Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Banco do Brasil investe em linha própria de crédito imobiliário


Tauana Marin
Do Diário do Grande ABC

16/09/2007 | 07:03


O Banco do Brasil lança no final de outubro seu próprio financiamento imobiliário. O produto será disponibilizado somente no Estado de São Paulo.

Atualmente, o empréstimo destinado para imóveis é fornecido pela Poupex (Associação de Poupança e Empréstimo da Fundação Habitacional do Exército).

"O lançamento em São Paulo será um projeto piloto, mas a expectativa é disponibilizar nosso próprio financiamento para todo o País até o final do ano”, explica o diretor executivo de novos negócios do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli.

A idéia é oferecer esse produto para novos e antigos clientes, além de entrar na concorrência do mercado, que a cada dia está mais competitivo e ascendente.

Crescimento - Segundo o diretor, o mercado imobiliário nacional tem crescido muito. De janeiro a julho deste ano foram liberados R$ 8,5 bilhões em operações de financiamento de imóveis derivados dos recursos da poupança. Ou seja, apontou crescimento de 71,8% se comparado ao mesmo período do ano passado.

"Oferecer esse tipo de serviço para nossos clientes, dentre todos os produtos é nossa obrigação”, afirma Caffarelli.

A princípio, os prazos para financiamento serão de até 20 anos, com taxas pré e pós-fixadas, feitas pelo SFH (Sistema Financeiro da Habitação).

Caffarelli explica que, inicialmente, as pessoas físicas para fazer um empréstimo imobiliário de um imóvel no valor de R$ 60 mil, aproximadamente, precisam ter renda mínima mensal de R$ 1.200.

"Faremos a análise de crédito para que o cliente não comprometa mais do que 30% de sua renda e consiga, assim, pagar as parcelas”, ressalta.

O diretor executivo de novos negócios da instituição afirma que ainda é muito cedo para prevê o quanto o financiamento próprio do banco vai girar no primeiro momento, mas promete que as condições serão bem atrativas para o consumidor.

Parceria - O gerente executivo da área de crédito imobiliário da instituição, Denilson Molina, explica que mesmo com o lançamento de um financiamento próprio, a Poupex, que vem atendendo os clientes do banco, manterá a oferta de seus serviços paralelamente. O financiamento de imóveis continuará a ser feitos nas agências do Banco do Brasil.

"Vamos trabalhar em parceria, simultaneamente. Porém, cada um com a sua oferta, sua taxa, seus prazos e condições”, diz Molina. Atualmente, a Poupex destina 65% de seus recursos para o crédito imobiliário.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Banco do Brasil investe em linha própria de crédito imobiliário

Tauana Marin
Do Diário do Grande ABC

16/09/2007 | 07:03


O Banco do Brasil lança no final de outubro seu próprio financiamento imobiliário. O produto será disponibilizado somente no Estado de São Paulo.

Atualmente, o empréstimo destinado para imóveis é fornecido pela Poupex (Associação de Poupança e Empréstimo da Fundação Habitacional do Exército).

"O lançamento em São Paulo será um projeto piloto, mas a expectativa é disponibilizar nosso próprio financiamento para todo o País até o final do ano”, explica o diretor executivo de novos negócios do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli.

A idéia é oferecer esse produto para novos e antigos clientes, além de entrar na concorrência do mercado, que a cada dia está mais competitivo e ascendente.

Crescimento - Segundo o diretor, o mercado imobiliário nacional tem crescido muito. De janeiro a julho deste ano foram liberados R$ 8,5 bilhões em operações de financiamento de imóveis derivados dos recursos da poupança. Ou seja, apontou crescimento de 71,8% se comparado ao mesmo período do ano passado.

"Oferecer esse tipo de serviço para nossos clientes, dentre todos os produtos é nossa obrigação”, afirma Caffarelli.

A princípio, os prazos para financiamento serão de até 20 anos, com taxas pré e pós-fixadas, feitas pelo SFH (Sistema Financeiro da Habitação).

Caffarelli explica que, inicialmente, as pessoas físicas para fazer um empréstimo imobiliário de um imóvel no valor de R$ 60 mil, aproximadamente, precisam ter renda mínima mensal de R$ 1.200.

"Faremos a análise de crédito para que o cliente não comprometa mais do que 30% de sua renda e consiga, assim, pagar as parcelas”, ressalta.

O diretor executivo de novos negócios da instituição afirma que ainda é muito cedo para prevê o quanto o financiamento próprio do banco vai girar no primeiro momento, mas promete que as condições serão bem atrativas para o consumidor.

Parceria - O gerente executivo da área de crédito imobiliário da instituição, Denilson Molina, explica que mesmo com o lançamento de um financiamento próprio, a Poupex, que vem atendendo os clientes do banco, manterá a oferta de seus serviços paralelamente. O financiamento de imóveis continuará a ser feitos nas agências do Banco do Brasil.

"Vamos trabalhar em parceria, simultaneamente. Porém, cada um com a sua oferta, sua taxa, seus prazos e condições”, diz Molina. Atualmente, a Poupex destina 65% de seus recursos para o crédito imobiliário.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;