Fechar
Publicidade

Domingo, 18 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Seleção Brasileira minimiza derrota da Itália para o Egito



20/06/2009 | 07:00


Depois da surpreendente derrota para o Egito, quinta-feira, a Itália ficou em situação complicada no Grupo B da Copa das Confederações e corre risco de eliminação precoce. Para os jogadores do Brasil, porém, a seleção italiana nunca pode ser menosprezada. Por isso, a ordem é atenção total no jogo de amanhã, quando os dois rivais irão se enfrentar em Pretória.

"É um clássico mundial. Sabemos da importância, independentemente da situação das equipes. Será uma partida disputada e estamos nos preparando para isso", afirmou o volante Gilberto Silva.

O lateral-direito Maicon acredita que a Itália entrará em campo querendo vingar a derrota por 2 a 0 para o Brasil, em amistoso realizado em fevereiro.

"A temperatura vai ser muito alta. Eles vão estar a 1.000 por hora, não vão querer tropeçar de novo. Temos de neutralizar essa vontade deles", disse o jogador da Inter de Milão.

BOA ESCOLHA - Gilberto Silva também falou sobre sua experiência no Panathinaikos, para onde transferiu-se no fim da temporada 2007/2008, quando deixou o Arsenal.

Segundo ele, a mudança, mesmo trocando um grande centro do futebol (Inglaterra) por um menor (Grécia), foi fundamental para sua permanência na Seleção Brasileira.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Seleção Brasileira minimiza derrota da Itália para o Egito


20/06/2009 | 07:00


Depois da surpreendente derrota para o Egito, quinta-feira, a Itália ficou em situação complicada no Grupo B da Copa das Confederações e corre risco de eliminação precoce. Para os jogadores do Brasil, porém, a seleção italiana nunca pode ser menosprezada. Por isso, a ordem é atenção total no jogo de amanhã, quando os dois rivais irão se enfrentar em Pretória.

"É um clássico mundial. Sabemos da importância, independentemente da situação das equipes. Será uma partida disputada e estamos nos preparando para isso", afirmou o volante Gilberto Silva.

O lateral-direito Maicon acredita que a Itália entrará em campo querendo vingar a derrota por 2 a 0 para o Brasil, em amistoso realizado em fevereiro.

"A temperatura vai ser muito alta. Eles vão estar a 1.000 por hora, não vão querer tropeçar de novo. Temos de neutralizar essa vontade deles", disse o jogador da Inter de Milão.

BOA ESCOLHA - Gilberto Silva também falou sobre sua experiência no Panathinaikos, para onde transferiu-se no fim da temporada 2007/2008, quando deixou o Arsenal.

Segundo ele, a mudança, mesmo trocando um grande centro do futebol (Inglaterra) por um menor (Grécia), foi fundamental para sua permanência na Seleção Brasileira.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;