Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Dois dias após Sabesp assumir saneamento, moradores voltam a reclamar da falta de água em Sto.André

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Segundo reclamante, moradores do bairro Sacadura Cabral estão sem água há mais de 24 horas


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

13/09/2019 | 13:56


Dois dias após a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) assumir o saneamento em Santo André, moradores da cidade voltaram a ter problemas com falta de água. No bairro Sacadura Cabral, o jornalista aposentado Felipe Braz Gonçalez Sanches, 71 anos, está sem abastecimento desde a quinta-feira. "Temos aqui perto uma espécie de registro geral, que o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) fechava quando precisava de algum tipo de manutenção. Não sei se é isso", explicou o munícipe.

Segundo o reclamante, toda a Rua Paraibuna e o lado ímpar da Rua Rosária estão sem água há mais de 24 horas. "Agora tem que ligar na Sabesp, mas a gente liga, e não resolvem nada. Sobre a Rua Rosária, alegam que não tem problema, mas os vizinhos estão todos sem abastecimento", completou. 

Na Vila Guiomar, os problemas já vêm se arrastando há quase um ano. "Desde quando colocaram uma bomba na Ramos de Azevedo, a gente sofre com isso. Vai dando 21h30, 22h, não tem  mais água. Não enche a caixa, moro no terceiro andar e tenho dificuldades até para tomar banho", reclamou a bancária aposentada Tania Regina Lacerda, 62 anos. "Quando volta, de madrugada, está bem fraca, é um tormento", concluiu.

A Sabesp assumiu oficialmente o serviço de abastecimento de água e coleta e tratamento de esgoto em 11 de setembro. A concessão, por 40 anos, teve o contrato assinado em 31 de julho. A previsão é que sejam investidos R$ 916,7 milhões em troca de redes, combate à perda de água e melhorias em geral, com o objetivo central de eliminar a falta de água - situação que afligiu os moradores de forma bastante ampla no último verão - até o final deste ano.

A Sabesp informou que a interrupção no abastecimento ocorreu por conta de uma manutenção que precisou ser feita na rede. "O problema já foi resolvido e o abastecimento está normalizado", explicou em nota.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dois dias após Sabesp assumir saneamento, moradores voltam a reclamar da falta de água em Sto.André

Segundo reclamante, moradores do bairro Sacadura Cabral estão sem água há mais de 24 horas

Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

13/09/2019 | 13:56


Dois dias após a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) assumir o saneamento em Santo André, moradores da cidade voltaram a ter problemas com falta de água. No bairro Sacadura Cabral, o jornalista aposentado Felipe Braz Gonçalez Sanches, 71 anos, está sem abastecimento desde a quinta-feira. "Temos aqui perto uma espécie de registro geral, que o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) fechava quando precisava de algum tipo de manutenção. Não sei se é isso", explicou o munícipe.

Segundo o reclamante, toda a Rua Paraibuna e o lado ímpar da Rua Rosária estão sem água há mais de 24 horas. "Agora tem que ligar na Sabesp, mas a gente liga, e não resolvem nada. Sobre a Rua Rosária, alegam que não tem problema, mas os vizinhos estão todos sem abastecimento", completou. 

Na Vila Guiomar, os problemas já vêm se arrastando há quase um ano. "Desde quando colocaram uma bomba na Ramos de Azevedo, a gente sofre com isso. Vai dando 21h30, 22h, não tem  mais água. Não enche a caixa, moro no terceiro andar e tenho dificuldades até para tomar banho", reclamou a bancária aposentada Tania Regina Lacerda, 62 anos. "Quando volta, de madrugada, está bem fraca, é um tormento", concluiu.

A Sabesp assumiu oficialmente o serviço de abastecimento de água e coleta e tratamento de esgoto em 11 de setembro. A concessão, por 40 anos, teve o contrato assinado em 31 de julho. A previsão é que sejam investidos R$ 916,7 milhões em troca de redes, combate à perda de água e melhorias em geral, com o objetivo central de eliminar a falta de água - situação que afligiu os moradores de forma bastante ampla no último verão - até o final deste ano.

A Sabesp informou que a interrupção no abastecimento ocorreu por conta de uma manutenção que precisou ser feita na rede. "O problema já foi resolvido e o abastecimento está normalizado", explicou em nota.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;