Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

PF deflagra operação contra tráfico de animais silvestres com desdobramento em Diadema

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Considerado um dos maiores traficantes de animais do País, Zé do Bode foi preso nesta manhã; estão sendo cumpridos 14 mandados de prisão preventiva e 17 mandados de busca e apreensão


Da Redação

04/12/2020 | 10:14


A Polícia Federal de São Paulo, em parceria com o Ibama e a Polícia Ambiental, deflagrou na manhã desta sexta-feira (4) a operação Urutau 2, que tem por objetivo desarticular uma quadrilha especializada no tráfico de animais silvestres. A ação ocorre nos estados de São Paulo - com desdobramento em Diadema -, Mato Grosso do Sul, Paraná e Pernambuco. Ao todo, estão sendo cumpridos 14 mandados de prisão preventiva e 17 mandados de busca e apreensão

Centenas de animais eram mantidos em cativeiro e comercializados, inclusive os que têm risco de extinção: arara-azul, arara-vermelha, ararajuba, jabuti-piranga, jacará, macaco-prego, sagui de tufos brancos, saíra-pintor e tucano toco. Um dos presos, Roberto Augusto Martinez Filho, conhecido como “Zé do Bode”, é apontado por agentes da Polícia Federal e da Polícia Ambiental como um dos maiores traficantes de animais silvestres do Brasil. Ele usa redes sociais para vender animais e já tinha sido preso em agosto do ano passado após ser flagrado com um casal de macacos, mas estava em liberdade.

A primeira fase da operação ocorreu em 23 de maio de 2019. Na ocasião, nove pessoas foram presas e cerca de 350 animais mantidos em cativeiro apreendidos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PF deflagra operação contra tráfico de animais silvestres com desdobramento em Diadema

Considerado um dos maiores traficantes de animais do País, Zé do Bode foi preso nesta manhã; estão sendo cumpridos 14 mandados de prisão preventiva e 17 mandados de busca e apreensão

Da Redação

04/12/2020 | 10:14


A Polícia Federal de São Paulo, em parceria com o Ibama e a Polícia Ambiental, deflagrou na manhã desta sexta-feira (4) a operação Urutau 2, que tem por objetivo desarticular uma quadrilha especializada no tráfico de animais silvestres. A ação ocorre nos estados de São Paulo - com desdobramento em Diadema -, Mato Grosso do Sul, Paraná e Pernambuco. Ao todo, estão sendo cumpridos 14 mandados de prisão preventiva e 17 mandados de busca e apreensão

Centenas de animais eram mantidos em cativeiro e comercializados, inclusive os que têm risco de extinção: arara-azul, arara-vermelha, ararajuba, jabuti-piranga, jacará, macaco-prego, sagui de tufos brancos, saíra-pintor e tucano toco. Um dos presos, Roberto Augusto Martinez Filho, conhecido como “Zé do Bode”, é apontado por agentes da Polícia Federal e da Polícia Ambiental como um dos maiores traficantes de animais silvestres do Brasil. Ele usa redes sociais para vender animais e já tinha sido preso em agosto do ano passado após ser flagrado com um casal de macacos, mas estava em liberdade.

A primeira fase da operação ocorreu em 23 de maio de 2019. Na ocasião, nove pessoas foram presas e cerca de 350 animais mantidos em cativeiro apreendidos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;