Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 29 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Emprego na indústria paulista tem pior desempenho em sete anos


Do Diário OnLine

16/01/2007 | 12:01


O nível de emprego na indústria de transformação do Estado de São Paulo caiu 0,26% em 2006 na comparação com o ano anterior. Segundo a medição divulgada nesta terça-feira pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), é o pior desempenho do setor em sete anos.

O percentual indica a demissão de 5 mil pessoas no período, contra 48.419 empregos criados em 2005. Entre os setores, o pior desempenho ficou com preparação de couros e fabricação de artefatos de couro, artigos de viagem e calçados, que caiu 16,89%.

Em dezembro, o nível de emprego na indústria paulista caiu 2,48%, representando o fechamento de 52 mil vagas. A maior queda entre os setores ocorreu em fabricação de coque, refino de petróleo, elaboração de combustíveis nucleares e produção de álcool (-12,6%).


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Emprego na indústria paulista tem pior desempenho em sete anos

Do Diário OnLine

16/01/2007 | 12:01


O nível de emprego na indústria de transformação do Estado de São Paulo caiu 0,26% em 2006 na comparação com o ano anterior. Segundo a medição divulgada nesta terça-feira pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), é o pior desempenho do setor em sete anos.

O percentual indica a demissão de 5 mil pessoas no período, contra 48.419 empregos criados em 2005. Entre os setores, o pior desempenho ficou com preparação de couros e fabricação de artefatos de couro, artigos de viagem e calçados, que caiu 16,89%.

Em dezembro, o nível de emprego na indústria paulista caiu 2,48%, representando o fechamento de 52 mil vagas. A maior queda entre os setores ocorreu em fabricação de coque, refino de petróleo, elaboração de combustíveis nucleares e produção de álcool (-12,6%).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;