Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Manifestantes protestam por moradias populares

Marina Brandão/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Associação exige liberação para obras em terreno no Ferrazópolis


Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

11/06/2014 | 07:00


Cerca de 150 pessoas protestaram na tarde de ontem em frente ao prédio da Prefeitura de São Bernardo para reivindicar a construção de moradias populares. O grupo é ligado à Associação Oeste, entidade de Diadema que reúne moradores de locais em situações de vulnerabilidade social.

Apesar de a associação ser de Diadema, a entidade adquiriu, há cerca de dez anos, terreno de aproximadamente 19 mil metros quadrados no bairro Ferrazópolis, em São Bernardo, para construção de moradias populares para 450 famílias, por meio do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal. Quem responde pela entidade é Manoel Boni.

“Para que o empreendimento possa ser construído, a Prefeitura precisa aprovar o projeto. Eles sempre nos deram diretrizes do que deveria ser alterado para que a aprovação fosse feita. Fizemos as modificações solicitadas, mas cada vez colocam mais regras”, afirma uma das manifestantes, a psicóloga Carla Macedo Ricoboni, 33 anos.

Conforme a associação, a Caixa Econômica Federal teria manifestado estar de acordo com a liberação do recurso, mas que a verba só pode ser transferida de fato depois de resolvidos os trâmites com o município.

A entidade protesta também contra o recebimento de oito multas referentes a cuidados com a manutenção do terreno. “Recebemos oito autuações, sendo que não nos deixam construir nada ali há dez anos”, acrescenta. Comissão de moradores foi atendida pela Prefeitura, que teria prometido estudar a demanda e retornar até o feriado de Corpus Christi.

A Caixa assegura que, em São Bernardo, apenas dois contratos do Minha Casa, Minha Vida Entidades foram assinados, para construção dos condomínios Frei Betto e Nelson Mandela, que juntos somarão 800 unidades habitacionais. O banco não informou se o empreendimento do Ferrazópolis está em análise. A Prefeitura foi procurada, mas não se manifestou até o fechamento desta edição.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;