Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Eram jovens aqueles aqualoucos de São Caetano

Havia lagoas no fim da Rua São Paulo, em São Caetano...


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

19/06/2012 | 00:00


Havia lagoas no fim da Rua São Paulo, em São Caetano, no vale do Ribeirão dos Meninos, provavelmente formada ao longo dos anos com a retirada de areia e argila pelas olarias locais e pela Cerâmica São Caetano e sua antecessora. Lagoas que se transformavam em pontos de lazer da rapaziada, como se depreende das fotos separadas pelo nosso convidado, Alexandre Halas.

As fotos foram tiradas em 12-4-1952, no ano em que Alexandre Halas cursava o último ano de contabilidade na escola do professor Vicente Bastos. Alexandre não aparece nas fotos, pois foi ele quem as tirou, e lá se vão 60 anos.

CAPÍTULO 2
No retorno a São Caetano, em 1935, meu pai (Teodoro Halas) montou uma firma de calçados, sua especialidade. Ele era um estilista de calçados, profissão que ainda não existia, ao menos com esse nome. Por falta de recursos, a empresa não prosperou. Com isso, meu pai foi trabalhar na General Motors, onde permaneceu durante 15 anos. 

CORREÇÃO
O menino da foto de ontem na Rua Goiás de 1936 era o irmão do Sr. Alexandre, Stefan.

AMANHÃ NA SEMANA ALEXANDRE HALAS
Uma foto inédita dos contabilistas de São Caetano formados em 1952, dentre os quais Hermano Pini Filho, graças a quem idealizamos esta série.

DIÁRIO HÁ 30 ANOS
Sábado, 19 de junho de 1982
Manchete - Brasil, show com goleada na Copa da Espanha: 4 a 1 sobre a Escócia, com gols de Zico, Oscar, Eder e Falcão
Celebração - Gol de Éder e a festa começa mais cedo no Grande ABC.
Editorial - A Argentina entre o golpe e a democracia

EM 19 DE JUNHO DE...
1962 - Prefeitura cria a Fundação Santo André, que num primeiro momento reuniu a Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas, que fora criada pela própria Prefeitura em 1954.

MUNICÍPIO PAULISTA
Hoje é o aniversário de Ribeirão Preto, fundado em 1856.

HOJE
Dia do Migrante e Dia do Cinema Brasileiro.

Homenagem
Apae de São Caetano celebrou, no começo do mês, 48 anos e homenageou seu fundador e primeiro presidente, Dr. Mario Dal'Mas. Houve missa de ação de graças e discursos. Na hora de se pronunciar, Mário Dal'Mas lembrou da professora Rosa Florenzano, diretora da Secretaria de Saúde Mental do Estado, inspiradora da criação da Apae. E citou os que o sucederam: Waldemar Gianotti, Oswaldo Salgado, Jorge Martins Salgado, Américo Gomes da Costa.

SANTOS DO DIA 
Romualdo, Gervásio e Juliana Falconieri.
Fonte - Folhinha do Sagrado Coração de Jesus, Vozes, 2012.
Na foto, um ícone russo tendo ao centro o Cristo na cruz eslava e representações de Nossa Senhora e de diversos santos. Século 17. Madeira policromada e bronze. Procedente da Sibéria.
Fontes - Museu de Arte Sacra de São Paulo; Andréa Maria Zabrieszach Afonso dos Santos, museóloga; foto: Iran Monteiro. Contatos: 3326-1373; 5393-3336; mas@museuartesacra.sp.gov.br.

FALECIMENTOS

SUWA NAGANO(Iwate-Ken, Japão, 20-7-1917 - São Bernardo 14-6-2012)

Foram três meses num navio, com outros imigrantes, em direção ao Brasil. A jovem Suwa sempre se lembrava daquele início dos anos 1930 e da longa viagem. Depois, a vida na roça, na Mogiana, em Ribeirão Preto, no cafezal, com uma família que não era sua, à qual foi incluída às vésperas da viagem para o Brasil a fim de completar a quota mínima de 15 integrantes para poder participar do programa de imigração.

Uma fase difícil. Estranha à família, não pôde estudar - o que sempre lamentou. Sua família verdadeira também viajou para o Brasil à época. Desencontraram-se. O reencontro demorou de dois a três anos. Mesmo assim, Suwa continuou com a família com quem viajara, trabalhando muito.

Com 18 anos, Suwa Nagano casou-se com Toshiyuki Matsunaga, ainda no Interior, com quem teve cinco filhos: Jurandir, Paulo, Laura, Mario e Elza. Uma convivência de 15 anos apenas com o marido, que morreu prematuramente. Compete à ainda jovem Suwa trabalhar agora em dobro para criar os filhos, o que conseguiu, com louvor.

