Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

A força venceu a técnica

Corinthians elimina Santos e chega à decisão


Especial para o Diário

22/06/2012 | 00:00


Ninguém pode negar méritos ao Corinthians por ter eliminado o Santos e chegado à final da Libertadores. Apesar do pragmatismo do futebol, onde o conjunto prevalece, o time de Tite foi mais competente que o Santos.

Esperava-se que o talento de Neymar & Cia imperasse novamente. Mas o time de Muricy não soube vencer o obstáculo. No primeiro jogo esse futebol força também mostrou técnica e brilho. Foram dois jogos semelhantes à decisão europeia. A técnica do Barcelona acabou superada pelo conjunto e eficiência do Chelsea. Para quem gosta do futebol de resultados, isso é um prato cheio.

Não se condene Santos e Barcelona. Mesmo perdendo, a técnica dos grupos é insuperável. Pelo menos para o espetáculo. Vamos aplaudir Corinthians e Chelsea. Afinal, são as suas torcidas que estão sorrindo e felizes.

 

FORÇA E TÉCNICA  

 

O Coritiba conseguiu aliar estas duas qualidades e fez o dever de casa. Desclassificou o São Paulo e vai decidir a Copa do Brasil pela segunda vez. Além da vitória merecida e convincente de quarta-feira, é bom lembrar que o Tricolor, apesar de ter vencido no Morumbi, levou grande sufoco do adversário.

Desconfiava-se que a missão são-paulina seria muito difícil. Agora a chance de voltar à Libertadores é ficar entre os primeiros no Brasileiro.

 

BELO EXEMPLO

Londres acaba de anunciar que os Jogos Olímpicos custarão menos que o previsto pelo orçamento realizado em 2007.

O valor orçado estipulava gastos no valor de 9,3 bilhões de libras (R$ 29,8 bilhões). De acordo com o anúncio sobrarão 476 milhões de libras ( R$ 1,5 bilhão). O dinheiro excedente será devolvido aos cofres públicos.

Os ingleses estão orgulhosos e afirmam que ficou provado que o país não só pode fazer grande evento para o mundo assistir, mas que também pode entregar grandes projetos de construção no tempo e no orçamento planejado. 

 

A notícia soa estranha para os brasileiros. Estamos acostumados, nos últimos tempos, a ouvir que qualquer projeto bancado pelo governo estoura a previsão e acaba mais caro.

As obras para os Jogos Pan-Americanos de 2007, os estádios para a Copa do Mundo de 2014 e muitas verbas destinadas para entidades esportivas são reprovadas pelo Tribunal de Contas da União. Até hoje não se conhece nenhuma punição pela má gestão. 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

A força venceu a técnica

Corinthians elimina Santos e chega à decisão

Especial para o Diário

22/06/2012 | 00:00


Ninguém pode negar méritos ao Corinthians por ter eliminado o Santos e chegado à final da Libertadores. Apesar do pragmatismo do futebol, onde o conjunto prevalece, o time de Tite foi mais competente que o Santos.

Esperava-se que o talento de Neymar & Cia imperasse novamente. Mas o time de Muricy não soube vencer o obstáculo. No primeiro jogo esse futebol força também mostrou técnica e brilho. Foram dois jogos semelhantes à decisão europeia. A técnica do Barcelona acabou superada pelo conjunto e eficiência do Chelsea. Para quem gosta do futebol de resultados, isso é um prato cheio.

Não se condene Santos e Barcelona. Mesmo perdendo, a técnica dos grupos é insuperável. Pelo menos para o espetáculo. Vamos aplaudir Corinthians e Chelsea. Afinal, são as suas torcidas que estão sorrindo e felizes.

 

FORÇA E TÉCNICA  

 

O Coritiba conseguiu aliar estas duas qualidades e fez o dever de casa. Desclassificou o São Paulo e vai decidir a Copa do Brasil pela segunda vez. Além da vitória merecida e convincente de quarta-feira, é bom lembrar que o Tricolor, apesar de ter vencido no Morumbi, levou grande sufoco do adversário.

Desconfiava-se que a missão são-paulina seria muito difícil. Agora a chance de voltar à Libertadores é ficar entre os primeiros no Brasileiro.

 

BELO EXEMPLO

Londres acaba de anunciar que os Jogos Olímpicos custarão menos que o previsto pelo orçamento realizado em 2007.

O valor orçado estipulava gastos no valor de 9,3 bilhões de libras (R$ 29,8 bilhões). De acordo com o anúncio sobrarão 476 milhões de libras ( R$ 1,5 bilhão). O dinheiro excedente será devolvido aos cofres públicos.

Os ingleses estão orgulhosos e afirmam que ficou provado que o país não só pode fazer grande evento para o mundo assistir, mas que também pode entregar grandes projetos de construção no tempo e no orçamento planejado. 

 

A notícia soa estranha para os brasileiros. Estamos acostumados, nos últimos tempos, a ouvir que qualquer projeto bancado pelo governo estoura a previsão e acaba mais caro.

As obras para os Jogos Pan-Americanos de 2007, os estádios para a Copa do Mundo de 2014 e muitas verbas destinadas para entidades esportivas são reprovadas pelo Tribunal de Contas da União. Até hoje não se conhece nenhuma punição pela má gestão. 

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;