Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Bush apela à Suprema Corte dos Estados Unidos


Do Diário do Grande ABC

23/11/2000 | 00:13


O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, George W. Bush, apresentou nesta quarta-feira à Suprema Corte americana dois recursos contra a decisao da justiça da Flórida de permitir o prosseguimento da recontagem dos votos no Estado, revelou o advogado Theodore Olson.

De acordo com o advogado dos republicanos, os dois recursos destacam que o prosseguimento das apuraçoes autorizado na véspera, pela Suprema Corte da Flórida, viola a Constituiçao Federal.

Os nove juízes do Suprema Corte federal poderao acatar ou nao os recursos, que envolvem dois casos, destacou Olsen.

``Apresentamos dois recursos à Suprema Corte dos Estados Unidos contra este processo extraordinário e inconstitucional que se desenvolve na Flórida envolvendo a recontagem dos votos neste Estado relativos à eleiçao presidencial de 7 de novembro passado'', declarou Olson em uma entrevista coletiva concedida em Washington.

Os advogados do Partido Republicano afirmam que a decisao viola a legislaçao eleitoral federal especialmente pelo fato de que a recontagem manual na Flórida só ocorre em alguns condados, e nao em todo o Estado.

Eles também alegam que a decisao do Supremo Tribunal da Flórida viola a independência dos poderes no Estado, já que o veredicto contraria uma determinaçao do Legislativo.

``Nossos recursos questionam igualmente as operaçoes caóticas, intermináveis e constantemente alteradas de contagem manual, que violam os direitos dos eleitores e dos candidatos previstos na Constituiçao Federal'', destacou Olson.

Os dois recursos pedem aos juízes da Suprema Corte Federal ``o fim das práticas inconstitucionais antes que ocorra um dano irreparável na integridade destas eleiçoes e no direito dos eleitores da Flórida e dos Estados Unidos''.

Os recursos foram acompanhados de um pedido de exame urgente, revelou um porta-voz da Suprema Corte, sem citar qualquer data.

Olson acredita que a Suprema Corte deve se pronunciar antes do dia 12 de dezembro, data prevista para a designaçao pelos Estados dos delegados que votarao no Colégio Eleitoral.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bush apela à Suprema Corte dos Estados Unidos

Do Diário do Grande ABC

23/11/2000 | 00:13


O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, George W. Bush, apresentou nesta quarta-feira à Suprema Corte americana dois recursos contra a decisao da justiça da Flórida de permitir o prosseguimento da recontagem dos votos no Estado, revelou o advogado Theodore Olson.

De acordo com o advogado dos republicanos, os dois recursos destacam que o prosseguimento das apuraçoes autorizado na véspera, pela Suprema Corte da Flórida, viola a Constituiçao Federal.

Os nove juízes do Suprema Corte federal poderao acatar ou nao os recursos, que envolvem dois casos, destacou Olsen.

``Apresentamos dois recursos à Suprema Corte dos Estados Unidos contra este processo extraordinário e inconstitucional que se desenvolve na Flórida envolvendo a recontagem dos votos neste Estado relativos à eleiçao presidencial de 7 de novembro passado'', declarou Olson em uma entrevista coletiva concedida em Washington.

Os advogados do Partido Republicano afirmam que a decisao viola a legislaçao eleitoral federal especialmente pelo fato de que a recontagem manual na Flórida só ocorre em alguns condados, e nao em todo o Estado.

Eles também alegam que a decisao do Supremo Tribunal da Flórida viola a independência dos poderes no Estado, já que o veredicto contraria uma determinaçao do Legislativo.

``Nossos recursos questionam igualmente as operaçoes caóticas, intermináveis e constantemente alteradas de contagem manual, que violam os direitos dos eleitores e dos candidatos previstos na Constituiçao Federal'', destacou Olson.

Os dois recursos pedem aos juízes da Suprema Corte Federal ``o fim das práticas inconstitucionais antes que ocorra um dano irreparável na integridade destas eleiçoes e no direito dos eleitores da Flórida e dos Estados Unidos''.

Os recursos foram acompanhados de um pedido de exame urgente, revelou um porta-voz da Suprema Corte, sem citar qualquer data.

Olson acredita que a Suprema Corte deve se pronunciar antes do dia 12 de dezembro, data prevista para a designaçao pelos Estados dos delegados que votarao no Colégio Eleitoral.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;