"Ela sempre foi esforçada, forte, dedicada à família", conta uma das netas, a professora Tânia Matsunaga.
Depois de tanto trabalho, a mudança do Interior para São Bernardo, em 1975. Aqui já estava a família Nagano, com comércio no bairro Assunção, mas é apenas uma coincidência de nomes com os Nagano paternos de dona Suwa. Não há grau de parentesco.

Em 1980, a família Matsunaga tornou-se uma das pioneiras do recém-aberto Jardim das Orquídeas, na Grande Alvarenga. Ali dona Suwa acompanhou o crescimento dos mais velhos e o nascimento de outros, depois os bisnetos. Contava histórias. Lembrava a neve do inverno japonês. A travessia marítima. Lamentava sempre ter sido impedida de estudar, de falar mais, de aprender a língua portuguesa. E não demonstrava vontade de retornar ao Japão.

Agora, a partida, aos 94 anos, deixando uma grande família, composta por 17 netos, 11 bisnetos e suas duas cuidadoras: Elizabete Medeiros e Augusta de Fátima Ferreira. "Elas fizeram jus a esse título, e em nome da família, eu as agradeço por todo ininterrupto zelo para com a Bachan" (Tânia). 

Dona Suwa está sepultada no Cemitério do Jardim da Colina.

SANTO ANDRÉ
Maria Angelina Bigon Davanço, 68. Natural de Salto (SP). Dia 16, em São Bernardo. Cemitério Cristo Redentor, em Vila Pires.

SÃO BERNARDO
Anísio Alves do Nascimento, 90. Natural de Inhambupe (BA). Dia 15. Cemitério dos Casa.
Luzia Maria da Silva, 87. Natural de Pilar (PB). Dia 17. Cemitério dos Casa.
Manoel Fernandes, 81. Natural de Piatã (BA). Dia 16. Cemitério dos Casa.
Yvone Bisognini, 74. Natural de São Bernardo. Dia 16. Cemitério de Vila Euclides.

DIADE'MA
Jorge Carvalho de Araújo, 87. Natural de Macaubal (SP). Dia 17, em São Bernardo. Vale da Paz.

Serviços Funerários: Santo André - 4433-3544; São Bernardo - 4330-4527; Diadema - 4056-1045; Mauá - 4514-7399; Ribeirão Pires - 4828-1436; Rio Grande da Serra - 4820-4353.
Para anunciar um falecimento, ligue para 4435-8000.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Eram jovens aqueles aqualoucos de São Caetano

Havia lagoas no fim da Rua São Paulo, em São Caetano...

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

19/06/2012 | 00:00


Havia lagoas no fim da Rua São Paulo, em São Caetano, no vale do Ribeirão dos Meninos, provavelmente formada ao longo dos anos com a retirada de areia e argila pelas olarias locais e pela Cerâmica São Caetano e sua antecessora. Lagoas que se transformavam em pontos de lazer da rapaziada, como se depreende das fotos separadas pelo nosso convidado, Alexandre Halas.

As fotos foram tiradas em 12-4-1952, no ano em que Alexandre Halas cursava o último ano de contabilidade na escola do professor Vicente Bastos. Alexandre não aparece nas fotos, pois foi ele quem as tirou, e lá se vão 60 anos.

CAPÍTULO 2
No retorno a São Caetano, em 1935, meu pai (Teodoro Halas) montou uma firma de calçados, sua especialidade. Ele era um estilista de calçados, profissão que ainda não existia, ao menos com esse nome. Por falta de recursos, a empresa não prosperou. Com isso, meu pai foi trabalhar na General Motors, onde permaneceu durante 15 anos. 

CORREÇÃO
O menino da foto de ontem na Rua Goiás de 1936 era o irmão do Sr. Alexandre, Stefan.

AMANHÃ NA SEMANA ALEXANDRE HALAS
Uma foto inédita dos contabilistas de São Caetano formados em 1952, dentre os quais Hermano Pini Filho, graças a quem idealizamos esta série.

DIÁRIO HÁ 30 ANOS
Sábado, 19 de junho de 1982
Manchete - Brasil, show com goleada na Copa da Espanha: 4 a 1 sobre a Escócia, com gols de Zico, Oscar, Eder e Falcão
Celebração - Gol de Éder e a festa começa mais cedo no Grande ABC.
Editorial - A Argentina entre o golpe e a democracia

EM 19 DE JUNHO DE...
1962 - Prefeitura cria a Fundação Santo André, que num primeiro momento reuniu a Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas, que fora criada pela própria Prefeitura em 1954.

MUNICÍPIO PAULISTA
Hoje é o aniversário de Ribeirão Preto, fundado em 1856.

HOJE
Dia do Migrante e Dia do Cinema Brasileiro.

