Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Erro técnico e humano podem ter causado queda de avião russo


Das Agências

29/07/2002 | 10:50


A comissão investigadora do acidente de um avião de passageiros Iliushin-86, que causou neste domingo a morte de 14 de seus 16 tripulantes, reconheceu nesta segunda-feira que a tragédia pode ter sido causada por um erro técnico e por erro do piloto.

Um porta-voz da comissão disse que os técnicos começaram a decifrar as gravações das três caixas pretas recuperadas em uma tentativa de identificar as causas ao longo do dia, informou o site Gazeta.ru.

O exame preliminar dos restos do avião evidenciou alguns dados para adiantar que o Il-86 da Pulkovo Airlines explodiu por causa da falha de uma de suas quatro turbinas e por erro do comandante diante da situação imprevista.

Ainda segundo o porta-voz, o avião, que acabava de decolar de Moscou com destino a São Petersburgo com 16 tripulantes a bordo, tinha uma "enorme reserva de capacidade propulsora" por estar vazio. Esta circunstância fez com que "suas turbinas trabalhassem em uma rotatividade acima do normal", ressaltou.

Um erro humano adicional posterior ao erro técnico é investigado porque foi o primeiro acidente nos 22 anos da história dos Il-86 e os pilotos não têm "experiência prática" de como atuar em situações de emergência, acrescentou o porta-voz. O IL-86 caiu no domingo às 11.25 horas GMT (08.25 de Brasília) de uma altura de 200 metros, quando fazia as manobras de decolagem, poucos segundos depois de sair do aeroporto Sheremetievo-1 de Moscou.

Apenas duas aeromoças que estavam na parte de trás do avião sobreviveram e foram internadas, uma delas está em estado grave e a outra com lesões leves. O Iliushin-86, com capacidade para 350 passageiros, entraram em serviço em 1980 e desde então nenhuma das 126 unidades fabricadas tinha causado um acidente fatal. Um vôo de um IL-86, da companhia Sibir, com destino à capital russsa foi impedido de decolar 14 horas depois da tragédia aérea.

As autoridades do aeroporto de Barnaul informaram aos passageiros que o vôo estava atrasado devido a um "erro técnico" detectado durante a manutenção prévia do avião. Ainda neste domingo, um TU-134 com 77 pessoas a bordo procedente de Novosibirsk, na Sibéria, fez uma aterrissagem de emergência no aeroporto de destino, Norilsk, no Ártico, devido a uma falha em uma das turbinas da aeronave.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;