Fechar
Publicidade

Sábado, 30 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Plano contra coronavírus não inclui socorro a grandes empresas e bancos no México



06/04/2020 | 13:03


O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, anunciou nesta segunda-feira, 6, um plano de emergência para lidar com os impactos econômicos do coronavírus, calcado na ampliação de programas sociais e em investimento público para fomentar o emprego. Em discurso na Cidade do México, López Obrador afirmou que o projeto não incluirá socorro a grandes empresas ou bancos. "O resgate será do povo", disse.

Ele destacou que o objetivo é gerar dois milhões de postos de trabalho e permitir assistência financeira a 22 milhões de pessoas. "A recuperação econômica começará em breve, com a seguinte fórmula: aumentar do investimento público destinado à criação de empregos e outorgar concessão d crédito a pequenas empresas familiares", disse.

López Obrador também pediu ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional (FMI) a implementação de um novo Plano Marshall para economias emergentes, em referência ao projeto lançado pelos Estados Unidos para a reconstrução da Europa após o fim da Segunda Guerra Mundial.

Criticado por ter minimizado a pandemia de covid-19, o líder mexicano moderou o tom nos últimos dias. "Estou seguro de que, em breve, vou convocar o povo do México a dar abraços em praças públicas, porque vamos sair de novo às ruas, sem medo", disse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Plano contra coronavírus não inclui socorro a grandes empresas e bancos no México


06/04/2020 | 13:03


O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, anunciou nesta segunda-feira, 6, um plano de emergência para lidar com os impactos econômicos do coronavírus, calcado na ampliação de programas sociais e em investimento público para fomentar o emprego. Em discurso na Cidade do México, López Obrador afirmou que o projeto não incluirá socorro a grandes empresas ou bancos. "O resgate será do povo", disse.

Ele destacou que o objetivo é gerar dois milhões de postos de trabalho e permitir assistência financeira a 22 milhões de pessoas. "A recuperação econômica começará em breve, com a seguinte fórmula: aumentar do investimento público destinado à criação de empregos e outorgar concessão d crédito a pequenas empresas familiares", disse.

López Obrador também pediu ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional (FMI) a implementação de um novo Plano Marshall para economias emergentes, em referência ao projeto lançado pelos Estados Unidos para a reconstrução da Europa após o fim da Segunda Guerra Mundial.

Criticado por ter minimizado a pandemia de covid-19, o líder mexicano moderou o tom nos últimos dias. "Estou seguro de que, em breve, vou convocar o povo do México a dar abraços em praças públicas, porque vamos sair de novo às ruas, sem medo", disse.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;