Homenagem
Apae de São Caetano celebrou, no começo do mês, 48 anos e homenageou seu fundador e primeiro presidente, Dr. Mario Dal'Mas. Houve missa de ação de graças e discursos. Na hora de se pronunciar, Mário Dal'Mas lembrou da professora Rosa Florenzano, diretora da Secretaria de Saúde Mental do Estado, inspiradora da criação da Apae. E citou os que o sucederam: Waldemar Gianotti, Oswaldo Salgado, Jorge Martins Salgado, Américo Gomes da Costa.

SANTOS DO DIA 
Romualdo, Gervásio e Juliana Falconieri.
Fonte - Folhinha do Sagrado Coração de Jesus, Vozes, 2012.
Na foto, um ícone russo tendo ao centro o Cristo na cruz eslava e representações de Nossa Senhora e de diversos santos. Século 17. Madeira policromada e bronze. Procedente da Sibéria.
Fontes - Museu de Arte Sacra de São Paulo; Andréa Maria Zabrieszach Afonso dos Santos, museóloga; foto: Iran Monteiro. Contatos: 3326-1373; 5393-3336; mas@museuartesacra.sp.gov.br.

FALECIMENTOS

SUWA NAGANO(Iwate-Ken, Japão, 20-7-1917 - São Bernardo 14-6-2012)

Foram três meses num navio, com outros imigrantes, em direção ao Brasil. A jovem Suwa sempre se lembrava daquele início dos anos 1930 e da longa viagem. Depois, a vida na roça, na Mogiana, em Ribeirão Preto, no cafezal, com uma família que não era sua, à qual foi incluída às vésperas da viagem para o Brasil a fim de completar a quota mínima de 15 integrantes para poder participar do programa de imigração.

Uma fase difícil. Estranha à família, não pôde estudar - o que sempre lamentou. Sua família verdadeira também viajou para o Brasil à época. Desencontraram-se. O reencontro demorou de dois a três anos. Mesmo assim, Suwa continuou com a família com quem viajara, trabalhando muito.

Com 18 anos, Suwa Nagano casou-se com Toshiyuki Matsunaga, ainda no Interior, com quem teve cinco filhos: Jurandir, Paulo, Laura, Mario e Elza. Uma convivência de 15 anos apenas com o marido, que morreu prematuramente. Compete à ainda jovem Suwa trabalhar agora em dobro para criar os filhos, o que conseguiu, com louvor.

"Ela sempre foi esforçada, forte, dedicada à família", conta uma das netas, a professora Tânia Matsunaga.
Depois de tanto trabalho, a mudança do Interior para São Bernardo, em 1975. Aqui já estava a família Nagano, com comércio no bairro Assunção, mas é apenas uma coincidência de nomes com os Nagano paternos de dona Suwa. Não há grau de parentesco.

Em 1980, a família Matsunaga tornou-se uma das pioneiras do recém-aberto Jardim das Orquídeas, na Grande Alvarenga. Ali dona Suwa acompanhou o crescimento dos mais velhos e o nascimento de outros, depois os bisnetos. Contava histórias. Lembrava a neve do inverno japonês. A travessia marítima. Lamentava sempre ter sido impedida de estudar, de falar mais, de aprender a língua portuguesa. E não demonstrava vontade de retornar ao Japão.

Agora, a partida, aos 94 anos, deixando uma grande família, composta por 17 netos, 11 bisnetos e suas duas cuidadoras: Elizabete Medeiros e Augusta de Fátima Ferreira. "Elas fizeram jus a esse título, e em nome da família, eu as agradeço por todo ininterrupto zelo para com a Bachan" (Tânia). 

Dona Suwa está sepultada no Cemitério do Jardim da Colina.

SANTO ANDRÉ
Maria Angelina Bigon Davanço, 68. Natural de Salto (SP). Dia 16, em São Bernardo. Cemitério Cristo Redentor, em Vila Pires.

SÃO BERNARDO
Anísio Alves do Nascimento, 90. Natural de Inhambupe (BA). Dia 15. Cemitério dos Casa.
Luzia Maria da Silva, 87. Natural de Pilar (PB). Dia 17. Cemitério dos Casa.
Manoel Fernandes, 81. Natural de Piatã (BA). Dia 16. Cemitério dos Casa.
Yvone Bisognini, 74. Natural de São Bernardo. Dia 16. Cemitério de Vila Euclides.

DIADE'MA
Jorge Carvalho de Araújo, 87. Natural de Macaubal (SP). Dia 17, em São Bernardo. Vale da Paz.

Serviços Funerários: Santo André - 4433-3544; São Bernardo - 4330-4527; Diadema - 4056-1045; Mauá - 4514-7399; Ribeirão Pires - 4828-1436; Rio Grande da Serra - 4820-4353.
Para anunciar um falecimento, ligue para 4435-8000.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;