Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Jereissati diz que 'esforço' é entregar relatório preliminar da reforma na sexta

Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Segundo ele, além da inclusão dos Estados e municípios, há também outros temas no radar



20/08/2019 | 14:54


O relator da reforma da Previdência no Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE), disse nesta terça-feira (20) que o "esforço" é para entregar nesta sexta-feira o relatório preliminar da proposta na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A presidente do grupo, Simone Tebet, já havia dito que era essa a previsão, sendo que a leitura do documento será feita no dia 28.

Segundo Jereissati, além da inclusão dos Estados e municípios por meio de uma proposta de emenda à Constituição paralela, há também outros temas no radar, "sugestões interessantes" que serão analisadas, e que também seriam inseridas na PEC paralela. Perguntado sobre o teor do que poderia ser incluído, o relator disse que não tinha "condições" de dizer. "Vamos analisar juntos com os técnicos do governo e nossa equipe que montamos aqui", afirmou após a primeira audiência pública na CCJ do Senado para debater a reforma da Previdência.

Jereissati também afirmou que a proposta que veio da Câmara dos Deputados é "boa", não significando, no entanto, que seja "perfeita". "Estamos avaliando as imperfeições apontadas pelos painelistas, e tentar corrigir no que for possível", disse.

Perguntado também sobre quando a PEC paralela começaria a tramitar, o senador respondeu que a questão está sendo discutida internamente, mas que, a princípio, a proposta seria desmembrada no plenário do Senado. "Nós vamos apresentar já com essas possíveis imperfeições que nós vamos considerar, vai vir para votação na CCJ, e quando chegar no plenário, se for o caso, algum senador vai pedir destaque", explicou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jereissati diz que 'esforço' é entregar relatório preliminar da reforma na sexta

Segundo ele, além da inclusão dos Estados e municípios, há também outros temas no radar


20/08/2019 | 14:54


O relator da reforma da Previdência no Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE), disse nesta terça-feira (20) que o "esforço" é para entregar nesta sexta-feira o relatório preliminar da proposta na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A presidente do grupo, Simone Tebet, já havia dito que era essa a previsão, sendo que a leitura do documento será feita no dia 28.

Segundo Jereissati, além da inclusão dos Estados e municípios por meio de uma proposta de emenda à Constituição paralela, há também outros temas no radar, "sugestões interessantes" que serão analisadas, e que também seriam inseridas na PEC paralela. Perguntado sobre o teor do que poderia ser incluído, o relator disse que não tinha "condições" de dizer. "Vamos analisar juntos com os técnicos do governo e nossa equipe que montamos aqui", afirmou após a primeira audiência pública na CCJ do Senado para debater a reforma da Previdência.

Jereissati também afirmou que a proposta que veio da Câmara dos Deputados é "boa", não significando, no entanto, que seja "perfeita". "Estamos avaliando as imperfeições apontadas pelos painelistas, e tentar corrigir no que for possível", disse.

Perguntado também sobre quando a PEC paralela começaria a tramitar, o senador respondeu que a questão está sendo discutida internamente, mas que, a princípio, a proposta seria desmembrada no plenário do Senado. "Nós vamos apresentar já com essas possíveis imperfeições que nós vamos considerar, vai vir para votação na CCJ, e quando chegar no plenário, se for o caso, algum senador vai pedir destaque", explicou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;