Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 13 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Shoppings contratam 1.370 temporários


Cristiane Bomfim
Do Diário do Grande ABC

16/09/2007 | 07:07


Até dezembro, as lojas dos 640 shoppings do País irão oferecer 93 mil vagas de empregos temporários. Um crescimento de 10% em relação ao ano passado, quando o número de vagas chegou a 84,4 mil. No Grande ABC, a estimativa é que os quatro shoppings criem pelo menos 1.370 oportunidades neste mesmo período.

O Shopping ABC Plaza, em Santo André é o que oferece mais vagas: 700 até o final do ano, seguido pelo Metrópole, com 600. As funções variam entre atendentes, operadores de caixa e repositores.

A duração do contrato, em geral, é de três meses, mas pode variar de loja para loja. O Shopping Mauá não forneceu os dados.

"As contratações são para o período de Natal e se estendem, normalmente, até janeiro para as vendas de liquidação”, explica o diretor de relações institucionais da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), Luís Augusto Ildefonso da Silva.

Ele atribui o aumento à construção de novos centros de compra – em 2006, o País contava com 622 shoppings, 18 a menos que neste ano _ e à melhoria da condição financeira da população.

Para o professor de economia da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica), Claudemir Galvani, o crescimento econômico do País, a queda do desemprego e as facilidades no crédito são as principais justificativas para o aumento de contratações.

"Além das facilidades de pagamento, temos muito mais gente trabalhando e com mais renda”. Quando aumenta o número de compradores, aumenta também o de vendedores.

Oportunidades - Cerca de 30% das pessoas que começam a trabalhar como temporários são efetivadas. É o que aponta a pesquisa feita pela Alshop. “No comércio este é o melhor período para se encontrar emprego”, afirma Idelfonso. A efetivação, na maioria dos casos, só depende do rendimento do empregado.

A loja da Via Uno, no Shopping ABC Plaza, irá contratar em novembro cinco novos funcionários temporários, todos com chances de efetivação.

"É nesse período que fazemos a renovação do quadro de empregados. Quem entra está cheio de pique”, afirma o gerente de produtos da franquia São Paulo da Via Uno.

Já a Loja Nivaldir, do Shopping ABC irá contratar 15 pessoas até o fim do ano. Quem procura uma vaga temporária deve consultar os sites dos shoppings ou entregar os currículos pessoalmente nas lojas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Shoppings contratam 1.370 temporários

Cristiane Bomfim
Do Diário do Grande ABC

16/09/2007 | 07:07


Até dezembro, as lojas dos 640 shoppings do País irão oferecer 93 mil vagas de empregos temporários. Um crescimento de 10% em relação ao ano passado, quando o número de vagas chegou a 84,4 mil. No Grande ABC, a estimativa é que os quatro shoppings criem pelo menos 1.370 oportunidades neste mesmo período.

O Shopping ABC Plaza, em Santo André é o que oferece mais vagas: 700 até o final do ano, seguido pelo Metrópole, com 600. As funções variam entre atendentes, operadores de caixa e repositores.

A duração do contrato, em geral, é de três meses, mas pode variar de loja para loja. O Shopping Mauá não forneceu os dados.

"As contratações são para o período de Natal e se estendem, normalmente, até janeiro para as vendas de liquidação”, explica o diretor de relações institucionais da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), Luís Augusto Ildefonso da Silva.

Ele atribui o aumento à construção de novos centros de compra – em 2006, o País contava com 622 shoppings, 18 a menos que neste ano _ e à melhoria da condição financeira da população.

Para o professor de economia da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica), Claudemir Galvani, o crescimento econômico do País, a queda do desemprego e as facilidades no crédito são as principais justificativas para o aumento de contratações.

"Além das facilidades de pagamento, temos muito mais gente trabalhando e com mais renda”. Quando aumenta o número de compradores, aumenta também o de vendedores.

Oportunidades - Cerca de 30% das pessoas que começam a trabalhar como temporários são efetivadas. É o que aponta a pesquisa feita pela Alshop. “No comércio este é o melhor período para se encontrar emprego”, afirma Idelfonso. A efetivação, na maioria dos casos, só depende do rendimento do empregado.

A loja da Via Uno, no Shopping ABC Plaza, irá contratar em novembro cinco novos funcionários temporários, todos com chances de efetivação.

"É nesse período que fazemos a renovação do quadro de empregados. Quem entra está cheio de pique”, afirma o gerente de produtos da franquia São Paulo da Via Uno.

Já a Loja Nivaldir, do Shopping ABC irá contratar 15 pessoas até o fim do ano. Quem procura uma vaga temporária deve consultar os sites dos shoppings ou entregar os currículos pessoalmente nas lojas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;