marques, 10 anos, de Santo André, já teve maritaca, que fugiu. "Foi melhor assim, porque ela gosta de voar e não ficar em casa",diz. Na sua opinião, a ave mais bonita é a arara porque é bem colorida.

 

Consultoria de Daniel Firme, do setor de ornitologia do Museu Nacional da UFRJ

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;