Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Sto.André quer voltar a vencer em casa

Time pega Sport, às 16h10, atrás do primeiro resultado positivo no Bruno Daniel pelo Campeonato Brasileiro


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

20/06/2009 | 07:00


Voltar a vencer em casa e no Campeonato Brasileiro. Essas são as principais metas do Santo André que entra em campo hoje, às 16h10, no Estádio Bruno Daniel, para enfrentar o Sport. A equipe ainda não saiu de campo vitoriosa nas três vezes em que jogou no Brunão (a única derrota foi para o Flamengo, justamente no local), depois do período de sete meses sem derrotas em casa. Além disso, o único triunfo no torneio aconteceu na segunda rodada, contra o Coritiba, no Paraná (4 a 2).

"Nossa prioridade é voltar a vencer, apesar de o Sport também estar precisando. Mas estamos focados no nosso objetivo e vamos trabalhar em campo na busca pelos três pontos", comentou o meia Pablo Escobar. Enquanto o Ramalhão ocupa a 14ª colocação, com sete pontos, os pernambucanos estão em 17º lugar, com cinco.

Para o técnico Sérgio Guedes, o negócio é sair de campo com os três pontos, seja ou não no Bruno Daniel. "Temos de vencer sempre, independentemente de ser em casa ou fora. Mas o negócio mesmo é jogar bem sempre."

Em campo, o Santo André terá hoje o que tem de melhor. Nunes volta de suspensão e Marcelinho escapou de punição no STJD (veja na página 2). O Sport terá dois desfalques - o goleiro Saulo e o atacante Ciro estão servindo a seleção sub-20 -, mas promoverá as estreias do lateral-direito Élder Granja, do volante Fabiano e do meia Hugo.

O atacante Weldon, artilheiro do Brasileirão (quatro gols), está confirmado, mas não preocupa a defesa do Ramalhão. "Eles têm um ataque forte, mas também têm de se preocupar, porque nós é que jogamos em casa", disse Ricardo Conceição. "Conseguimos bons resultados fora (dois empates e uma vitória) e estamos jogando bem. Só falta vencer", concluiu Cesinha.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sto.André quer voltar a vencer em casa

Time pega Sport, às 16h10, atrás do primeiro resultado positivo no Bruno Daniel pelo Campeonato Brasileiro

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

20/06/2009 | 07:00


Voltar a vencer em casa e no Campeonato Brasileiro. Essas são as principais metas do Santo André que entra em campo hoje, às 16h10, no Estádio Bruno Daniel, para enfrentar o Sport. A equipe ainda não saiu de campo vitoriosa nas três vezes em que jogou no Brunão (a única derrota foi para o Flamengo, justamente no local), depois do período de sete meses sem derrotas em casa. Além disso, o único triunfo no torneio aconteceu na segunda rodada, contra o Coritiba, no Paraná (4 a 2).

"Nossa prioridade é voltar a vencer, apesar de o Sport também estar precisando. Mas estamos focados no nosso objetivo e vamos trabalhar em campo na busca pelos três pontos", comentou o meia Pablo Escobar. Enquanto o Ramalhão ocupa a 14ª colocação, com sete pontos, os pernambucanos estão em 17º lugar, com cinco.

Para o técnico Sérgio Guedes, o negócio é sair de campo com os três pontos, seja ou não no Bruno Daniel. "Temos de vencer sempre, independentemente de ser em casa ou fora. Mas o negócio mesmo é jogar bem sempre."

Em campo, o Santo André terá hoje o que tem de melhor. Nunes volta de suspensão e Marcelinho escapou de punição no STJD (veja na página 2). O Sport terá dois desfalques - o goleiro Saulo e o atacante Ciro estão servindo a seleção sub-20 -, mas promoverá as estreias do lateral-direito Élder Granja, do volante Fabiano e do meia Hugo.

O atacante Weldon, artilheiro do Brasileirão (quatro gols), está confirmado, mas não preocupa a defesa do Ramalhão. "Eles têm um ataque forte, mas também têm de se preocupar, porque nós é que jogamos em casa", disse Ricardo Conceição. "Conseguimos bons resultados fora (dois empates e uma vitória) e estamos jogando bem. Só falta vencer", concluiu Cesinha.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;