Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Arafat e Nasrala estão 'na mira', diz chefe das Forças Armadas


Do Diário OnLine
Com Agências

23/03/2004 | 11:58


O chefe das Forças Armadas de Israel, Moshe Yaalon, garantiu que o presidente palestino, Yasser Arafat, e o líder do Hezbollah (grupo xiita libanês), Hassan Nasrala, "entenderam que são os próximos da lista". Nesta terça, o ministro da Segurança Interna israelense, Tsahi Hagegbi, explicou que a lista de líderes marcados para a morte inclui "os que aparecem na televisão".

Segundo disse Tzachi Hanegbi, nenhum líder palestino está imune a sofrer um ataque israelense. "Qualquer um na Faixa de Gaza ou na Cisjordânia ou em qualquer lugar envolvido com grupos de terror sabe desde ontem que não há impunidade", afirmou Hanegbi.

Na segunda, ao condenar o assassinato do líder espiritual e fundador do Hamas, xeque Ahmed Yassin, Yasser Arafat afirmou que temia por sua vida. Apesar de centenas de palestinos cercarem a Mukata de Ramalá, onde Arafat permanece confinado por Israel desde dezembro de 2001, o presidente não saiu.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Arafat e Nasrala estão 'na mira', diz chefe das Forças Armadas

Do Diário OnLine
Com Agências

23/03/2004 | 11:58


O chefe das Forças Armadas de Israel, Moshe Yaalon, garantiu que o presidente palestino, Yasser Arafat, e o líder do Hezbollah (grupo xiita libanês), Hassan Nasrala, "entenderam que são os próximos da lista". Nesta terça, o ministro da Segurança Interna israelense, Tsahi Hagegbi, explicou que a lista de líderes marcados para a morte inclui "os que aparecem na televisão".

Segundo disse Tzachi Hanegbi, nenhum líder palestino está imune a sofrer um ataque israelense. "Qualquer um na Faixa de Gaza ou na Cisjordânia ou em qualquer lugar envolvido com grupos de terror sabe desde ontem que não há impunidade", afirmou Hanegbi.

Na segunda, ao condenar o assassinato do líder espiritual e fundador do Hamas, xeque Ahmed Yassin, Yasser Arafat afirmou que temia por sua vida. Apesar de centenas de palestinos cercarem a Mukata de Ramalá, onde Arafat permanece confinado por Israel desde dezembro de 2001, o presidente não saiu.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;