Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Garoto é morto com seis tiros em Santo André


Kléber Werneck
Do Diário do Grande ABC

14/07/2002 | 18:05


O estudante Édipo Silva Gomes, 13 anos, foi brutalmente assassinado com seis tiros à queima roupa – cinco no tórax e um na cabeça – em frente à casa de sua irmã, na rua Eneida, na Vila Suíça, em Santo André. O crime aconteceu na madrugada deste sábado, mesmo dia em que o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), que defende os direitos de menores, completou 12 anos de existência.

Os motivos do assassinato ainda são misteriosos. Entre os vizinhos e familiares impera a lei do silêncio. O crime aconteceu às 0h45 e os moradores do local garantem não ter visto nada. “Eu já estava na cama e escutei o barulho dos tiros, mas não saí para ver o que era”, disse um dos moradores da rua Eneida que não quis se identificar.

A polícia sabe apenas que Édipo estava chegando na casa de sua irmã quando foi abordado pelo autor. Ele foi baleado próximo ao portão de entrada, ainda tentou fugir e acabou caindo no quintal da residência. Quando a polícia chegou ao local, o adolescente ainda estava vivo, mas inconsciente. Ele foi levado ao Hospital Municipal, mas não resistiu aos ferimentos provocados pelos cinco disparos e morreu.

O caso foi registrado pela equipe de plantão do 1º Distrito Policial de Santo André, boletim de ocorrência número 8.955, mas será investigado pelo 6º DP.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Garoto é morto com seis tiros em Santo André

Kléber Werneck
Do Diário do Grande ABC

14/07/2002 | 18:05


O estudante Édipo Silva Gomes, 13 anos, foi brutalmente assassinado com seis tiros à queima roupa – cinco no tórax e um na cabeça – em frente à casa de sua irmã, na rua Eneida, na Vila Suíça, em Santo André. O crime aconteceu na madrugada deste sábado, mesmo dia em que o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), que defende os direitos de menores, completou 12 anos de existência.

Os motivos do assassinato ainda são misteriosos. Entre os vizinhos e familiares impera a lei do silêncio. O crime aconteceu às 0h45 e os moradores do local garantem não ter visto nada. “Eu já estava na cama e escutei o barulho dos tiros, mas não saí para ver o que era”, disse um dos moradores da rua Eneida que não quis se identificar.

A polícia sabe apenas que Édipo estava chegando na casa de sua irmã quando foi abordado pelo autor. Ele foi baleado próximo ao portão de entrada, ainda tentou fugir e acabou caindo no quintal da residência. Quando a polícia chegou ao local, o adolescente ainda estava vivo, mas inconsciente. Ele foi levado ao Hospital Municipal, mas não resistiu aos ferimentos provocados pelos cinco disparos e morreu.

O caso foi registrado pela equipe de plantão do 1º Distrito Policial de Santo André, boletim de ocorrência número 8.955, mas será investigado pelo 6º DP.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;