Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 16 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Turquia desiste de enviar tropas ao Afeganistão


Da EFE

03/12/2003 | 13:06


O ministro de Relações Exteriores da Turquia, Abdullah Guh, disse nesta quarta-feira que o governo não vai usar mais a autorização que obteve do Parlamento para enviar soldados ao exterior. “Portanto, enviar tropas ao Afeganistão está fora de cogitação”, assegurou o ministro.

No dia 7 de novembro, o governo turco já havia descartado a possibilidade de enviar tropas ao Iraque, como havia solicitado o governo norte-americano, apesar de esse desdobramento ter sido autorizado pelo Parlamento.

Guh viaja nesta quarta-feira a Bruxelas, onde participará de uma reunião da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Recentemente, o secretário-geral da Otan, George Robertson, lembrou que o órgão precisava de reforço em sua missão de paz no Afeganistão e pediu ajuda ao governo turco.

Assim, Robertson pediu à Turquia e a outros países que enviassem tropas extras a esse país asiático para conseguir fazer com que força multinacional (Isaf) estendesse seu controle para fora da capital, Kabul.

A Turquia já tem alguns soldados no Afeganistão e chegou até a dirigir a Isaf. Em janeiro, espera-se em Kabul a chegada do turco Hikmet Cetin, ex-ministro de Relações Exteriores do país, que chegará na condição de representante civil da Otan no Afeganistão.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Turquia desiste de enviar tropas ao Afeganistão

Da EFE

03/12/2003 | 13:06


O ministro de Relações Exteriores da Turquia, Abdullah Guh, disse nesta quarta-feira que o governo não vai usar mais a autorização que obteve do Parlamento para enviar soldados ao exterior. “Portanto, enviar tropas ao Afeganistão está fora de cogitação”, assegurou o ministro.

No dia 7 de novembro, o governo turco já havia descartado a possibilidade de enviar tropas ao Iraque, como havia solicitado o governo norte-americano, apesar de esse desdobramento ter sido autorizado pelo Parlamento.

Guh viaja nesta quarta-feira a Bruxelas, onde participará de uma reunião da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Recentemente, o secretário-geral da Otan, George Robertson, lembrou que o órgão precisava de reforço em sua missão de paz no Afeganistão e pediu ajuda ao governo turco.

Assim, Robertson pediu à Turquia e a outros países que enviassem tropas extras a esse país asiático para conseguir fazer com que força multinacional (Isaf) estendesse seu controle para fora da capital, Kabul.

A Turquia já tem alguns soldados no Afeganistão e chegou até a dirigir a Isaf. Em janeiro, espera-se em Kabul a chegada do turco Hikmet Cetin, ex-ministro de Relações Exteriores do país, que chegará na condição de representante civil da Otan no Afeganistão.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;