Fechar
Publicidade

Sábado, 28 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Divagações de Clarisse

Arquivo pessoal Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Do Diário do Grande ABC

27/02/2011 | 07:01


Anabeth quer asas

"Ah, cansei", dizia Anabeth, semicerrando os dentes e cruzando os braços. "Já está na hora de secar as lágrimas", repetia para si mesma. Com os olhos marejados olhou para a janela, a qual era atacada pelas gotas da chuva. Parece estúpido, ainda mais por não querer olhar para trás, mas pôs-se a lembrar de velhos momentos. Recordações gostosas, recheadas de coisas boas.

Ah mamãe, deixe-me voar!", disse com seus olhos verdes, anseando por respostas positivas, porém, apenas recebia o silêncio. "Eu juro mamãe, eu juro que volto!", insistia. "Volto e te conto o que vi, as maravilhas, as cores, o azul do céu, a suavidade das nuvens. Mamãe, contarei até mesmo sobre as desgraças! Vamos mamãe." Com um olhar vago, a mãe balbuciou: "Ah, minha filha!".

Anabeth suspirou, olhou para o relógio e viu em suas horas a contagem regressiva para os seus 16 anos. "Dezesseis", soletrava vagarosamente. O tempo lhe roubava a infância, a inocência, a pureza. A vontade de conhecer o mundo, o brincar de uma tarde inteira de verão e o desmaiar de cansaço em algum canto qualquer.

O despertador soou mais uma vez, como se fosse para lembrar-lhe sobre o fim de seus 15 anos. "Maravilha", disse Anabeth sem qualquer ânimo. Esfregou os olhos e foi tomar banho. Vestiu-se e foi comer qualquer coisa. Sob a mesa da cozinha, havia uma rosa solitária, como se roubada de um jardim com um bilhete: "Parabéns, meu anjo. Logo estará voando. Eu te amo."

 

Esteja onde estiver

Ei garota, o que acontece com você? Cadê os verdadeiros sorrisos que pertenciam ao seu rosto? Queria dizer que sinto falta deles. Sinto falta das risadas e das brincadeiras, que agora tornaram-se menos constantes. Falta da alegria que você carregava consigo. O que fez? Sinto falta.

Você sabe que não depende de ninguém para ser feliz. Sabe que sempre há mais pelo que buscar, que há tantas coisas com o que se preocupar e correr atrás. Há tantos sonhos, desejos, tantas coisas. Olhe só, você é jovem, cheia de vigor. Não há ninguém como você. Seu jeito natural conquista e cativa as pessoas de forma única. Cria círculos de amizades, amores e compaixão.

Ei garota, você fala mais que a boca. Você tem mil defeitos, que podem ser qualidades. Você é forte, luta pelo que quer, mas sabe a hora de se entregar. Adoro falar com você, sei que sempre vai me escutar, mesmo não me conhecendo direito. Só em seu olhar eu vejo reflexos de bondade que prevalecem dentro de ti, do seu coração e alma.

Reconheço em seus sorrisos o aconchego de abraços e curiosidades. Sei que você luta contra seus preconceitos e tenta agradar ao próximo, seja qual for a maneira. Mas tenho consciência de que também é humana e pode chorar, pode cair e precisar de ajuda para se levantar, caso não consiga. Tenha certeza de que um dia estarei aí para te ajudar.

Garota, não sei por onde anda, onde está e que trilha sonora a acompanha. Não sei do que gosta, muito menos de quem gosta. Você pode estar em Paris, Londres, Nova York, Tókio, São Paulo, mas sempre vai estar em meus sonhos e um dia, em meu futuro. Nem sei seu nome, me desculpe. Mas peço, pois quero te encontrar logo. Por favor, não pare de sorrir e não desista. Olhe para os lados, tente me encontrar. Permita que o tempo cure as feridas e te traga para mim. Acredite em milagres, em seus sonhos.

Eu te admiro. Aproveite sua liberdade, faça suas vontades. Aprenda, relacione-se, decepcione-se, amadureça. Pois quando estiver em meus braços, tenha certeza, não hei nunca deixá-la partir, a não ser que queira, pois o meu amor há de ser verdadeiro. [

Enjoy life, faça o que quiser. Um dia estarei aí para te apoiar em momentos difíceis, esteja certa. Só não pare de sorrir, afinal o brilho de seu sorriso é a esperança em meus dias ruins. Só não digo que a amo, pois não a conheço. Paciência faz parte do nosso roteiro. Beijos, de seu John.

 

Perfil de Clarisse Kaori, 15 anos, de Mauá

Sou uma geminiana apaixonada por livros, palavras, músicas, internet e boas conversas. Adoro sorrir. Não sei do meu futuro (tenho dúvidas entre medicina, moda, literatura), mas quero sempre ter a essência de um jovem. Amo os livros O Pequeno Príncipe, A Última Música e a coleção. Criar um blog (www.thingsinwords.blogspot.com) foi uma maneira de encontrar pessoas que dividam a paixão por escrever.

 

* Gostou do texto de Clarisse Kaori? Você também pode mandar o seu. Vale ainda enviar contos, poesias, opiniões, comentários e até tirinhas, HQ. O endereço é d+@dgabc.com.br



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;