Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Recados que vêm das ruas

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Manifestações de 2013 servem de base para a nova série ‘Plano Alto’, da Rede Record, que estreia hoje, às 23h30


Gustavo Cipriano
especial para o Diário

30/09/2014 | 07:07


Junho de 2013 foi um mês que marcou a luta por todos os direitos dos brasileiros e que foi perdendo força com o tempo. Será que uma súbita revolta pelos tais R$ 0,20 acabou assim que os mesmos foram revogados? Esta pergunta é capaz de ficar um bom tempo sem resposta. O que é certo é que aquelas manifestações do ano passado fizeram história ao dar aula de cidadania.

É este cenário que o novo seriado da Rede Record pretende trazer para as telinhas de todo o Brasil. Plano Alto, que estreia hoje às 23h30, buscará – em 12 capítulos – envolver o telespectador em trama que conta a revolta dos eleitores em meio a acusações de corrupção do governo e a sede dos partidos de oposição por um lugar no poder.

Toda a história acontece em torno de Guido Flores (Gracindo Júnior), governador do Rio de Janeiro. Ameaçado por uma CPI instaurada pela oposição, o carioca repensa até o último segundo o seu comparecimento na comissão.
Enquanto isso, ele tem de lidar com a população revoltada, que vai às sedes de órgãos governamentais protestar contra o seu governo. Grupos com alguns integrantes mascarados tentam invadir prédios como o da Arrecadação Federal, enquanto gritam diversas palavras de ordem.

Plano Alto terá exibições de terça a sexta, e deve durar três semanas. O seu lançamento acontece justamente durante a corrida eleitoral, já que o pleito está marcado para o domingo, dia 5. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Recados que vêm das ruas

Manifestações de 2013 servem de base para a nova série ‘Plano Alto’, da Rede Record, que estreia hoje, às 23h30

Gustavo Cipriano
especial para o Diário

30/09/2014 | 07:07


Junho de 2013 foi um mês que marcou a luta por todos os direitos dos brasileiros e que foi perdendo força com o tempo. Será que uma súbita revolta pelos tais R$ 0,20 acabou assim que os mesmos foram revogados? Esta pergunta é capaz de ficar um bom tempo sem resposta. O que é certo é que aquelas manifestações do ano passado fizeram história ao dar aula de cidadania.

É este cenário que o novo seriado da Rede Record pretende trazer para as telinhas de todo o Brasil. Plano Alto, que estreia hoje às 23h30, buscará – em 12 capítulos – envolver o telespectador em trama que conta a revolta dos eleitores em meio a acusações de corrupção do governo e a sede dos partidos de oposição por um lugar no poder.

Toda a história acontece em torno de Guido Flores (Gracindo Júnior), governador do Rio de Janeiro. Ameaçado por uma CPI instaurada pela oposição, o carioca repensa até o último segundo o seu comparecimento na comissão.
Enquanto isso, ele tem de lidar com a população revoltada, que vai às sedes de órgãos governamentais protestar contra o seu governo. Grupos com alguns integrantes mascarados tentam invadir prédios como o da Arrecadação Federal, enquanto gritam diversas palavras de ordem.

Plano Alto terá exibições de terça a sexta, e deve durar três semanas. O seu lançamento acontece justamente durante a corrida eleitoral, já que o pleito está marcado para o domingo, dia 5. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;