Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

'Caso Renan': relator do segundo processo quer ouvir o senador


Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

21/08/2007 | 14:22


O relator da segunda representação contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), no Conselho de Ética da Casa, senador João Pedro (PT-AM), encaminhou nesta terça-feira um requerimento pedindo que o peemedebista seja ouvido pelos integrantes do colegiado.

“Já notifiquei o senador (Renan Calheiros). Ele tem prazo de cinco dias para responder”, disse o presidente do Conselho, Leomar Quintanilha (PMDB-TO).

A segunda representação contra Renan investiga a denúncia de que o senador teria feito tráfico de influência em órgãos governamentais para beneficiar a Schincariol, revertendo uma dívida de cerca de R$ 100 milhões da empresa com o INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) e com a Receita Federal.

Em contrapartida, a cervejaria teria comprado uma fábrica de refrigerantes que pertence ao irmão do senador, o deputado federal Olavo Calheiros (PMDB-AL), por um valor acima do cotado no mercado.

Por conta da acusação, o deputado Olavo Calheiros também está sob investigação no Conselho de Ética da Câmara.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

'Caso Renan': relator do segundo processo quer ouvir o senador

Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

21/08/2007 | 14:22


O relator da segunda representação contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), no Conselho de Ética da Casa, senador João Pedro (PT-AM), encaminhou nesta terça-feira um requerimento pedindo que o peemedebista seja ouvido pelos integrantes do colegiado.

“Já notifiquei o senador (Renan Calheiros). Ele tem prazo de cinco dias para responder”, disse o presidente do Conselho, Leomar Quintanilha (PMDB-TO).

A segunda representação contra Renan investiga a denúncia de que o senador teria feito tráfico de influência em órgãos governamentais para beneficiar a Schincariol, revertendo uma dívida de cerca de R$ 100 milhões da empresa com o INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) e com a Receita Federal.

Em contrapartida, a cervejaria teria comprado uma fábrica de refrigerantes que pertence ao irmão do senador, o deputado federal Olavo Calheiros (PMDB-AL), por um valor acima do cotado no mercado.

Por conta da acusação, o deputado Olavo Calheiros também está sob investigação no Conselho de Ética da Câmara.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;