Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 17 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santo André salva ponto importante contra a degola

Jonatan Dutra/Ferroviária Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ramalhão tem de correr duas vezes atrás da igualdade com a Ferroviária, em Araraquara


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

30/04/2021 | 00:37


O Santo André conquistou um importante ponto na luta contra o rebaixamento no Paulistão. Ontem à noite, na Arena da Fonte Luminosa, esteve duas vezes atrás do placar, mas buscou a igualdade por 2 a 2 com a Ferroviária, chegou aos sete pontos e ultrapassou o Botafogo pelo saldo de gols, ocupando a terceira colocação do Grupo A e a 13ª na classificação geral. Já a Ferrinha é vice-líder do Grupo B, com 12.

O estreante técnico Márcio Fernandes promoveu as entradas de Vitinho Schimith e Tiago Marques, aumentando a estatura do ataque ramalhino. No entanto, as – poucas – bolas alçadas na área não foram aproveitadas e a única boa chance criada pelo time nos 45 primeiros minutos foi com Gegê, logo aos cinco, quando chutou cruzado e a bola passou perto da trave de Saulo.

A Ferroviária, por sua vez, apresentou o cartão de visitas com menos de um minuto, quando Zanocelo apareceu livre para finalizar, obrigando Fernando Henrique a trabalhar logo de cara. O goleiro levou a melhor também no segundo embate com o meia adversário, em cabeçada aos 34 minutos. Mas, no rebote, o próprio Zanocelo marcou: 1 a 0.

Em situação complicada, o Santo André voltou com tudo para a segunda etapa e logo no primeiro minuto Minho exigiu defesa de Saulo. Aos oito, no entanto, depois de 431 minutos o Ramalhão voltou a marcar um gol no Paulistão: Gegê cobrou a falta e Vitinho apareceu nas costas da zaga para igualar: 1 a 1.

Ao fazer o gol, porém, o Santo André não aproveitou o melhor momento para virar o placar. Aos poucos, a Ferroviária se reorganizou e em bola mal afastada por Bruno Santos, Bruno Mezenga ficou com a sobra e mandou no canto: 2 a 1.

Necessitado de pelo menos um ponto, o Ramalhão voltou para a pressão e forçou a adversária ao erro. Foi assim que, aos 32, Saulo perdeu para Minho, que ajeitou para Caio Rangel igualar novamente o placar. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;