Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 27 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Aumenta arrecadação com multa de radares em Sto.André


Gislayne Jacinto
Do Diário do Grande ABC

22/06/2001 | 00:11


Santo André arrecadou até abril R$ 13,4 milhões com multas de trânsito. O valor consta de balancete financeiro da Prefeitura enviado quinta à Câmara e que causou indignação a alguns vereadores. Neste mesmo balancete consta que a previsão de receita com multa até o fim do ano é de R$ 44,1 milhões.

O vereador Ricardo Alvarez (PT) afirma que a arrecadação excessiva. “Como a arrecadação aumenta ano a ano, isso significa que a campanha educativa aos motoristas não estão surtindo efeito na cidade. O trabalho preventivo vem falhando”, disse o petista.

Ele afirmou que o secretário de Serviços Municipais da Prefeitura, Klinger Luiz de Oliveira Sousa, disse que a tendência das multas era cair. “Não houve queda e os valores serão se mantendo altos”, afirmou Alvarez.

A assessoria de imprensa da Prefeitura não conseguiu localizar Klinger para que ele comentasse o assunto.

O líder do PTB, vereador Luiz Zacarias, acha que a administração quer aumentar a arrecadação com multas para realizar mais obras na cidade. “A Prefeitura só pensa em multar os motoristas. Na minha opinião, o governo quer desviar o dinheiro das multas para fazer obras em vez de aplicar no trânsito”, disse o petebista.

Aumento – No ano passado, as multas também bateram recordes de arrecadação se comparadas com os anos anteriores. A Prefeitura arrecadou quase três vezes mais do que o previsto – R$ 41,3 milhões. A previsão inicial era de que as multas gerassem R$ 14,2 milhões. Uma diferença de mais de R$ 27 milhões.

Em relação a 1999, a receita com as infrações de trânsito teve crescimento de 117%. Naquele ano foram arrecadados R$ 19 milhões com multas. A arrecadação com infrações de trânsito no ano passado corresponde a 10,72% do total arrecadado no município.

A instalação de radares de velocidade foi a grande responsável pelo aumento da receita nos últimos anos. Os radares eletrônicos começaram a ser instalados em fevereiro de 1998. Naquele ano, quando ainda não refletiam na arrecadação com infrações de trânsito, a receita com o recurso foi de R$ 1,8 milhão.

Já em 1999, quando os veículos multados pelos radares foram licenciados e as multas pagas, a arrecadação com infrações subiu para R$ 19 milhões, o que representou 5,83% do total auferido no município.

Até 1997, as multas eram atribuição apenas das autoridades competentes do governo do Estado. Com a aprovação do Código Trânsito Brasileiro, a responsabilidade passou a ser dos municípios. Até então, as multas eram aplicadas apenas manualmente. Foi a partir daí que começou a fiscalização eletrônica e o aumento da receita.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;