Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Capacidade instalada da indústria segue estável



31/10/2010 | 06:59


O Nuci (Nível de Utilização da Capacidade Instalada) da indústria de transformação fechou outubro em 85,2%, de acordo com sondagem feita pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) com 1.191 empresas. O coordenador da pesquisa, Aloísio Campelo, diz que este indicador tem permanecido neste patamar desde agosto, quando fechou em 84,9%. Em setembro ficou em 85% e agora em outubro chegou a 85,2%.

O que está por trás desta relativa estabilidade do Nuci, de acordo com o coordenador da FGV, é a retomada dos investimentos na expansão da capacidade capitaneada pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). "Houve uma onda de investimentos em expansão de capacidade", afirma Campelo. Segundo ele, nos últimos cinco meses a média móvel trimestral do Nuci tem oscilado ao redor de 85%, ratificando a estabilidade.

CONFIANÇA
O ICI (Índice de Confiança da Indústria) elevou-se em 0,5% na passagem de setembro para outubro, de 113,4 pontos para 114 pontos numa escala que varia de zero a 200 pontos. Os indicadores já descontam os efeitos sazonais.

Esta foi a segunda alta consecutiva do ICI, após três meses em queda. E o avanço registrado em outubro, de acordo com Campelo, ocorreu por conta, principalmente, das expectativas mais otimistas com relação aos meses seguintes. Para o coordenador, após a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e a volta da cobrança integral do tributo, os fatores industriais estão voltando a se comportar dentro da normalidade.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Capacidade instalada da indústria segue estável


31/10/2010 | 06:59


O Nuci (Nível de Utilização da Capacidade Instalada) da indústria de transformação fechou outubro em 85,2%, de acordo com sondagem feita pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) com 1.191 empresas. O coordenador da pesquisa, Aloísio Campelo, diz que este indicador tem permanecido neste patamar desde agosto, quando fechou em 84,9%. Em setembro ficou em 85% e agora em outubro chegou a 85,2%.

O que está por trás desta relativa estabilidade do Nuci, de acordo com o coordenador da FGV, é a retomada dos investimentos na expansão da capacidade capitaneada pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). "Houve uma onda de investimentos em expansão de capacidade", afirma Campelo. Segundo ele, nos últimos cinco meses a média móvel trimestral do Nuci tem oscilado ao redor de 85%, ratificando a estabilidade.

CONFIANÇA
O ICI (Índice de Confiança da Indústria) elevou-se em 0,5% na passagem de setembro para outubro, de 113,4 pontos para 114 pontos numa escala que varia de zero a 200 pontos. Os indicadores já descontam os efeitos sazonais.

Esta foi a segunda alta consecutiva do ICI, após três meses em queda. E o avanço registrado em outubro, de acordo com Campelo, ocorreu por conta, principalmente, das expectativas mais otimistas com relação aos meses seguintes. Para o coordenador, após a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e a volta da cobrança integral do tributo, os fatores industriais estão voltando a se comportar dentro da normalidade.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;