Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 26 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Fronteiras dos EUA seguirão fechadas à maioria das pessoas que chegarem do Brasil

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Redação
Do Rota de Férias

25/01/2021 | 15:48


Anunciada por Donald Trump antes de deixar o cargo na semana passada, a medida que liberaria a entrada de brasileiros nos EUA a partir de 26 de janeiro será revogada pelo novo presidente do país, Joe Biden. A informação, obtida exclusivamente pela Reuters, foi distribuída pela Agência Brasil.

Seguro viagem prático e eficiente – Ganhe 5% de desconto ao usar o cupom ROTADEFERIAS5 na caixa “Cupom de desconto” da Seguros Promo.

De acordo om a nota, a maioria dos cidadãos que não sejam norte-americanos e que cheguem a partir do Reino Unido, do Brasil, da Irlanda, de grande parte da Europa e agora também da África do Sul não poderá entrar nos EUA. Exceções são aplicadas a familiares diretos dos cidadãos americanos, portadores do green card com residência permanente e quem tem vistos diplomáticos, militares ou governamentais.

EUA seguem fechados para quem chega do Brasil

Por meio da porta voz Jen Psakim a Casa Branca divulgou que a medida de Trump será revogada diante dos novos esforços do governo para conter a entrada no país das novas variantes do novo coronavírus. À Reuters, Anne Schuchat, responsável pelo Centro de Controle de Doença (CDC) dos EUA, reforçou a decisão de Biden: ““O objetivo é proteger os cidadãos norte-americanos e reduzir as novas variantes”.

Atualmente, os EUA são o país mais afetado do mundo pela covid-19. Os números apontam para 5,1 milhões de infectados e mais de 419 mil mortes no país.

Clique neste link para comprar chip viagem internacional. Use o cupom rotadeferias na Viaje Conectado para ganhar até 10% de desconto e acessar a internet do mundo inteiro

Assim que assumiu a presidência no último dia 20, Biden tornou mais rigorosas as regras para o uso de máscara durante 100 dias e determinou uma quarentena para todas as pessoas que cheguem aos EUA de avião. Ainda não foi explicado, no entanto, como essa medida será controlada e fiscalizada.

Além disso, a partir de 26 de janeiro, quem estiver autorizado para entrar nos EUA terá de apresentar um teste PCR negativo, realizado nas 72 horas anteriores à chegada ao país. A medida é semelhante à aplicada em mais de 100 países do mundo, inclusive o Brasil.

Obs.: Com informações da RTP divulgadas pela Agência Brasil.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fronteiras dos EUA seguirão fechadas à maioria das pessoas que chegarem do Brasil

Redação
Do Rota de Férias

25/01/2021 | 15:48


Anunciada por Donald Trump antes de deixar o cargo na semana passada, a medida que liberaria a entrada de brasileiros nos EUA a partir de 26 de janeiro será revogada pelo novo presidente do país, Joe Biden. A informação, obtida exclusivamente pela Reuters, foi distribuída pela Agência Brasil.

Seguro viagem prático e eficiente – Ganhe 5% de desconto ao usar o cupom ROTADEFERIAS5 na caixa “Cupom de desconto” da Seguros Promo.

De acordo om a nota, a maioria dos cidadãos que não sejam norte-americanos e que cheguem a partir do Reino Unido, do Brasil, da Irlanda, de grande parte da Europa e agora também da África do Sul não poderá entrar nos EUA. Exceções são aplicadas a familiares diretos dos cidadãos americanos, portadores do green card com residência permanente e quem tem vistos diplomáticos, militares ou governamentais.

EUA seguem fechados para quem chega do Brasil

Por meio da porta voz Jen Psakim a Casa Branca divulgou que a medida de Trump será revogada diante dos novos esforços do governo para conter a entrada no país das novas variantes do novo coronavírus. À Reuters, Anne Schuchat, responsável pelo Centro de Controle de Doença (CDC) dos EUA, reforçou a decisão de Biden: ““O objetivo é proteger os cidadãos norte-americanos e reduzir as novas variantes”.

Atualmente, os EUA são o país mais afetado do mundo pela covid-19. Os números apontam para 5,1 milhões de infectados e mais de 419 mil mortes no país.

Clique neste link para comprar chip viagem internacional. Use o cupom rotadeferias na Viaje Conectado para ganhar até 10% de desconto e acessar a internet do mundo inteiro

Assim que assumiu a presidência no último dia 20, Biden tornou mais rigorosas as regras para o uso de máscara durante 100 dias e determinou uma quarentena para todas as pessoas que cheguem aos EUA de avião. Ainda não foi explicado, no entanto, como essa medida será controlada e fiscalizada.

Além disso, a partir de 26 de janeiro, quem estiver autorizado para entrar nos EUA terá de apresentar um teste PCR negativo, realizado nas 72 horas anteriores à chegada ao país. A medida é semelhante à aplicada em mais de 100 países do mundo, inclusive o Brasil.

Obs.: Com informações da RTP divulgadas pela Agência Brasil.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;