Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Melhora quadro de menina atacada por cão pit Bull


Rogério Gatti
Do Diário do Grande ABC

30/08/2007 | 07:27


Melhorou o estado de saúde de Luana Crisitina Vizignani, 6 anos, atacada por um pitt bull em Santo André na última sexta-feira.

De acordo com o boletim médico divulgado quarta-feira a menina não estava mais sedada e já respondia a alguns estímulos. Foi informado ainda que Luana já respira sem ajuda dos aparelhos.

A direção do CHM (Centro Hospitalar Municipal) onde a menina está internada, disse que ainda não há previsão de alta.

Luana passou por cirurgias plásticas para a reconstrução da orelha direita com sucesso e os médicos acreditam que ela deve se recuperar logo.

A menina foi atacada pelo cachorro quando chegava na casa dos avós, no bairro Valparaíso. O pitt bull pertencia ao primo da mãe de Luana, Eduardo Gian Lourenço, e foi morto com a chegada dos policiais.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Melhora quadro de menina atacada por cão pit Bull

Rogério Gatti
Do Diário do Grande ABC

30/08/2007 | 07:27


Melhorou o estado de saúde de Luana Crisitina Vizignani, 6 anos, atacada por um pitt bull em Santo André na última sexta-feira.

De acordo com o boletim médico divulgado quarta-feira a menina não estava mais sedada e já respondia a alguns estímulos. Foi informado ainda que Luana já respira sem ajuda dos aparelhos.

A direção do CHM (Centro Hospitalar Municipal) onde a menina está internada, disse que ainda não há previsão de alta.

Luana passou por cirurgias plásticas para a reconstrução da orelha direita com sucesso e os médicos acreditam que ela deve se recuperar logo.

A menina foi atacada pelo cachorro quando chegava na casa dos avós, no bairro Valparaíso. O pitt bull pertencia ao primo da mãe de Luana, Eduardo Gian Lourenço, e foi morto com a chegada dos policiais.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;