Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 27 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Ministros discutem ampliação de lista de anistiados


Do Diário OnLine

19/09/2003 | 12:54


Os ministros José Dirceu (Casa Civil), Márcio Thomaz Bastos (Justiça), José Viegas (Defesa) e Guido Mantega (Planejamento) se reúnem nesta sexta-feira no Palácio do Planalto para discutir a ampliação da lista de anistiados e do programa de indenizações a pessoas que sofreram sob o regime militar de 1964 a 1985.

No mês passado, o governo provocou polêmica ao recorrer da sentença da Justiça que determinou a abertura dos arquivos das Forças Armada sobre a guerrilha do Araguaia. O conflito envolveu tropas militares e militantes do PcdoB no sul do Pará e no Tocantins no fim dos anos 70. A decisão frustrou as entidades de direitos humanos, que pedem a inclusão de pessoas envolvidas em tal conflito nos programas de indenização do governo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ministros discutem ampliação de lista de anistiados

Do Diário OnLine

19/09/2003 | 12:54


Os ministros José Dirceu (Casa Civil), Márcio Thomaz Bastos (Justiça), José Viegas (Defesa) e Guido Mantega (Planejamento) se reúnem nesta sexta-feira no Palácio do Planalto para discutir a ampliação da lista de anistiados e do programa de indenizações a pessoas que sofreram sob o regime militar de 1964 a 1985.

No mês passado, o governo provocou polêmica ao recorrer da sentença da Justiça que determinou a abertura dos arquivos das Forças Armada sobre a guerrilha do Araguaia. O conflito envolveu tropas militares e militantes do PcdoB no sul do Pará e no Tocantins no fim dos anos 70. A decisão frustrou as entidades de direitos humanos, que pedem a inclusão de pessoas envolvidas em tal conflito nos programas de indenização do governo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;