Fechar
Publicidade

Sábado, 8 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Cinco milhões de pessoas passaram pelo Vaticano em 21 dias


Da AFP

24/04/2005 | 15:09


As últimas três semanas de luto, expectativa e alegria levaram à Praça de São Pedro cerca de cinco milhões de peregrinos, declararam neste domingo as autoridades de Roma.

O tempo compreendido entre a morte de João Paulo II até a entronização de seu sucessor, Bento XVI, foi uma verdadeira prova para as autoridades municipais, superada com "civismo e êxito", segundo o responsável pelos serviços de Defesa Civil, Guido Bertolaso.

Somente no dia do funeral de João Paulo II, em 8 de abril passado, havia na Praça de São Pedro e nas ruas adjacentes cerca de um milhão de pessoas. A elas se somam os dois milhões que desfilaram ante a capela ardente do Pontífice no interior da basílica nos dias anteriores.

Bertolaso destacou o esforço realizado por 40 empresas incluindo serviços de limpeza, transportes, companhias telefônicas e profissionais da saúde.

O prefeito de Roma, Walter Veltroni, também mostrou sua grande satisfação pelo término deste período de agitação. "Durante quase um mês, vivemos um período excepcional e cheio de emoção que permanecerá no coração dos romanos e nos milhões de pessoas que vieram à nossa cidade dizer adeus a Karol Wojtyla e conhecer seu sucessor", assegurou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cinco milhões de pessoas passaram pelo Vaticano em 21 dias

Da AFP

24/04/2005 | 15:09


As últimas três semanas de luto, expectativa e alegria levaram à Praça de São Pedro cerca de cinco milhões de peregrinos, declararam neste domingo as autoridades de Roma.

O tempo compreendido entre a morte de João Paulo II até a entronização de seu sucessor, Bento XVI, foi uma verdadeira prova para as autoridades municipais, superada com "civismo e êxito", segundo o responsável pelos serviços de Defesa Civil, Guido Bertolaso.

Somente no dia do funeral de João Paulo II, em 8 de abril passado, havia na Praça de São Pedro e nas ruas adjacentes cerca de um milhão de pessoas. A elas se somam os dois milhões que desfilaram ante a capela ardente do Pontífice no interior da basílica nos dias anteriores.

Bertolaso destacou o esforço realizado por 40 empresas incluindo serviços de limpeza, transportes, companhias telefônicas e profissionais da saúde.

O prefeito de Roma, Walter Veltroni, também mostrou sua grande satisfação pelo término deste período de agitação. "Durante quase um mês, vivemos um período excepcional e cheio de emoção que permanecerá no coração dos romanos e nos milhões de pessoas que vieram à nossa cidade dizer adeus a Karol Wojtyla e conhecer seu sucessor", assegurou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;