Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Timão vence o Bahia em Salvador e assume a ponta do Brasileirão


Fernando Cappelli
Do Diário do Grande ABC

30/06/2011 | 00:16


Vitória de líder. O Corinthians derrotou o Bahia ontem, por 1 a 0, no Estádio Pituaçu, e atestou a boa fase que começou com a sonora goleada por 5 a 0 sobre o São Paulo, no domingo. O novo resultado positivo, somado ao tropeço do Tricolor paulista em casa, contra o Botafogo (2 a 0), empurrou o Timão para a ponta do Brasileirão, com 16 pontos, um a mais que o arquirrival.

Em casa, o Bahia não se fez de rogado. Movimentou com eficiência a bola na entrada da área adversária desde os instantes iniciais e ameaçou primeiro aos cinco minutos, após bomba disparada por Júnior, que passou rente à trave do goleiro Júlio César.

Mesmo acuado, o Timão passou a apostar nas jogadas de profundidade para melhorar o volume de jogo. E a tática logo deu certo. Aos 12, Jorge Henrique acionou Liedson na área. O atacante tentou o drible e foi derrubado pelo goleiro Marcelo Lomba. Pênalti anotado e convertido por Chicão no minuto seguinte.

Com a vantagem, o time paulista recuou e passou a jogar mais nos erros dos baianos, com Jorge Henrique no comando da maioria das jogadas de ataque. Os donos da casa não pararam de partir para cima, mas se mostravam ansiosos demais em igualar o placar, principalmente nos momentos de conclusão, e assim a partida foi para o intervalo sem alterações.

Na segunda etapa, os corintianos voltaram com intenção clara de cadenciar o jogo, mas sem perder a ofensividade.

Aos seis, a primeira boa chance: após bate-rebate na área, Willian emendou voleio para fora. Em seguida, os anfitriões quase descontaram com Júnior, que cabeceou com veneno. Júlio César se esticou e salvou o Timão.

Pouco depois, Tite promoveu a estreia do meia Alex com a camisa corintiana. Ele substituiu Danilo. O panorama do jogo não mudou muito até os 25 minutos, quando o Bahia resolveu se mandar de vez ao ataque com insistentes cruzamentos e chutes à longa distância.

No lance mais polêmico, aos 36, Marcos cruzou e Fahel marcou de cabeça. Mas o gol foi invalidado por marcação de impedimento do volante baiano.

No restante, o Timão foi calculista para conter o adversário e garantir a vitória.

 

Vereadores aprovam lei a favor do Fielzão

Por 36 votos a favor e 12 contra, com três abstenções, o plenário da Câmara Municipal de São Paulo aprovou ontem, em primeira votação, o Projeto de Lei 288/2011, de autoria do Executivo, que prevê incentivos fiscais para a construção do estádio do Corinthians, em Itaquera, Zona Leste de São Paulo.

A futura arena corintiana é a única aposta do governo paulista e da prefeitura da Capital para que a cidade receba a abertura da Copa do Mundo de 2014.

O projeto deve agora respeitar um intervalo de 48 horas regimentais para que volte a ser avaliado pelos parlamentares em segunda votação. Hoje, o projeto de lei passa por nova audiência pública para discussão da matéria, a partir das 9h, no salão nobre da Câmara. A segunda votação, defintiva, acontece até amanhã.

O projeto de lei foi feito para criar CID (Certificados de Incentivos ao Desenvolvimento) que, ao serem colocados no mercado, poderão ser recuperados pela prefeitura e, assim, o Corinthians deixaria de pagar cerca de R$ 300 milhões em impostos ao município



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Timão vence o Bahia em Salvador e assume a ponta do Brasileirão

Fernando Cappelli
Do Diário do Grande ABC

30/06/2011 | 00:16


Vitória de líder. O Corinthians derrotou o Bahia ontem, por 1 a 0, no Estádio Pituaçu, e atestou a boa fase que começou com a sonora goleada por 5 a 0 sobre o São Paulo, no domingo. O novo resultado positivo, somado ao tropeço do Tricolor paulista em casa, contra o Botafogo (2 a 0), empurrou o Timão para a ponta do Brasileirão, com 16 pontos, um a mais que o arquirrival.

Em casa, o Bahia não se fez de rogado. Movimentou com eficiência a bola na entrada da área adversária desde os instantes iniciais e ameaçou primeiro aos cinco minutos, após bomba disparada por Júnior, que passou rente à trave do goleiro Júlio César.

Mesmo acuado, o Timão passou a apostar nas jogadas de profundidade para melhorar o volume de jogo. E a tática logo deu certo. Aos 12, Jorge Henrique acionou Liedson na área. O atacante tentou o drible e foi derrubado pelo goleiro Marcelo Lomba. Pênalti anotado e convertido por Chicão no minuto seguinte.

Com a vantagem, o time paulista recuou e passou a jogar mais nos erros dos baianos, com Jorge Henrique no comando da maioria das jogadas de ataque. Os donos da casa não pararam de partir para cima, mas se mostravam ansiosos demais em igualar o placar, principalmente nos momentos de conclusão, e assim a partida foi para o intervalo sem alterações.

Na segunda etapa, os corintianos voltaram com intenção clara de cadenciar o jogo, mas sem perder a ofensividade.

Aos seis, a primeira boa chance: após bate-rebate na área, Willian emendou voleio para fora. Em seguida, os anfitriões quase descontaram com Júnior, que cabeceou com veneno. Júlio César se esticou e salvou o Timão.

Pouco depois, Tite promoveu a estreia do meia Alex com a camisa corintiana. Ele substituiu Danilo. O panorama do jogo não mudou muito até os 25 minutos, quando o Bahia resolveu se mandar de vez ao ataque com insistentes cruzamentos e chutes à longa distância.

No lance mais polêmico, aos 36, Marcos cruzou e Fahel marcou de cabeça. Mas o gol foi invalidado por marcação de impedimento do volante baiano.

No restante, o Timão foi calculista para conter o adversário e garantir a vitória.

 

Vereadores aprovam lei a favor do Fielzão

Por 36 votos a favor e 12 contra, com três abstenções, o plenário da Câmara Municipal de São Paulo aprovou ontem, em primeira votação, o Projeto de Lei 288/2011, de autoria do Executivo, que prevê incentivos fiscais para a construção do estádio do Corinthians, em Itaquera, Zona Leste de São Paulo.

A futura arena corintiana é a única aposta do governo paulista e da prefeitura da Capital para que a cidade receba a abertura da Copa do Mundo de 2014.

O projeto deve agora respeitar um intervalo de 48 horas regimentais para que volte a ser avaliado pelos parlamentares em segunda votação. Hoje, o projeto de lei passa por nova audiência pública para discussão da matéria, a partir das 9h, no salão nobre da Câmara. A segunda votação, defintiva, acontece até amanhã.

O projeto de lei foi feito para criar CID (Certificados de Incentivos ao Desenvolvimento) que, ao serem colocados no mercado, poderão ser recuperados pela prefeitura e, assim, o Corinthians deixaria de pagar cerca de R$ 300 milhões em impostos ao município

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;