Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Steve Nash defende o amigo Leandrinho das críticas



30/06/2008 | 07:07


O armador canadense Steve Nash, do Phoenix Suns, não imaginava que a partida de futebol de caridade que organizou na última quarta-feira, em Nova York, nos Estados Unidos, fosse provocar polêmica no Brasil. Ele condenou as críticas que o ala-armador Leandrinho, seu amigo e companheiro de equipe, recebeu por ter participado do evento mesmo com a lesão no joelho que o levou a pedir dispensa da Seleção Brasileira de Basquete.

"É realmente uma bobagem criticá-lo por isso. Ele deu um pouco de seu tempo para ajudar crianças carentes. Há uma grande diferença entre disputar uma partida beneficente de futebol para as crianças e jogar basquete em alto nível por dois meses para a seleção", disse Nash.

Segundo o canadense, Leandrinho participou no máximo por 20 minutos da partida e médicos do Suns estavam presentes. O jogo, batizado Showdown in Chinatown reuniu astros da NBA, como os armadores Jason Kidd e Baron Davis, e do futebol, como o atacante do Barcelona Thierry Henry.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Steve Nash defende o amigo Leandrinho das críticas


30/06/2008 | 07:07


O armador canadense Steve Nash, do Phoenix Suns, não imaginava que a partida de futebol de caridade que organizou na última quarta-feira, em Nova York, nos Estados Unidos, fosse provocar polêmica no Brasil. Ele condenou as críticas que o ala-armador Leandrinho, seu amigo e companheiro de equipe, recebeu por ter participado do evento mesmo com a lesão no joelho que o levou a pedir dispensa da Seleção Brasileira de Basquete.

"É realmente uma bobagem criticá-lo por isso. Ele deu um pouco de seu tempo para ajudar crianças carentes. Há uma grande diferença entre disputar uma partida beneficente de futebol para as crianças e jogar basquete em alto nível por dois meses para a seleção", disse Nash.

Segundo o canadense, Leandrinho participou no máximo por 20 minutos da partida e médicos do Suns estavam presentes. O jogo, batizado Showdown in Chinatown reuniu astros da NBA, como os armadores Jason Kidd e Baron Davis, e do futebol, como o atacante do Barcelona Thierry Henry.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;