Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Impasse deixa 300 aposentados sem convênio médico na região


Isis Correia
Do Diário do Grande ABC

16/06/2008 | 07:02


Pelo menos 300 aposentados da região podem ficar sem convênio médico por conta de um impasse entre a Associação dos Trabalhadores Aposentados e Pensionistas do Grande ABC e a empresa Amesp Saúde, hoje sob a marca Medial.

De acordo com a associação, a empresa cancelou o contrato há cerca de um mês. A Amesp, por sua vez, informou que convênio e entidade não chegaram a um acordo para continuar o contrato e não esclareceu quem o rescindiu. "Fizemos o plano Amesp em 1998. Um ano e meio depois, o convênio já queria rescindir o contrato com a associação alegando prejuízo, ou seja, o que os associados pagavam não cobria tudo o que usavam", explica a gerente administrativa da associação, Meire Martine.

Segundo Meire, naquela época, a Justiça concedeu uma liminar obrigando a continuidade dos serviços do convênio para os associados, a maioria idosos.

A decisão beneficiou pessoas como a aposentada Irene Tranchetti Iurescia, 80 anos, de Santo André.

"Minha mãe tem Mal de Parkinson e quatro estentes no coração (pequena mola colocada na artéria para desobstrução). Ela não tem condições de entrar em um novo convênio, pois existe carência", reclama a filha de Irene, a dona de casa Fiorella Iurescia Quintieri, 50 anos.

De acordo com a Amesp, a Associação dos Aposentados foi avisada com antecedência do cancelamento do plano, mas não informou os associados. Segundo a gerente administrativa da associação, foi o convênio que desfez o contrato.

De acordo com a assistente de direção do Procon- Mauá, Marcia Antico Barbosa, caso o convênio tenha rescindido contrato, os beneficiários devem pedir para que a associação entre na Justiça novamente pedindo a continuação dos serviços.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Impasse deixa 300 aposentados sem convênio médico na região

Isis Correia
Do Diário do Grande ABC

16/06/2008 | 07:02


Pelo menos 300 aposentados da região podem ficar sem convênio médico por conta de um impasse entre a Associação dos Trabalhadores Aposentados e Pensionistas do Grande ABC e a empresa Amesp Saúde, hoje sob a marca Medial.

De acordo com a associação, a empresa cancelou o contrato há cerca de um mês. A Amesp, por sua vez, informou que convênio e entidade não chegaram a um acordo para continuar o contrato e não esclareceu quem o rescindiu. "Fizemos o plano Amesp em 1998. Um ano e meio depois, o convênio já queria rescindir o contrato com a associação alegando prejuízo, ou seja, o que os associados pagavam não cobria tudo o que usavam", explica a gerente administrativa da associação, Meire Martine.

Segundo Meire, naquela época, a Justiça concedeu uma liminar obrigando a continuidade dos serviços do convênio para os associados, a maioria idosos.

A decisão beneficiou pessoas como a aposentada Irene Tranchetti Iurescia, 80 anos, de Santo André.

"Minha mãe tem Mal de Parkinson e quatro estentes no coração (pequena mola colocada na artéria para desobstrução). Ela não tem condições de entrar em um novo convênio, pois existe carência", reclama a filha de Irene, a dona de casa Fiorella Iurescia Quintieri, 50 anos.

De acordo com a Amesp, a Associação dos Aposentados foi avisada com antecedência do cancelamento do plano, mas não informou os associados. Segundo a gerente administrativa da associação, foi o convênio que desfez o contrato.

De acordo com a assistente de direção do Procon- Mauá, Marcia Antico Barbosa, caso o convênio tenha rescindido contrato, os beneficiários devem pedir para que a associação entre na Justiça novamente pedindo a continuação dos serviços.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;