Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Bilhetes múltiplos do metrô sobem a partir de domingo


Do Diário OnLine

27/08/2003 | 11:06


As tarifas dos bilhetes múltiplos de dois e de dez do Metrô de São Paulo vão subir a partir da zero hora de domingo. O último reajuste ocorreu há sete meses.

O valor do bilhete múltiplo de dez sobe de R$ 15,50 para R$ 17, enquanto o múltiplo de dois passa de R$ 3,40 para R$ 3,60. Os aumentos são de 9,68% e 5,88%, respectivamente.

O aumento, segundo o Metrô, é na verdade uma redução do desconto das passagens, oferecido quando o usuário compra um número maior de bilhetes. Com isso, o preço da passagem unitária usado como base para o cálculo passa de R$ 1,55 para R$ 1,70.

O presidente do Metrô, Luiz Carlos Frayze David, esclareceu em entrevista à Rádio CBN que o aumento visa adequar o orçamento às despesas como manutenção, limpeza e folha de pagamento. Esta última, segundo ele, deve consumir R$ 45 milhões até o fim do ano, enquanto o aumento deve elevar em R$ 2 milhões o caixa da organização.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bilhetes múltiplos do metrô sobem a partir de domingo

Do Diário OnLine

27/08/2003 | 11:06


As tarifas dos bilhetes múltiplos de dois e de dez do Metrô de São Paulo vão subir a partir da zero hora de domingo. O último reajuste ocorreu há sete meses.

O valor do bilhete múltiplo de dez sobe de R$ 15,50 para R$ 17, enquanto o múltiplo de dois passa de R$ 3,40 para R$ 3,60. Os aumentos são de 9,68% e 5,88%, respectivamente.

O aumento, segundo o Metrô, é na verdade uma redução do desconto das passagens, oferecido quando o usuário compra um número maior de bilhetes. Com isso, o preço da passagem unitária usado como base para o cálculo passa de R$ 1,55 para R$ 1,70.

O presidente do Metrô, Luiz Carlos Frayze David, esclareceu em entrevista à Rádio CBN que o aumento visa adequar o orçamento às despesas como manutenção, limpeza e folha de pagamento. Esta última, segundo ele, deve consumir R$ 45 milhões até o fim do ano, enquanto o aumento deve elevar em R$ 2 milhões o caixa da organização.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;