Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Chávez encerra 12ª reunião de Cúpula do G-15


Da AFP

28/02/2004 | 18:15


A 12ª Reunião de Cúpula do Grupo dos 15 (G-15), que foi iniciada sexta-feira em Caracas, foi encerrada às 13h50 deste sábado (15h50 em Brasília) pelo presidente venezuelano, Hugo Chávez. Em documento oficial, o grupo de 19 países em desenvolvimento defendeu a cooperação energética.

Chávez disse em sua intervenção final que os povos do mundo em desenvolvimento "devem por-se de pé e dar um basta à intenção do Norte de impor a fórmula, o remédio". "Não há outro caminho senão voltarmos a nós mesmos, à nossa própria essência, e esta reunião, entre muitas outras coisas, serviu para fortalecer esse sentimento e essa percepção", acrescentou.

O governante venezuelano de 49 anos destacou que "a reunião de cúpula foi boa", mas não se pode falar em êxito. Segundo ele, é preciso esperar, para dizer isto, pelo menos uns seis meses.

Participaram da 12ª Reunião de Cúpula do G-15 os presidentes Néstor Kirchner (Argentina), Luiz Inácio Lula da Silva (Brasil), Alvaro Uribe (Colômbia), Robert Mugabe (Zimbábue), Mohamad Khatami (Irã) e o primeiro-ministro da Jamaica, Percival Patterson.

O G-15 é integrado por Argélia, Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, Egito, Jamaica, Quênia, Índia, Indonésia, Irã, Malásia, México, Nigéria, Peru, Senegal, Sri Lanka, Venezuela e Zimbábue.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Chávez encerra 12ª reunião de Cúpula do G-15

Da AFP

28/02/2004 | 18:15


A 12ª Reunião de Cúpula do Grupo dos 15 (G-15), que foi iniciada sexta-feira em Caracas, foi encerrada às 13h50 deste sábado (15h50 em Brasília) pelo presidente venezuelano, Hugo Chávez. Em documento oficial, o grupo de 19 países em desenvolvimento defendeu a cooperação energética.

Chávez disse em sua intervenção final que os povos do mundo em desenvolvimento "devem por-se de pé e dar um basta à intenção do Norte de impor a fórmula, o remédio". "Não há outro caminho senão voltarmos a nós mesmos, à nossa própria essência, e esta reunião, entre muitas outras coisas, serviu para fortalecer esse sentimento e essa percepção", acrescentou.

O governante venezuelano de 49 anos destacou que "a reunião de cúpula foi boa", mas não se pode falar em êxito. Segundo ele, é preciso esperar, para dizer isto, pelo menos uns seis meses.

Participaram da 12ª Reunião de Cúpula do G-15 os presidentes Néstor Kirchner (Argentina), Luiz Inácio Lula da Silva (Brasil), Alvaro Uribe (Colômbia), Robert Mugabe (Zimbábue), Mohamad Khatami (Irã) e o primeiro-ministro da Jamaica, Percival Patterson.

O G-15 é integrado por Argélia, Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, Egito, Jamaica, Quênia, Índia, Indonésia, Irã, Malásia, México, Nigéria, Peru, Senegal, Sri Lanka, Venezuela e Zimbábue.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;